Agora ao vivo
PokerStars Championship Barcelona

Juiz Adia Decisão sobre O Acordo de Culpa no Caso John Campos

  • Duarte Cunha-RealDuarte Cunha-Real
Juiz Adia Decisão sobre O Acordo de Culpa no Caso John Campos 0001

No início desta semana, foi relatado que o réu do Black Friday, John Campos, tinha chegado a acordo com a procuradoria geral, declarando-se culpado de crime menor, agora, o Washington Post declara que o Juiz Distrital dos EUA, Lewis A. Kaplan, recusou a aceitar o acordo, declarando por escrito, “porque deixaram que o anterior banqueiro de St. George, John Campos, declarar-se culpado de um crime menor e não por um delito grave.”

“Basicamente, está a fugir às acusações?” perguntou Kaplan, que tem o poder de anular o acordo. Campos é o anterior vice-presidente do SunFirst Bank no Utah e foi indiciado a 15 de Abril, encarando inúmeras acusações, incluindo conspiração para lavagem de dinheiro. Ele alegadamente procedeu ao pagamento de cerca de $200 milhões em receitas de jogo entre os finais de 2009 e 2011.

De acordo com o Washington Post, o Advogado Assistente EUA, Arlo Devlin-Brown, revelou que o risco do resultado do tribunal fazia parte da decisão. “Poderia haver o risco de um jurado ter problemas com essas condições," disse Devlin-Brown, relativamente ao aumento de opiniões submetidas em tribunal sobre a ilegalidade do processamento de dinheiro originário do jogo online.

Para além disso, o Advogado Assistente EUA, Andrew Goldstein, revelou que o governo baniu Campos de exercer a sua função de banqueiro no futuro, e encara seis meses de prisão. Kaplan não tomará qualquer decisão sobre a aceitação ou recusa do acordo até a sentença de 27 de Junho.

Para saberes mais sobre esta notícia, visita o washingtonpost.com.

Fica a saber todas as notícias através do Twitter e do Facebook para informações actualizadas ao minuto.

Mais notícias

O que pensas?