Inside Gaming: Projecto-Lei Miami Casino enterrado, As Receitas da Super Bowl , e muito mais

  • Duarte Cunha-RealDuarte Cunha-Real
Miami Casino Project

Esta semana, só se fala do adiar de várias decisões relativas ao jogo online. Os Casinos de Las Vegas, Atlantic City entre outros só têm "razões para sorrir" depois do protelar de mais uma votação numa lei que regulamentaria todo o jogo na Flórida. Genting, um dos principais candidatos no caso de Miami receber a construção de um casino, afirmou os seus planos de atrair os clientes de Las Vegas. As casas de apostas do Nevada têm também um arazão para celebrar uma vez que a vitória dos Giants no Super Bowl não se traduziu no desastre que muitos previram. Pelo contrário, a casa de apostas do estado conseguiu um lucro de $5 milhões no jogo. Os irmãos Fertitta, outrora na banca rota e perto de encerrar o casino dos seus sonhos, planeiam agora passar a sócios maioritários dos Station Casinos através da compra das acções de JPMorgan's no valor de $73 million.

Legislatura da Flórida atrasa discusão de expansão de jogo, atrasando o completo de Miami

Os investidores de Las Vegas podem agora respirar um pouco mais fundo, depois dos planos para desenvolver um mega complexo de casinos em Miami ficarem em suspenso. A Genting Bhd., um dos gigantes do jogo Asiático que recentemente marcoupresença nos Estados Unidos, tem pressionado a legalização para uma licença total, mas a House Business and Consumer Affairs Subcommittee na Casa dos Representantes da Flórida adiou a votação e não é esperado o regresso a este tema até 2013.

Genting afirmou estar à espera de retirar $1 a $2 biliões de lucro a Las Vegas. A Las Vegas Sands Corp. também tem feito campanha para expandir o seu mercado na Flórida e está preparada para um frente-a-frente com Genting para obter a licença caso a legalização de Miami avance. Sand sempre foi contra uma licença que entregasse todo o poder a um departamento de estado ao invés de uma comissão independente. A Wynn Resorts Ltd., a Caesars Entertainment Corp. e a MGM Resorts International também já mostraram interesse no mercado do Sul da Flórida.

O Presidente do Comité Doug Holder apelidou o projecto-lei de incompleto e o Rep. Erik Fresen, um dos autores do mesmo, pediu ao Comité para adiar a votação. A questão tem dividido os interessados, com alguns entusiasmados com a possibilidade do pagamento de altas taxas e outros, incluindo a Walt Disney Co. e a Camara do Comércio da Flórida, oposeram-se veemente. A The Seminole Tribe, que opera cinco casinos da Flórida e os donos das pistas de corrida juntaram-se ao lobby contra a expansão do jogo. Os apoiantes da expansão do jogo nos casinos esperam que o protelar do projecto-lei para depois das eleições permita assegurar mais votos.

Genting queria construir um Casino-Resort de $3.8 biliões e comprou 30 hectares, incluindo o local do antigo edifício Miami Herald pelo qual pagou $236 milhões e o hotel Omni Center hotel, pela quantia de $206 milhões.

Genting, que tem estado a fazer constantemente lobby pela alteração da lei a fim de posteriormente comprar a licença de Miami, fez contribuições políticas aos legisladores da Flórida no valor de $629.529 nos últimos sete meses de 2011. Mais de metade destas foram directamente para o Partido Republicano. Depois da decisão do Comité, Genting afirmou que o assunto não estava "morto" e seria revisitado assim que possível.

ABloomberg e o Las Vegas Review-Journal analisam a decisão do Comité.

A vitória de um Underdog no Super Bowl vale $5milhões para Casas de Apostas do Nevada

Os New York Giants não foram a única surpresa no Super Bowl XLVI. As casas de apostas do Nevada deram a volta por cima apesar do medo sentido na passada semana pela possível perda de milhões com os Giants. Os Giants começaram o campeonato da National Football League como underdogs e acabaram a derrotar os New England Patriots 21-17.

As 184 casas de apostas do Nevada bateram recordes com $93.9 milhões em apostas e ganharam mais de $5 milhões. Na passed semana, o Inside Gaming revelava a preocupação das casas de apostas em caso de vitória dos Giants uma vez que estes partiam em clara desvantagem com 100-1 em apostas realizadas dois a três meses antes. Apesar do prejuízo ser maior em caso de vitória dos Patriots por três pontos de vantagem, as casas conseguiriam retirar algum lucro pelo facto da maioria das apostas favorecerem os Patriots com apostas de 6 e 7 dígitos. A Cantor Gaming, que gere as apostas em diversos casinos de Las Vegas, aceitou alegadamente uma aposta de $1 milhão e duas de $500.000.

"A maioria das últimas apostas foi nos Patriots, o sue nos salvou" afirmou Jimmy Vaccaro, Director de Operações da Lucky's Race & Sports Book. "Não foi tão may como estava nos três dias anterior ao jogo. O dinheiro dos Patriots apareceu!"

A percentagem de vitória com 5.4%

A percentagem de vitória de 5.% ultrapassa a percentagem acumulada do ano anterior sobre todos os eventos desportivos de 4.86%. A Super Bowl deste ano foi muito melhor para as casas de apostas que o ano passado que fizeram $700,000 contra os $87.5 Milhões deste ano. O jogo de Domingo representou a segunda maior aposta num jogo em toda a história. O recorde de $94.5 milhões em transacções aconteceu na Super Bowl de 2006, quando os Pittsburg Steelers derrotaram os Seattle Seahawks. As casas de apostas fizeram maior quantia em 2007, quando os Indianapolis Colts' venceram os Chicago Bears, garantindo $12.9 milhões. A única perda mais recente das casas de apostas foi no Super Bowl de 2008 quando os Patriots perderam para os Giants, apesar do do favoritismo em mais de 10 pontos.

Visita o Casino City Times e o Bloomberg for more.

Pós-Falência, Fertittas voltam a deter maioria do Station Casinos

Os sócios minoritários do Station Casinos LLC, Frank Feritta III e Lorenzo Fertitta anunciaram investimento de $73 milhões na empresa para comprar mais acções. A compra permite aos irmãos deteram um total de 60% da empresa, o suficiente para tornar a família em sócios maioritários. Eles irão comprar a parte de JPMorgan Chase Bank N.A., que adquiriu 15% de acções da Station no ano passado, como parte dos procedimentos da insolvência.

"O novo investimento de Frank e Lorenzo Fertitta's no Station Casinos LLC, demonsta o empenho deles na empresa como também na crença nos mercados locais de Las Vegas", referiu a porta-voz do Station, Lori Nelson.

Com o investimento adicional, os irmãos terão colocado um total de $273 milhões na empresa desde a sua insolvência em 2009, depois do mercado dos casinos ter sido arrasado pela crise económica. Na altura, o Station tinha mais de $6 biliões em dívida. No final de 2011, a dívida rondava os $2.5 milhões.

O Station estava a emergir da falência em 2010 quando quatro das suas propriedade foram encerradas pelo
Deutsche Bank e JPMorgan Chase. Como parte do acordo, o Station manteve sociedade equitativa das propriedades e continuou com a sua gestão. Os Fertittas comprarm o Green Valley Ranch por $500 milhões num negócio independente. Também detêm o altamente lucrativo Ultimate Fighting Championship.

Esta semana, o Station deu a conhecer o seu balanço de 2011, que demonstrou uma pequena melhoria em relação a 2010. A receita net foi de $1.178 biliões comparada com a de $1.114 biliões de 2010. Os ganhos antes de juros, taxas, depreciações e amortizações foi de $284 milhões, $4 milhões a mais que em 2010.

Outra notícias em relação aos Fertitta, na semana passada, a empresa da família do jogo online, Fertitta Interactive LLC, concorreu ao Nevada Gaming Control Board para obter licença como operador de site de poker e fornecedor de jogo online. "Nós somos a favor da aprovação do poker online," referiu Lorenzo Fertitta, num press release da empresa. "A nossa indústria, líder em software tem reputação de se reger pelos mais restritos e diversos regulamentos de todo o mundo."

O VegasInc.com e o Las Vegas Review-Journal tem todos os detalhes sobre o negócio do Station e se quiseres ler sobre o Feritta, consulta o press release do jogo online.

Fica a saber todas as notícias através do Twitter e do Facebook para informações actualizadas ao minuto.

*Fotografia cortesia do Bloomberg

Mais notícias

O que pensas?