Entrevista: Bernardo Neves, António Sequeira e Ricardo Antunes em Las Vegas

bernardo neves antonio sequeira ricardo antunes
Sharelines
  • Entrevista: Bernardo Neves, António Sequeira e Ricardo Antunes em Las Vegas

A PokerNews apresenta hoje a primeira parte de mais uma entrevista com jogadores lusos que decidiram abandonar o país para exercer a sua profissão.

Ao contrário do que tem sido hábito, estes lusos não foram atrás do jogo online, Bernardo Neves, António Sequeira e Ricardo Antunes rumaram a Las Vegas...

Vamos saber um pouco mais sobre esta aventura e perguntar o que os levou a embarcar na mesma?

Antes do verão combinamos juntar um grupo e alugar uma casa no Algarve para grindar online durante o mês de Julho e ao mesmo tempo aproveitar o sol e a praia. Passado uma semana, acabou se o Poker online em solo português e acabamos por ficar apenas de férias pelo Algarve e entre conversas e tentativas de solucionar o problema, apareceu a ideia de viajar para Las Vegas por ser um sítio que dois de nós ainda não conhecíamos, aliando a possibilidade de jogar as horas que nos apetecesse e ter à disposição todo o tipo de limites para poder praticar assim a nossa profissão.

Como estão a ser os primeiros tempos? Quais as maiores dificuldades que encontraram?

Entretanto já cá estamos a quase dois meses e os primeiros tempos já lá vão. Os maiores problemas que encontramos foram mesmo em termos de logística. Saímos de Portugal apenas de viagem na mão e a confiar numa pessoa que nos disse que trataria tanto da estadia, como do transporte, e quando cá chegámos vimo-nos obrigados a repensar toda a viagem, porque no fundo acabamos por ser enganados.

A viagem tornou-se muito mais cara do que aquilo que tínhamos planeado e o primeiro mês foi passado de hotel em hotel, até que conseguimos alugar um apartamento muito perto da strip e aí vamos ficar até ao final da viagem.

O jogo está a ser aquilo que esperavam? O que mais os surpreendeu nas mesas?

Bernardo Neves

Para mim, e visto ser a primeira vez que venho a Las Vegas, superou bastante as expectativas, ter dezenas de casinos e centenas de mesasàdisposição todos os dias e 24 horas por dia é fabuloso. Em relação ao jogo em si, no início senti algumas dificuldades de adaptação visto eu ser jogador de torneios e desde de sempre ter dedicado o meu tempo a aperfeiçoar-me nessa especialidade.

Na realidade esta foi a primeira vez que que me desloquei a algum sítio única e exclusivamente para jogar cash games e a primeira vez que os abordo de uma forma profissional. Ao início senti que estava a cometer alguns erros próprios de jogador de mtts, mas com a ajuda do Tó e do Ricardo, sendo eles especialistas em cash, rapidamente os erros foram corrigidos e neste momento já me sinto super confortável a jogar as minhas 100 e 200bb's deep, sinto uma evolução tremenda de dia para dia e que os erros já são praticamente inexistentes.

Entrevista: Bernardo Neves, António Sequeira e Ricardo Antunes em Las Vegas 101
Aria Casino - Las Vegas

Obviamente que passada esta fase os resultados começaram a aparecer de forma constante, este mês de Outubro está a ser o melhor mês de sempre desde que jogo poker profissionalmente e hoje posso confessar que fiquei completamente fascinado com esta modalidade.

Em relação ao nível do jogo, e apesar de obviamente apanharmos bastante regulares nas mesas, que se deslocaram a este 'paraíso' com o mesmo objectivo que nós, tenho de o classificar como médio baixo. A liquidez do jogo é incrível e a quantidade de turistas que a cidade recebe todos os dias e que dedicam algum do seu tempo à 'diversão' nas mesas faz com que o jogo fique bastante fácil e na minha opinião é impossível um jogador profissional não bater o jogo e não ganhar bastante dinheiro aqui.

A pouco menos de um mês do regresso a casa, estamos a cumprir os objectivos a que nos propusemos e as perspectivas para o que falta são as melhores.

Aproveito para deixar um agradecimento especial à minha família e à minha namorada, que apesar de estarmos a atravessar um período difícil a nível familiar, me apoiaram incondicionalmente a embarcar nesta aventura, e a todos os amigos e conhecidos que diariamente através de mensagens ou telefonemas mandam o seu apoio desde Portugal.

Ricardo Antunes

Em relação ao jogo, nem todos jogamos o mesmo. O Bernardo e o Tó jogam No Limit Hold’em e eu jogo maioritariamente Pot Limit Omaha. Relativamente às mesas de PLO a oferta é muito mais pequena (só há PLO no Aria e muito raramente no Wynn), daquilo que estava à espera. Em contra partida o jogo é muito, muito bom. Apesar de ter alguns regs, a liquidez do jogo é muito grande e acaba por vir a velha máxima do "dá para todos" ao de cima.

António Sequeira

O jogo é completamente diferente do que aquilo que poderia esperar, existe muito mais liquidez o que faz com que as mesas tenham uma dinâmica muito específica.

Entrevista: Bernardo Neves, António Sequeira e Ricardo Antunes em Las Vegas 102
Sequeira & Antunes

Além disso as mesas que tenho jogado estão divididas entre alguns regulares e turistas que visitam a cidade e aproveitam para jogar algum poker!

O período de adaptação não foi fácil e demorou algum tempo, depois dessa adaptação estar feita rapidamente os resultados começaram a aparecer com uma das maiores upswings da minha carreira de jogador!

Já depois dessa fase tive uma downsing sem nunca deixar que isso afetasse o meu poker.

Tendo em conta todos estes fatores posso afirmar que está a corresponder dentro dos possíveis às expectativas, esperando que o último mês seja ainda melhor que os anteriores.
Em relação à questão "o que mais te surpreendeu nas mesas?" posso afirmar que observei situações insólitas que nunca esperei ver em mesas de poker.

Desde já sendo uma cidade turística a maioria das pessoas vem jogar poker com uma atitude e espírito de diversão, muitas delas jogam completamente embriagadas e consequentemente fazem coisas impensáveis, sendo que a mais curiosa que me aconteceu foi um jogador a jogarmos cada um com $2.700 numa mesa em que o pote era de $60 o jogador em questão vai all in numa board de {A-Spades}{2-Spades}{3-Spades}{4-Spades}{5-Spades} em que eu tenho {6-Spades}{7-Clubs} esta foi provavelmente a situação mais caricata que alguma vez me aconteceu numa mesa de poker!

Recebe todas as notícias da PokerNews através das redes sociais. Segue-nos no Twitter e no Facebook!

Mais notícias

O que pensas?