André Coimbra: Elite ou Busto – Dia 1

andré coimbra

Ontem comecei o dia por ver algumas mãos que tinha guardado nas sessões anteriores.

Normalmente guardo 2 tipos de mãos

  1. Mãos para meter notas
  2. Mãos para rever

Vou dar um exemplo de cada:

1) Mãos para meter notas

André Coimbra: Elite ou Busto – Dia 1 101

2) Mãos para rever

André Coimbra: Elite ou Busto – Dia 1 102

A 1ª mão guardei para meter uma nota no jogador que deu call com 78s. Isto pode não parecer muito importante e há uns anos atrás eu limitava-me a marcar o jogador como recreativo, mas nesta altura os mid-stakes estão bastante competitivos não se pode deixar escapar informação!

Aquele call com 78s mostra-me que o jogador tem um nível de entendimento do jogo do poker muito baixo e faltam conceitos como ranges de call, equities, etc.
Neste caso acho extremamente improvável ser um jogador em tilt, porque mesmo um jogador de mtts ou sngs em tilt duvido que desse aquele call daquela posição com aquela stack, porque já têm estes conceitos interiorizados com uma profundidade suficiente para nunca o fazer.

Também gosto de avaliar o erro em termos matemáticos para ver o quão rentável é para mim ter jogadores a fazer este erro, de modo a permitir-me ser mais preciso com a selecção de jogos.

André Coimbra: Elite ou Busto – Dia 1 103

Neste caso é um erro de 4.22% numa situação super comum, portanto penso que se os outros jogadores não tiverem edge sobre mim, este jogador provavelmente chega para tornar o jogo rentável, até porque vai cometer erros bastante mais graves quando as stacks forem maiores.

A outra mão é mais interessante.

É um par de Ases que na altura achei que seria um fold, mas não tinha a certeza absoluta e decidi guardar a mão para a estudar mais tarde.

André Coimbra: Elite ou Busto – Dia 1 104

Dar ali call de AA é um erro de 4.14%.

Se calhar estão a pensar “AA é perdedor pré-flop? Que tipo de magia é esta?”.

AA ganha 85.2% contra uma mão aleatória e neste caso como o torneio paga exactamente o mesmo ao 1º e ao 2º, o valor que vamos buscar às fichas extra quando ganhamos com AA (85.2%), não compensa o que perdemos quando perdemos (14.8%).
Isto é daquele tipo de situações que não é muito comum e em que só quem as estudou é que sabe como jogá-las correctamente. Eu quando faço ali o fold, mas os meus adversários não o fazem, estou numa situação onde vou ganhar dinheiro contra eles a longo prazo.

Devo ter passado entre 1 hora e 2 horas a ver as mãos que tinha posto à parte e a verificar situações que não tinha a certeza, tal como meter notas nos jogadores para ter mais informação quando fosse jogar com eles.

Depois de terminar o estudo fui fazer o almoço e almocei com a Katerina nas calmas:

André Coimbra: Elite ou Busto – Dia 1 105

Depois de almoço fiz uma pequena sesta de 30 minutos, estudei mais um pouco, tomei um banho e já bem desperto comecei a sessão!

A nível de stakes joguei jogos entre $37 e $181s. Sendo que para jogar um $181 preciso de encontrar um jogo bastante mais acessível do que para jogar um $37, por questões de gestão de banca. Isto pode parecer estranho, mas nem sempre os jogos mais altos são mais difíceis!

De qualquer modo, o foco do meu horário de trabalho durante a semana agora é nos $56s, que ocorrem mais ou menos entre as 18 e as 21 e entre as 23 e as 2 da manhã, sendo que essas serão as horas do meu grind.

Tentei fazer sessões de 50-60 minutos com um intervalo de 10 minutos entre cada sessão para fechar os olhos e meditar/descansar um pouco.

Eu funciono melhor com sessões pequenas. Assim consigo fazer um reset à mente de uma sessão para a outra e jogar mais fresco. Ontem em particular houve uma sessão em que para o fim já não estava a jogar o meu A-Game, mas depois da pausa e de me aperceber disto, já consegui jogar o meu A-Game nas restantes sessões.

Durante a sessão guardei uma mão que é capaz de ser interessante:

Últimas 80 fichas

André Coimbra: Elite ou Busto – Dia 1 106

Acho que ali quando faço fold ganho o torneio umas 40% das vezes ou algo do género se o jogador do botão for recreativo que era o caso. Quando dou call por outro lado tenho que ganhar aos 2 e a minha equity contra 2 vai ser inferior a 30%, pelo que é um claro fold.

Acabei o dia com mais 3.8k VPPs e up $2.8K! Foi o 3º dia positivo do mês o o 1º em que tive um upswing de 4 digitos!

Idealmente não devia ficar content com os upswings nem triste com os downswings, mas depois de estar a perder constantemente durante tanto tempo, fiquei tão content com estes $2.8k como há um ano atrás ficaria com um dia de +$20k!

A banca ficou nos $15k e na próxima sessão já vou desbloquear a milestone dos 200k vpps, que vai dar um bom boost à banca!
Hoje não vou jogar, mas se tiverem possibilidade, deixem um comentário com a vossa opinião sobre o post, ou algo que queiram dizer.

Obrigado por lerem! :)

*André Coimbra é membro da Team PokerStars Pro Online

Este artigo está disponível em acoimbra.pt

Se ainda não tens conta na PokerStars, aproveita e abre já a tua usando o Código de Marketing PORTUGUESEPOKERNEWS e o código de Bónus STARS600.

Recebe todas as notícias da PokerNews através das redes sociais. Segue-nos noTwitter e no Facebook!

Mais notícias

jogadores relacionados

O que pensas?