Agora ao vivo
PokerStars Championship Barcelona

O que vou jogar em 2014, por André Coimbra

O que vou jogar em 2014, por André Coimbra 0001

Nos últimos meses do ano passado uma pergunta frequente foi o que é que eu ia jogar este ano e embora fosse um tema em que eu pensasse bastante, não quis tomar nenhuma decisão até ao final do ano, porque cada uma das 3 vertentes apresenta algumas vantagens.

Torneios
Eu acho os torneios muito interessantes do ponto de vista competitivo e representam um bom desafio intelectual com a diversidade/complexidade de situações que apresentam.

Acaba por ser também o formato que também dá mais visibilidade e isso como jogador patrocinado tem valor como é óbvio.
Também gostei bastante de trabalhar com o Carlos Branco nos últimos meses do ano, onde deu para revermos algumas mãos juntos e acompanhar as deep runs um do outro e acho que isso será também uma razão para continuar nos torneios, já que gostei do ambiente de trabalho.

Carlos Branco
Carlos Branco

No entanto, acho que é a pior opção em termos de qualidade de vida, já que os grandes torneios online começam ao final da tarde em Portugal e é preciso passar várias horas seguidas em frente do computador com apenas 1 intervalo de 5 minutos em cada hora . Também não permitem definir muito bem os horários, já que nunca sabemos exactamente quando vai terminar cada sessão.

A nível financeiro é possível ganhar bastante dinheiro a jogar torneios! A PokerStars faz um excelente trabalho a promover os seus torneios e com o sistema de satélites torna possível jogadores jogarem um torneio onde nunca fariam uma inscrição directa. Isto é para mim a principal vantagem a nível financeiro dos torneios em comparação com os sit-n-gos e com os cash-games, pois o mesmo não acontece nestes.

No entanto, preocupa-me a consistência de resultados que se consegue obter num ano de torneios, já que a maior parte do dinheiro vai ser disputada em meia dúzia de situações raras ao longo do ano e os resultados vão variar muito em função de como correm essas situações.

Sit-n-gos
Eu ainda me sinto confortável em relação ao meu jogo de sit-n-gos e o meu colega de equipa Jorj95 acha que eu ainda consigo bater os mid-stakes dos hypers, pelo que também é uma opção.

Jorj95
Jorj95

Nos Sit-n-gos posso fazer sessões mais curtas do que nos Torneios e ter mais controlo sobre os horários em que jogo. Em termos de horário também é melhor, porque jogando satélites termino as sessões quando começam os grandes torneios online, o que implica terminar as sessões ao final da tarde, em vez de as começar!
Consigo resultados com mais consistência ao longo de um ano desde que não me aventure em limites super altos que só se joga durante alguns meses.

Por outro lado em termos de imagem é pior, já que bons resultados em torneios geram mais notícias e o meu potencial de crescimento/progressão é bastante mais limitado.

Cash Games
O jogo parece-me ser bastante interessante, dá para fazer sessões curtas como nos sit-n-gos e tem tanto ou mais potencial de crescimento do que os Torneios.
Tal como os sit-n-gos, tem menos visibilidade do que os Torneios, mas mesmo assim um pouco mais do que os sits. Agora, a grande desvantagem é mesmo o tempo de aprendizagem, já que teria que começar praticamente do 0.

Que jogo vou jogar?
2013 foi um ano extremamente difícil onde sacrifiquei muito em termos de qualidade de vida para levar este desafio até ao fim e embora tenha sido uma experiência com bastantes pontos positivos, acabei o ano sem lucro (como seria esperado) e extremamente cansado.

A questão da qualidade de vida foi o principal factor para decidir NÃO continuar nos torneios.
Após conversar com o André Santos que é um dos melhores jogadores do mundo de cash-games, estava mais virado para cash-games (Pot-Limit Omaha) na parte final do ano. A ideia de aprender um jogo com grande potencial de evolução e continuar a trabalhar com os jogadores do escritório agradava-me imenso!

"Malta do Office"
"Malta do Office"

Mas, com os outros projectos que tenho em mente para 2014 (escrever 1 livro, fazer videos, etc), não me ia poder dedicar o ano todo a cash-games, pelo que o mais provável seria não ganhar grande coisa este ano enquanto aprendia o jogo.

Uma das coisas que aprendi em 2013, é que é fácil falar em longo prazo e tomar decisões a longo prazo (anos) quando estamos a ganhar dinheiro, a ver a conta bancária a crescer, etc, mas depois de dois anos onde a minha conta bancária não cresceu, prefiro tomar a decisão que é melhor a nível financeiro a 1 ano, que é voltar aos sit-n-gos (hypers).

Isto não quer dizer que não me aventure em alguns torneios ao Domingo e durante o SCOOP/WCOOP, especialmente os mais rápidos, mas não vai ser o meu formato principal.

Este artigo está disponível em acoimbra.pt

Se ainda não tens conta na PokerStars, aproveita e abre já a tua usando o Código de Marketing PORTUGUESEPOKERNEWS e o código de Bónus STARS600.

Recebe todas as notícias da PokerNews através das redes sociais. Segue-nos noTwitter e no Facebook!

Mais notícias

jogadores relacionados

O que pensas?