Agora ao vivo
PokerStars Championship Barcelona

Top 10 das Histórias de 2013 #7: Grinders World Series of Poker Circuit Dominam

Top 10 das Histórias de 2013 #7: Grinders World Series of Poker Circuit Dominam 0001

Estamos a aproximar-nos do fim do ano e a PokerNews vai fazer um Top 10 das Histórias d Ano. A nossa lista foi feita com base numa votação interna e será publicada nos próximos dias. O número 7 da contagem é ocupado pelos grinders do circuito World Series of Poker.

O circuito World Series of Poker teve um ano de sucesso e os números bateram recordes. O circuito viaja pelos Estados Unidos e oferece bons torneios por buy-ins acessíveis e isso faz com que o poker posso ser jogado por todos.

O destaque deste ano vai para 4 jogadores que brilharam no circuito e não deixaram os seus créditos por mãos alheias na edição 2013 das World Series of Poker: Jonathan Taylor, Bryan Campanello, Loni Hardwood e Ryan Riess.

Jonathan Taylor Vence Evento #14: $1,500 No-Limit Hold'em ($454,424)

O Evento #14 das World Series of Poker 2013 contou com a participação de 1,819 jogadores e depois de três dias de intensa acção foi encontrado o vencedor, Jonathan Taylor ($454,424).

Taylor arrancou o último dia de prova, 14 em jogo, na segunda posição da contagem, à sua frente estava apenas Hiren Patel. Taylor esteve sempre activo e antes assistiu na primeira linha às eliminações de Benjamin Dobson, Chris Hunichen, Morgan Machina, Daniel Paska e Russell Crane, estava assim encontrada a mesa final.

Top 10 das Histórias de 2013 #7: Grinders World Series of Poker Circuit Dominam 101

Ao entrar na final table, Taylor não apareceu muito em jogo e Joseph Pergola foi o primeiro a ser eliminado, dobrou Patrick Kubat e já short encontrou a saída às mãos de Patel ({4-}{7-}<{a-}{6-}). O senhor que se seguiu foi Dan Gannon, depois de várias batalhas contra Taylor, já short acabou all in com {4-}{3-} e o {k-}{7-} de Taylor levou a melhor.

O sétimo classificado foi Jed Hoffman, decidiu jogar tudo num flip contra Bohn e perdeu. As suas {q-Clubs}{q-Hearts} enfrentaram o {a-Clubs}{k-Clubs} de Bohn e um {k-Hearts} na board ditou a sua eliminação. Pouco depois saiu Patrick Kubat, às mãos de Patel. Taylor voltou ao ataque e enviou Tommy Vu para casa na quinta posição. Vu nem pode fazer muito para contrariar Taylor, dois pares contra set resultam normalmente numa eliminação.

Patel foi o quarto classificado, abriu o pote e acabou a fazer call ao all in de Taylor na big blind. Taylor tinha {k-}{9-} e Patel {A-}{J-}, um {9-} na board deixava a acção 3-handed. Frey entrou na final table em terceiro lugar e foi nesse mesmo lugar que saiu, fez shove ao raise de Taylor e recebeu snap call de {Q-}{Q-}, o seu {j-}{10-} não encontrou ajuda na board.

Taylor começou assim o heads-up com uma vantagem de 2 para 1 e nunca mais largou a liderança, na mão final Bohn foi all in de {A-}{5-} e Taylor fez call com {K-}{9-}, mais uma vez acertou um {9-} e ergueu a bracelete.

Bryan Campanello vence Evento #33: $2,500 Seven-Card Razz

Bryan Campanello acaba de vencer o Evento #33 das World Series Of Poker 2013. David Bach liderou o torneio desde o dia 1 e só a "maldição" dos chip leaders o parou. Este último dia de prova começou com 14 jogadores ainda em prova e entre eles estava o insuspeito Campanello (9º na contagem).

Top 10 das Histórias de 2013 #7: Grinders World Series of Poker Circuit Dominam 102

A acção começou com a eliminação de Tommy Chen e pouco depois teve a companhia de Sergey Altbregin, Joel Alpert e Adam Szalay. Após o primeiro intervalo, Randy Ohel e Frankie O'Dell foram eliminado por Sebastian Pauli na mesma mão. Esta mão fez com que não houvesse o normal compasso de espera para se atingir a mesa final, uma vez que estas duas eliinações apressaram esse desiderato (8 em prova).

Entrados na final table, o primeiro a dizer adeus foi Ismael Bojang, às mãos de Brent Keller (fez 8-6 low). O senhor que se seguiu foi Rick Fuller, nada resultou na mesa final para Fuller e acabou eliminado por Keller. Depois de "fazer a folha" a alguns jogadores, foi a vez de Keller receber "guia de marcha". Keller acabou eliminado por Ivan Schertzer, já short, depois de ter perdido um pote considerável contra Campanello.

O quinto lugar não foi fácil de entregar mas lá acabou nas mãos de Schertzer, às mãos de Campanello, após este acertar um 9-7 low. Em quarto ficou Sebastian Pauli, homem que esteve na liderança do torneio antes de Bach e Campanello. Acabou eliminado por Jim Wheatley quando este acertou 7-6 low. Pouco depois foi Wheatley, Campanello fez 9-low e ficou heads-up com Bach.

Com estas eliminações, Campanello entrou no heads-up com uma vantagem bem interessante e nunca olhou para trás. Bach ainda recuperou, mas nunca de forma a que pudesse mudar definitivamente o rumo dos acontecimentos. Na mão final Campanello apresentou 8-6 low e deixou Bach drawing dead.

Loni Harwood Culminou WSOP de sonho com vitória no Evento #60: $1,500 NLHE ($609,017)

Loni Hardwood conseguiu 6 ITM's nas WSOP 2013 e ao todo ganhou $874,698:

Loni Harwood
Loni Harwood

EventoLugarPrémio
Evento #6: $1,500 Millionaire Maker560º$3,082
Evento #18: $1,000 NLHE43º$6,784
Evento #31: $1,500 Pot-Limit Omaha Hi-Low$39,803
Evento #36: $1,500 NLHE Shootout86º$5,556
Evento #53: $1,500 NLHE$210,456
Evento #60: $1,500 NLHE$609,017

Ryan Riess Venceu Main Event World Series of Poker 2013 ($8,361,570)

Ryan Riess bateu Jay Farber no heads do Main Event das World Series of Poker 2013, encaixou $8,361,570, uma bracelete e platina avaliada em $500,000 e escreveu para sempre o seu nome nos livros da história do poker. Este jovem de 23 anos do Michigan é o 45º vencedor do Main Event WSOP.

Ryan Riess
Ryan Riess

"Sonho com isto há muito tempo," disse Riess logo após a vitória. "Desde que tenho 14 anos e vi o [Chris] Moneymaker ganhar o Main Event que tive um bom pressentimento."

Farber ficou em segundo e encaixou $5,174,357.

O heads-up começou com Farber com 20 milhões de fichas de vantagem sobre Riess. Em poucas mãos Riess deu a volta ao texto e viu-se no comando das operações, todos os potes grandes eram ganhos por si. Parecia que Riess ia terminar rapidamente com o torneio, Farber tinha outras ideias e ainda conseguiu dobrar para voltar ao jogo.

Nessa mão, as ficha acabaram no centro no flop e Farber estava em straight draw, Riess tinha top pair. O turn deu sequência a Farber e consequentemente o pote. Riess não se amedrontou e rapidamente conseguiu deixar Farber short.

Na mão final, a número 261 da mesa final, Farber foi all in com{Q-Spades}{5-Spades} e Riess fez call com{A-Hearts}{K-Hearts}.

Flop:{J-Diamonds}{10-Diamonds}{4-Clubs}
Turn:{3-Clubs}
River:{4-Diamonds}

E estava entregue o título de 2013 das WSOP.

"Estou bastante contente," disse Reiss. "Estou bastante expectante sobre o que me reservará o futuro."

Reiss ainda não sabe se vai guardar o dinheiro ou se o vai gastar em eventos super high roller.

"Não sei o que é jogar torneio de $100K's sem vender ação," disse Reiss.

Em relação às críticas que recebeu no Twitter por parte de alguns jogadores profissionais, Reiss não parece muito preocupado.

"Vão sempre existir pessoas como o Scott Seiver a dizer que eu não valho nada," disse Reiss. "Não ligo nada a isso."

PokerNews Top 10 Stories of 2013:

Continua a estar atento à PokerNews e segue o Top 10 das Histórias do ano.

Recebe todas as notícias da PokerNews através das redes sociais. Segue-nos noTwitter e no Facebook!

Mais notícias

Torneios relacionados

jogadores relacionados

O que pensas?