Top 10 das Histórias de 2013: #10, Ivey, Kagawa, Jordanou e outros a Contas com a Justiça

Phil Ivey

Estamos a aproximar-nos do fim do ano e a PokerNews vai fazer um Top 10 das Histórias d Ano. A nossa lista foi feita com base numa votação interna e será publicada nos próximos dias. O número 10 da contagem é ocupado pelos problemas legais que alguns jogadores tiveram no ano

Phil Ivey vs. Crockfords Casino

No dia 8 de Maio a PokerNews noticiou que Phil Ivey estava a processar o Crockfords, o mais antigo casino da Grã Bretanha, por este se recusar a pagar-lhe £7,8 milhões ganhos a jogar Punto Banco. O jornal Daily Mail viu o processo interposto por Ivey e o norte-americano alega que usou uma técnica chamada "edge sorting".

De acordo com o Daily Mail, pode ler-se na queixa, "Durante a segunda sessão, no dia 20 de Agosto [Mr. Ivey] fez vários pedidos de mudança de baralho, atendidos pelo [Crockfords] chose. Isto continuou até que a Kelly identificou um baralho defeituoso onde as laterais eram assimétricas."

Kelly acompanhou Ivey no Crockfords, ela é "perita em identificar falhas nos baralhos."

"A Kelly pedia ao dealer que revelasse as cartas, uma a uma, mostrando apenas o canto mais distante do próprio dealer, para que a Kelly conseguisse identificar se era um 7, 8 ou 9 - as cartas mais fortes neste jogo."

O Daily Mail apresentou esta imagem para ilustrar o defeito:

Top 10 das Histórias de 2013: #10, Ivey, Kagawa, Jordanou e outros a Contas com a Justiça 101

Ivey acha que o Crockfords só se pode queixar de si próprio, eles sabem bem como funciona o edge sorting. O casino começou por concordar em transferir os ganhos de Ivey mas apenas £1 milhão dos £7,8 milhões foram transferidos.

Em Maio, Ivey fez a seguinte declaração:

“É com muita tristeza que vejo que o Crockfords Casino não me deixa outra hipótese que não a ida para a barra dos tribunais de forma a reaver o dinheiro que ganhei. Esta decisão não foi tomada de ânimo leve, respeito bastante a Genting e a decisão foi difícil de tomar".

“Durante anos eu ganhei e perdi grandes quantias no Crockfords e sempre honrei os meus compromissos. Neste caso, recebi um recibo que certificava os meus ganhos e quando o tentei trocar pelo dinheiro o casino adiou sempre o pagamento. Não vi outra opção que não a via legal e a ida para os tribunais.”

Este processo é a maior batalha legal na história dos casino do Reino Unido.

Masa Kagawa Acusado de Burla Online

No decorrer desta semana que hoje termina, o jogador de high stakes Masa Kagawa foi um dos 9 homens detidos pela polícia de Chiba Prefectural no Japão, acusados de terem criado malware para Android, de seu nome Enesoluty e com ele terem roubado dados que permitiram depois ganhar milhões com um site de encontros (falso) na internet.

As autoridade acreditam que o esquema terá começado em Setembro do ano passado e terminado em Abril de 2013, altura que as investigações chegaram à empresa da Kagawa, a Koei Planning.

De acordo com a symantec.com (empresa onde já trabalhou Barry Greenstein), Kagawa e a sua equipa "conseguiram recolher aproximadamente 37 milhões de endereços de email em 810,000 dispositivos com Android instalado. A empresa ganhou mais de 390 milhões de yen (aproximadamente 3 milhões de euros) operando um site de encontros (falso) chamado Sakura, atraindo os clientes usando os emails roubados no esquema.

Kagawa já apareceu por diversas vezes no programa High Stakes Poker e é uma cara bem familiar no circuito mundial de poker, em especial na região da Ásia e Pacífico. Em 2007, Kagawa foi 3º no Aussie Millions $100,000 Challenge ($198,820), outros dos seus resultado mais importantes foram o 5º lugar no PokerStars and Monte-Carlo® Casino EPT Grand Final €100,000 Super High Roller ($468,030) de 2012 e já este ano o 3º lugar no Aussie Millions $100,000 Challenge ($337,824). Kagawa também já chegou aos prémios no PokerStars Caribbean Adventure, World Series of Poker e World Poker Tour.

Kagawa e o resto dos detidos aguardam agora pela acusação.

Billy Jordanou Acusado de Roubar 70 milhões

De acordo com uma notícia da PokerNetwork o jogador australiano Billy Jordanou está envolvido num esquema que lesou o Commonwealth Bank em $70 milhões.

Os dados apontam para que tenham sido usados documentos fraudulentos para conseguir 20 empréstimos no Commonwealth Bank, os documentos pertencem a 20 abastados clientes de Robert Zaia. O envolvimento de Jordanou no esquema é, segundo a notícia, de parceria com Zaia.

A investigação que agora terminou em acusações durou dois anos!

Segundo a PokerNetwork os escritórios de Zaia foram alvo de buscas em Março de 2012 e a polícia descobriu nessa altura vários documentos fraudulentos. Foi com esses documentos que as transações foram feitas e as mesmas ascendem aos $70 milhões.

Zaia e Jordanou foram parceiros em várias empresas (cargo de director) e os documentos descobertos apontam para que a dupla tenha transferido o dinheiro para vários lugares e fins. Para além das provas encontradas, a vida de luxo que os dois homens têm levado nos últimos 5 anos dá ainda mais veracidade à história, carros ,barcos, motas, motas de água, foram apenas alguns dos items de luxo comprados.

Jordanou costuma jogar torneios de buy-ins elevados na região da ásia-pacífico e é um dos regulares do Crown Casino em Melbourne. Jordanou participou nos maiores torneios do Aussie Millions o AU$100,000 Challenge e o AU$250,000 Challenge. Nas suas idas a Macau marca presença nos torneios e cash games high stakes.

Molly "Poker Princess" Bloom Dá-se como Culpada em Caso de Jogos High Stakes Ilegais em Nova Iorque

A "Poker Princess" Molly Bloom deu-se como culpada das acusações que sobre ela recaíam num processo sobre jogo ilegal em Nova Iorque. Molly era acusada de organizar jogos de poker high stakes no The Plaza Hotel em Nova Iorque, jogos esses que eram frequentados por estrelas de Hollywood e Milionários de Wall Street.

Molly Bloom foi uma das 34 acusadas no mês de Abril, quando o departamento "Eurasian Organized Crime Squad" do FBI executou vários mandados de detenção em diversas cidades dos Estado Unidos todos visando jogo ilegal ligado à máfia russa. Foram acusados vários jogadores conhecidos do grande público como são os casos de Abe Mosseri, Bill Edler, Vadim Trincher, Peter Feldman e John Hanson.

Desses 34, 24 deles deram-se agora como culpados, entre eles estão o jogador profissional Justin Smith, o produtor televisivo Bryan Zuriff e o negociantes de arte Helly Nahmad.

Bloom, conhecida como "Poker Princess" por organizar jogos entre celebridades, disse ao juíz que ela e alguns "amigos" organizam os jogos no Plaza e retiravam rake de cada pote jogado, algo ilegal no estado de Nova Iorque. De acordo com o despacho de acusação os potes atingiam dezenas de milhares de dólares.

Bloom enfrenta uma pena de prisão que pode atingir os 5 anos, ao aceitar a culpa, essa pena será de 6 meses de prisão efectiva ou pena suspensa. A sentença será lida no dia 30 de Abril de 2014. Como parte do acordo, Bloom pagou também $125,000.

Esta "princesa" está à muito ligada a este tipo de actividade e já anunciou que vai lançar um livro com as suas memórias, onde estarão com toda a certeza os jogos realizados em Hollywood. Entre as celebridades que participavam nos seus jogos podem ler-se os nomes de Ben Affleck, Leonardo DiCaprio, Tobey Maguire, Alex Rodriguez e Matt Damon.

Recebe todas as notícias da PokerNews através das redes sociais. Segue-nos noTwitter e no Facebook!

Mais notícias

jogadores relacionados

O que pensas?