Cinco Pensamentos: Kid Poker Reaviva Ódios

  • Rich Ryan/Li AlmeidaRich Ryan/Li Almeida
Daniel Negreanu

Na passada semana, Daniel Negreanu gravou um monólogo e chegou à final table do Latin American Poker Tour Grand Final, Drew McIlvain deu a sua versão da história de chip-dumping, Jason Somerville fez um anúncio de importância e a legislação do poker online falhou novamente nos EUA.

Temos muito que analisar.

1. Kid Poker reaviva ódios e depois esmaga no LAPT, São Paulo

No dia 15 de Feveiro, Negreanu fez o uploaded de um vídeo vlog no seu canal do YouTube intitulado “Real Talk.” Durante dez minutos, o Kid Poker fala sobre a ida ao Brasil e Irlanda, sobre o calendário das World Series of Poker e, claro, sobre a Full Tilt Poker.

“Tive consciência que os meus comentários foram bastante duros", admite Negreanu quando o seu post foi referido, e onde ele defende uma punição à Las Vegas style dos velhos tempos para Ray Bitar, Chris Ferguson, e Howard Lederer. “Eu tive algum tempo para pensar no que disse e, hmmm...sim! Penso que é absolutamente apropriado! A sério Howard! Se estás a ouvir ou a ver isto, eu acho! Não acho que teria algum problema se alguém tivesse $15,000 do seu dinheiro, ganho a suor, no teu site e chegasse ao teu lado e te batesse nas virilhas com um taco de baseball.”

O seu vlog --tal como tudo o que Negreanu faz --teve críticas mistas. Há pessoas que simplesmente não o suportam nem suportam a sua franqueza enquanto que outros, incluindo alguns que detestam Negreanu, admiram a sua postura e partilham os seus sentimentos relativamente à FTP. Sem surpresas, Matt Glantz serviu como voz da razão twitando a Kid Poker:

Negreanu será sempre expressivo, o que altera as pessoas, mas neste momento ele apoio porque
(1) ele tem razão e (2) ele está a jogar bem.

O que a FTP fez era escusado e as repercussões serão sentidas durante muito tempo. Tendo dito isto, defender a violência nunca é a melhor solução Daniel. Adoro que sejas honesto e que não tenhas medo de expressar a tua opinião mas existem alturas em que a auto-censura é aconselhável. Por favor, critica a FTP o quanto quiseres mas não digas a toda a gente que é correto bater nos genitais do Lederer. Existem soluções melhores e mais produtivas para resolver este problema.

Certo ou errado, a opinião de Negreanu vai permanecer nas manchetes enquanto ele continuar a jogar bem. Só este ano o Kid Poker acabou em quinto no PokerStars Caribbean Adventure $100,000 Super High Roller, foi bubble no Aussie Millions $250,000 Super High Roller, e terminou em sexto no LAPT Grand Final. É um curriculum de dois meses deveras impressionante.

Estou confiante que ainda iremos ouvir mais do Negreanu e que um dos seus tópicos recorrentes será a FTP.

2. A intenção Não Está em Causa

Na semana passada, tive a oportunidade de falar com Drew McIlvain, o jogador banido do Harrah’s Tunica, e com Seth Palansky, o porta-voz do Caesars Entertainment. A entrevista a McIlvain foi interessante, para não dizer mais, e ele refere que não tinha intenção de enganar ou roubar as fichas de Terry. Não se trata de intenção mas sim de seguir regras.

“A definição de conluio no dicionário que tenho em mãos", referiu Palansky, " são duas palavras: conspirar juntos."

McIlvain admite ter tido múltiplas conversas com “Terry,” mas isso não invoca inocência. Após a primeira conversa ele deveria ter achado que algo estranho se estava a passar. Depois da segunda conversa, tu tens de dizer a alguém. Se McIlvain tivesse chamado o diretor de torneio nessa altura qual era o pior que poderia acontecer? Eles diriam que ele estava errado e “Terry” afundava as suas fichas e ele ficava com elas.

Alguns defendem que apenas uma pequena percentagem de jogadores chamariam o diretor de torneio nesta situação e que estas coisas acontecem muitas vezes. Não acredito nessas declarações. Se algum destes jogadores estivesse no lugar do McIlvain e ouvisse o que o“Terry "disse, eles fariam algo. Da mesma forma que estas coisas não acontecem com regularidade. Claro que todos nós já ouvimos alguém dizer "ou vou triplicar ou rebentar na próxima mão", mas esse cenário é completamente diferente. "Terry" e McIlvain falaram de jogador para jogador, longe da mesa e tinham um plano.

McIlvain não idealizou o plano mas também não o recusou.

Deveria McIlvain ter sido desqualificado? Sim. Deveria ele ter sido banido de todas as propriedades Harrah? Não. Será ele banido? Não acho. Acho que ele aprendeu uma lição valiosa e depois de todo o processo ele será bem recebido novamente.

Espero que ele tenha aprendido com o seu erro, tanto dentro como fora das mesas.

3. Jason Somerville é um homem corajoso

Depois de ter entrado nos media de poker nas WSOP 2009, Jason Somerville foi um dos primeiros jogadores que eu conheci. Ele era muito cordial e não agia com superioridade. Como um novato no jogo, eu apreciei imenso aquela postura e, apesar de ter feito quatro mesas finais nas WSOP, ter ganho uma bracelete e ter ultrapassado valores de $1.6 milhões em receitas desde o nosso primeiro encontro, Somerville não mudou! Continua um dos jogadores mais simpáticos no jogo.

A semana passada, no seu blog, Somerville admitiu que era gay e, mais importante, disse que estava "honestamente mais feliz agora que alguma vez estive."

Para aqueles que não acreditam nesta notícia, pergunto qual outro jogador high-roller que é homossexual assumido. OK, agora podes nomear um jogador homossexual assumido na NFL? NBA? MLB? NHL? Golfer?

Estás a ter dificuldade?

Estamos em 2012 e apesar de gostarmos de pensar que assuntos como raça, credo e sexualidade não importam, eles importam. Ainda existem estigmas e pessoas arrogantes e, acima de tudo, ainda existe o medo.

“Nesse ano, a segunda e a terceira pessoa a quem me assumi foram os meus pais ( provavelmente a coisa mais difícil que alguma vez tive de fazer)", escreveu Somerville.

Pressionar o botão "Post" no seu blog deve pertencer ao seu top 10 mas a resposta dos seus fãs e colegas tem sido extremamente positiva. Até Perez Hilton respondeu a Somerville:

Pode não haver uma tonelada de jogadores de poker homossexuais mas se existem alguns com medo de serem eles mesmo espero que o post de Somerville os deixe mais confortáveis. Não podemos mudar quem somos mas deveria ser obrigatório vivermos a vida ao máximo. É impossível viver no medo e eu aplaudo o Somerville pela sua coragem.

4. Gullible stá escrito no teto

No segundo que enviei o 5 Pensamentos da semana passada, deparei-me - não sei se foi um twit ou um artigo --com algo que basicamente dizia que o poker online não tinha qualquer hipótese de fazer parte dos impostos nos EUA. Uns dias depois, o comboio partiu e o poker online ficou outra vez na plataforma.

O otimismo é o pior e eu realmente não tenho razões para estar otimista. Diz-se que o Senador Harry Reid já salvou o dia duas vezes e das duas vezes saímos dececionados. Mesmo que alguma coisa (lei, projeto) seja aprovado irá demorar meses até vermos algo sólido. É um pesadelo burocrático.

Estou aqui a anunciar formalmente que 5 Pensamentos vai deixar de ser otimista em relação à legislação do poker online nos EUA. A posição oficial do 5 Pensamentos: Acredito quando vir.

Será um posição difícil mas prometo não a mudar quando outro rumor surgir.

5. Carnaval!!!

Aprecia

Fica a saber todas as notícias através do Twitter e do Facebook para informações actualizadas ao minuto.

Mais notícias

O que pensas?