Agora ao vivo
PokerStars Championship Barcelona

Debate PokerNews: A transmissão da Mesa Final das WSOP 2011 — Foi um sucesso?

  • Equipa PokerNewsEquipa PokerNews
Debate PokerNews: A transmissão da Mesa Final das WSOP 2011 — Foi um sucesso? 0001

No domingo, 6 de Novembro, as World Series of Poker 2011 reuniram novamente para jogarem desde os 9 finalistas até aos 3 melhores. Na terça feira seguinte, esses três jogaram até ser conhecido o vencedor, que acabou por ser o jovem Alemão, Pius Heinz. Durante todo esse tempo, a acção foi transmitida na ESPN e nos seus parceiros com um atraso de 15 minutos. A produção feita pela POKER PROductions foi perfeita e impressionou muita gente do mercado do poker; contudo, houve outros que se questionaram se o jogo quase ao vivo era interessante o suficiente para o público em geral.

Por causa do regulamento do jogo em Nevada, a transmissão teve de ser com 15 minutos de atraso para proteger a integridade do jogo. Assim como as cartas de cada jogador não foram vistas até terminar a mão. O que significa que os espectadores tiveram de assistir à acção de cada mão sem saber que cartas os jogadores tinham.
Isto levanta a questão de saber se o poker na TV funciona sem a vantagem de ver as cartas dos jogadores.
Eric Ramsey acredita que mostrar as cartas depois da mão não é apenas interessante como também acrescenta novos aspectos ao poker na TV; sendo assim, a transmissão deste ano foi um sucesso.

No que concerne a televisão, temos tendência a pensar no poker do mesmo modo como desportos como automobilismo e golfe. Eu arriscaria a dizer que, com excepção dos fãs mais acérrimos, a maioria das pessoas vê essas transmissões desses desportos de forma passiva, aos pequenos bocados de cada vez. Por não haver melhor maneira de os transmitir, são um pouco aborrecidos. Apenas os fãs mais obstinados vão estar sintonizados desde quinta a domingo para todos os 72 buracos. Mas uma das minhas coisas favoritas a fazer num fim de semana de verão é por o torneio ou a corrida na televisão e ir mudando ao longo do dia. É mais ou menos assim que eu imagino que a maioria das pessoas faz com as transmissões das WSOP, e parece que é uma maneira perfeita de ver. Apanhar algumas mãos, ir buscar um lanche, e depois voltar e apanhar acção.

Quando jogas poker, estás continuamente a tentar colocar os teus oponentes numa mão. Não podes ver o que eles têm, por isso terás de reavaliar a tua leitura à medida que a acção na mesa avança e que tens nova informação. O showdown é a primeira oportunidade que tens para ver as cartas que tinham, e que descobres pela primeira vez quão acertada era a tua leitura. Por isso porque não ver poker da mesma forma do que o jogas? Eu sempre gostei de “jogar contra” as pessoas que estou a ver na televisão tentando descobrir o que eles têm. Todos na mesa final deste ano tentaram adivinhar quando Pius Heinz estava a fazer bluff, e esconder as cartas até ao término da mão permite aos espectadores jogar ao jogo do advinha em casa.

O facto de nem sequer os comentadores saberem as cartas dos jogadores também mantém o decorrer do jogo entusiasmante. Quando tens prós como Antonio Esfandiari e Olivier Busquet a falar ao longo das mãos em tempo real, isso dá à audiência um pouco de conhecimento do modo como um jogador de poker pensa. É como se fosse uma aula gratuita de alguns dos melhores pensadores do jogo, e a apresentação do programa perde vantagens quando os comentadores podem ver que cartas os jogadores têm. Poker é um jogo de informação incompleta.

E além do mais, mostrar as carta com um pequeno atraso permite aos espectadores ver a acção por si próprios. Este factor é especialmente notável quando se trata dos November Nine. Uma das principais coisas que faz com que a Mesa Final das WSOP seja tão especial e tão apropriada para a TV é a atmosfera criada na sala. Comparecem famílias com bandeiras de todo o mundo, uma casa cheia de fãs que gritam, e ocasionalmente alguma fantasia de animal. Perde isto tudo se tiver de se separar da mesa por detrás das portas fechadas

O campeão deste ano, Pius Heinz, beneficiou claramente de apoio da sua claque ruidosa. Imagino o que ele diria se lhe informassem que ele tinha de jogar num estúdio fechado sem assistência. Calculo que ele não iria gostar muito, e eu provavelmente não teria tanto prazer em ver a coroação do vencedor entre os nove num estúdio de TV sossegado e vazio.

Chad Holloway acredita que mostrar as cartas dos jogadores enquanto se processa a acção da mão é essencial para o entretenimento do poker e acredita que isso pode ser feito no futuro. Deixem-me começar por dizer que eu gostei da transmissão deste ano da mesa final das WSOP na ESPN. Eu acho que os comentários foram divertidos, a acção foi interessante (pelo menos quando jogaram desde os nove até serem três), e a qualidade no geral foi brilhante. Contudo, eu sou um fanático por poker e gosto de tudo relacionado com o poker. Dito isto, não posso deixar de me preocupar com o facto de a transmissão ter sido aborrecida para um espectador médio.

Expôr as cartas dos jogares tem sido assinalado como um dos factores mais importantes para o boom no poker, e tirar isso das transmissões, pelo menos até depois do término da mão, parece ser uma regressão no entretenimento do poker. Admitido, mostrar as cartas no fim das mãos permite aos espectadores jogar durante a acção e ver se estão realmente correctos; no entanto, isto pode tornar-se um pouco cansativo depois de um tempo, especialmente para aqueles que estão só a olhar para a televisão e não a participar.

Enquanto uma transmissão quase ao vivo foi revolucionária para as WSOP, não tenho a certeza que tenha sido mais interessante que uma versão editada. Nesta última, cada mão exibida é crucial para o resultado final, o que faz com que cada minuto seja importante de assistir. Na batalha de heads-up deste ano, os espectadores tiveram de passar seis horas de mãos entediantes antes de por fim as coisas chegarem ao auge. Contudo, eu prefiro transmissão ao vivo em vez de qualquer versão editada por uma enorme razão – uma vez sabido o vencedor de uma competição, o que é facilmente encontrado antes de qualquer , assistir depois ao espectáculo não é tão interessante. Eu comparo a ver um jogo de futebol depois de já conhecer o resultado final. Eu simplesmente não consigo fazer isso. Dizendo isso, admito que uma transmissão ao vivo, ou perto disso, é melhor do que qualquer episódio editado e é crucial para o futuro do poker.

Então como poderá uma transmissão ao vivo com os benefícios interessantes trazidos por saber as cartas dos jogadores? Eu acho que as WSOP deveriam pensar em consultar a página do 2011 PokerStars Caribbean Adventure, que também teve transmissão ao vivo, e reteve os jogadores da mesa final, os seus apoiantes, e o staff de forma a poder mostrar as cartas dos jogadores.

Os detalhes todos para o sucesso de reter todos (assinar acordos de sigilo, verificação de segurança para dispositivos móveis, não ser permitida saída até que a transmissão termine, etc.) poderá sem duvida ser um pesadelo, mas poder ter uma transmissão ao vivo a mostrar as cartas dos jogadores e sem atraso poderia ser de grande valor, especialmente para um evento tão grande como a Mesa Final do Main Event das WSOP.

É obvio que existem muitos detalhes que precisam de ser resolvidos para que isto se torne uma realidade. Mesmo o PCA teve inúmeros erros. Além disso, o meu argumento poderia ser calado se simplesmente a Nevada Gaming Board não permitisse mostrar as cartas dos jogadores durante a mão, mas eu imagino que existem certas medidas de segurança que iria satisfazer até a Gaming Board.

Colocar as mesas finais em transmissões ao vivo é uma inovação que precisa de ser melhorada. É a minha opinião que neste processo de alterações, os funcionários das WSOP precisam arranjar uma forma de combinar o valor do espectáculo de ver as mãos dos jogadores com o entusiasmo de uma transmissão ao vivo. Em vez dos espectadores aprenderem o que acabou de acontecer, a mística do que o que ainda vai acontecer precisa de voltar a ser introduzida. Não será fácil, mas eu acredito que pode ser feito.

Mais notícias

Torneios relacionados

O que pensas?