Fora das mesas com Kristy Arnett

Fora das mesas com Kristy Arnett 0001

Off the Felt consiste numa entrevista com diversas personalidades da indústria do poker, procurando saber mais sobre as suas vidas - fácil de perceber - fora do pano (off the felt). Recentemente sentamo-nos com a bela Kristy Arnett para falar um pouco de poker, sushi e triatlos.

Como começaste a jogar poker?

Comecei a jogar poker quando estava no meu segundo ano da faculdade depois do meu namorado, da altura, me ter mostrado o jogo. O início os home games correram muito bem porque estava completamente obcecada com o jogo. Joguei torneios de $5 com a equipa de baseball da faculdade, tendo evoluido eventualmente para os cash games e torneios de Fort Wayne. Os locais que frequentava não eram típicos das menores na faculdade, mas adorava.

Como apresentadora PokerNews tens tido a oportunidade de viajar para diversos locais à volta do globo. Qual o sítio onde mais gostaste de jogar poker?

É verdade que já pude viajar imenso, para locais fantásticos, por causa do meu trabalho, mas é raro jogar nessas ocasiões. No entanto, devo indicar o Aviation Club de Frace, em Paris, como uma experiência altamente. Tens que ser membro para entrar e a entrada é feita com identificação por impressão digital! Muito James Bond! Senti-me uma "baller" só por lá ir jogar. Para além dos cash games serem bastante fáceis. Os jogadores franceses são normalmente caracterizados como "loose passive" e um "top pair" é bom para um pote de 600 BB's.

Qual foi o teu momento favoritco das WSOP este ano?

O meu momento favorito das WSOP 2011 foi jogar o $1.000 NLHE, o evento de abertura. Já tinha jogado o Ladies Event, dois ano antes, mas nunca um evento de abertura por falta de oportunidade. Foi tão divertido e sinto que joguei muito bem. Tudo foi decidido com um "flip" de uma 4-bet shove com 10-10 contra AK, por isso não pude ficar muito aborrecida. Há simplesmente uma vibração, um entusiasmo, uma energia nos eventos WSOP que não tem comparação.

Escreves muitos artigos de estratégia, qual foi o melhor conselho de poker que já recebeste?

Wow, já tive tantos acender de lâmpadas na minha cabeça que é difícil de escolher um. Posso dizer que o mais abrangente, mas também muito importante conselho que já recebi é relacionares-te com jogadores que penses serem melhores do que tu. É incrível o quão rápido o teu jogo evolui apenas por falar de poker com jogadores com skill acima da tua. São não tens muitas aptidões sociais, usa os fóruns. Não é fácil filtrar, mas o melhor é envolveres-te na discussão. Outros jogadores irão encontrar falhas no teu raciocínio muito mais facilmente do que tu próprio.

Quem é para ti um modelo a seguir na comunidade de poker?

Em termos de carreira, eu olho para a Kara Scott. Ela é taletosa tanto dentro como fora das mesas, com uma classe ridiculamente grande e é genuinamente uma das mais simpáticas pessoas que já conheci. Em termos de jogadores, olho para o Jason Mercier. O seu sucesso no poker é obviamente incrível, mas ele é também bastante terra-a-terra. Aliás, ele é amigável com os media, o que torna o meu trabalho muito fácil.

Quais são os teus passatempos fora das mesas?

Gosto de escrever e tento manter o meu blog pessoal actualizado. Também entrei em alguns desafios, como correr ou triatlo. Planeio correr uma maratona em Janeiro, mas o objectivo final é completar o triatlo Ironman. Um passo de cada vez.

Qual é o teu sítio favorito para comer em Las Vegas?

Podia falar dos mais frequentes como o Cut, ou o Sen of Japan, mas devo assumir que o meu favorito é o Sumo Sushi 2. Podes comer o que quiseres por $26 e a comida é deliciosa. Também podes optar pelo bebe-o-que-quiseres, que inclui sake frio e cerveja por $15.

Preferes um armário cheio de sapatos ou roupa?

Sapatos é a escolha fácil, assumindo que tenha na mesma roupa para vestir e a nudez não seja obrigatória. Podes vestir qualquer coisa com um par de atractivos sapatos, mas não interessa o que vista se não tiveres uns grandes sapatos a combinar.

Alguma vez fizeste uma prop bet ridícula?

Não sou grande fã de prop bets porque não sou muito de apostas fora das mesas, mas tive uma com o Donnie Peters da PokerNews. A aposta andava à volta de um programa físico chamado Insanity, que é basicamente 60 dias do mais vigoroso e intensivo exercício cardio-vascular imaginável. Se qualquer um de nós falhasse um dia, teria que pagar. Felizmente, ambos aguentamos os dois meses e os resultados foram incríveis. Eu estava em tão boa forma que o meu marido disse que estava a bater as soccer-moms aos pontos na minha liga semanal de futebol.

Qual foi o acontecimento mais estranho que assiste numa mesa de poker?

O meu marido e eu fomos abordados por um senhor que jogava na mesma mesa que nós, questionando se gostariamos de fazer um "swing" com ele e a sua boazuda mulher. Lisonjeante, mas estranhíssimo.

Qual o teu local favorito para jogar poker em Las Vegas?

O meu casino favorito para poker é o Aria. O staff é incrível e profissional. As mesas são confortáveis, a sala é linda e com espaço decente, tem características sem rival na Strip. O Venetian está perto do Aria. A sala é muito maior, por isso é um pouco menos personalizado para os regulares.

Algum talento escondido?

Acho que já não está escondido de ninguém, pois já o fiz para um video, mas consigo fazer o pino com uma bola e lança-la a grande distância. Consigo também tocar flauta, mas não, nunca estive num band camp (campo de férias musical).

Se pudesses entrar num video-clip de qualquer artista, de quem seria?

Podia ser num da Beyonce para dançar e abandar o rabiosque em nome do "girl power".

Alguma previsão sobre quem ganhará o SuperBowl este ano?

Bom, o meu problema é que normalmente aposto com o coração em vez de com a cabeça, por isso porquê mudar? Aposto nos Dallas Cowboys.

Se não estivesses na indústria do poker, o que estarias a fazer?

Não faço ideia. Algo na televisão ou para alguma revista. O que tenho a certeza é que não me estaria a divertir tanto como estou agora.

Segue-nos no Twitter e Facebook para informações actualizadas no minuto.

Mais notícias

O que pensas?