Estratégia Torneios Three-Handed com Eric Baldwin, Parte 2

  • Kristty Arnett / Daniel CordeiroKristty Arnett / Daniel Cordeiro
eric baldwin

Na primeira parte deste artigo, Eric Baldwin partilhou alguns conselhos para jogar three-handed em torneios. Para a parte 2, deixou a discussão de alguns conceitos e suas aplicações em situações de jogo. O que se segue é uma mão que jogou quando se encontrava three-handed no Evento Nº 34 com um buy-in $1.500 no-limit hold'em.

Jogadores e tamanho das Stacks

Jonas Klausen - 3.685 milhões - Botão
James Taylor - 2.450 milhões - Small Blind
Eric Baldwin - 3.345 milhões - Big blind

Blinds e Antes

30.000 - 60.000 com 5.000 ante

Primeiro conta-nos como estava a dinâmica da mesa e o que achavas de Taylor antes desta mão?

Ambos oponentes eram bons jogadores e agressivos. A jogar three-handed, poderás de ter de arriscar várias vezes e o meu plano era causar alguma pressão em Taylor. Klaussen tinha posição sobre mim em duas de três mãos, e achava-o ainda mais agressivo que Taylor.

Pré-Flop: Klausen fold e Taylor raise para 180.000. Baldwin call com ás-cinco. O pote está em 375.000

Portanto, quando Taylor te fez raise na small blind, podes explicar o teu processo de pensamento com a mão que tinhas, e o que te levou a fazer apenas call pré-flop?

Ele estava a abrir alguns potes na small blind, portanto achei um pouco fraco estar a fazer fold a um ás. Senti que se fizesse re-raise, havia uma boa hipotese de Taylor ir all-in, possivelmente fazendo me largar a melhor mão. No entanto, decidi por fazer apenas call e jogar um pote em posição e algo deep stack.

Flop: O flop trouxe -9h--9s--2d-. Taylor aposta 235.000 e Baldwin call. O pote está em 845.000.

Esperavas quase sempre uma c-bet nesta board?

Sim. Se ele tivesse falhado, esta seria uma boa board para um c-bet. Se tem um par de mão, está feliz por levar o pote nesta altura e evita uma possível má carta no turn. ISto deixa-me numa situação semelhante à situação pré-flop. Visto que está a apostar com frequência, seria fraco largar o ás. Se desistir aqui, estava a pagar pré-flop para quê? Para conectar em grande no flop com ás-cinco?

As stacks estavam tão grandes que se fizesse raise deixava a porta aberta para um re-raise all-in. Ele é definitivamente capaz de toamr essa decisão em bluff, portanto fiz apenas o call. Estaria também a representar um possível nove ao fazer apenas call.

Turn: O turn é um -4h- e a board agora mostra -9h--9s--2d--4h-. Taylor aposta 425.000. Baldwin vai all-in e Taylor faz fold ficando com 1.6 milhões de fichas restantes.

Porque decidiste por este movimento?

No turn fiquei com um gutshot wheel draw. A menos que Taylor tivesse par de duques, par de áses, ou um 9, eu teria 7 outs se estivesse atrás e levasse o call. Senti que podia representar o 9, par de duques, ou um grande par, e faria com que largasse grande parte das suas mãos. Seria também muito possível que estivesse a disparar o segundo barril em bluff. Infelizmente, ele poderia estar a fazer bluff com um ás melhor, e ao fazer apenas call, estaria a dar-lhe a oportunidade de fazer bluff all-in no river.

Preferi ser eu quem teria fold equity e fazer o raise all-in. Não tinha tentado grandes movimentos na mesa final e apenas mostrava boas mãos. Isto levou-me a pensar que poderia ter uma boa hipotese de fazer com que Taylor largasse a sua mão.

Mencionaste os outs gut-shot que terias no caso de levares call. Achas que os jogadores cometem o erro de fazer bluff sem pot equity caso levem call? Terias tentado o movimento na mesma com outra carta irrelevante?

Ao teres alguma pot equity, torna a situação mais rentável caso recebas call de um adversário. No entanto, existem alguns spots em que claramente o teu adversário vai fazer fold e não precisas de pot equity para tornar a tua jogada rentável. É importante perguntar, "Com mãos me pagaria se fizer bluff aqui?" Depois, procura saber a probabilidade de o teu oponente segurar realmente essas mãos baseando-te nas suas acções prévias. Não tenho 100% certeza se teria feito a mesma jogada com uma outra carta irrelevante no turn. Ao apanhar aqueles quatro outs tornou a jogada muito mais fáceil de concretizar. Depois do que pareceu uma eternidade, Taylor acabou por fazer fold ao que ele jura ter sido um par de damas.

Portanto tudo volta ao teu grande conselho de que necessitas de saber fazer jogadas e leituras, ou serás derrotado em fases three-handed?

Exactamente. Jogar Three-handed não é fácil. Por vezes, jogadas ousadas são necessárias para te colocares numa boa situação para ganhar o torneio.

Depois desta jogada, Baldwin ficou chipleader e acabou por vencer o torneio, conquistando a sua primeira bracelete. O primeiro prémio rondava os $520.000.

Segue-nos no Twitter para informações actualizadas no minuto e consulta a nossa secção de estratégia de poker para continuares a melhorar o teu jogo.

Mais notícias

O que pensas?