Entrevista: Gus Hansen de Regresso ao Mundo do Jogo

Gus Hansen
Sharelines
  • Gus Hansen de Regresso ao Mundo do Jogo

Gus Hansen tem andado desaparecido do circuito de torneios de poker ao vivo e é conhecida a sua downswing online.

A PokerNews foi encontrá-lo no Mónaco, onde vive, nos corredores do Big One for One Drop Extravaganza. Hansen concedeu-nos uma entrevista onde falou um pouco do que o futuro lhe pode reservar, entre outras coisas.

Gus, temos sentido a tua falta no circuito, como anda a vida?

Não me posso queixar, tenho estado tranquilo e não jogo um torneio há coisa de dois anos. Estive em Las Vegas uma vez ou duas e joguei cash games. Estou a pensar regressar a jogar torneios, provavelmente no final deste ano e no próximo.

Tenho tentado manter-me saudável e envolvi-me em alguns negócios na Dinamarca. Era um negócio no mundo da música e não correu como esperado, neste momento estou a pensar regressar ao jogo.

Entrevista: Gus Hansen de Regresso ao Mundo do Jogo 101

Quando falas em jogo estás a falar de poker ou de jogo no geral?

Jogo é jogo e o poker faz parte dele. Eu comecei no backgamon e por vezes ainda o jogo, nesta altura estou mesmo a pensar ir ao Aussie Millions e a outros torneios depois.

No Big One for One Drop Extravaganza existiu uma regra que impedia os profissionais de jogar, o que pensas dela?

Ainda ontem falava disso com alguns amigos, jogadores de poker, backgamon, etc. Não tenho problemas com isso mas penso que deveríamos poder jogar os satélites e quem sabe o número de participantes teria subido e estavam lá apenas 4 ou 5 profissionais.

Esta foi a conclusão a que chegámos, mas bebemos muita vodka por isso pode não ser a opinião mais válida.

Falaste num novo começo em 2017 mas o Aussie Millions é no fim do mês de Janeiro, até lá não tens mais nada agendado?

Tenho Vegas! Vou lá jogar um torneio do World Poker Tour em Dezembro. Historicamente é um torneio bom para mim e a estrutura é muito boa. Existem estruturas parecidas pelo mundo mas eu gosto da forma como planeiam os dias e os intervalos para jantar. Jogas oito horas de seguida, comes antes ou depois.

Algo que nunca percebi são os intervalos de 15 minutos a cada duas horas, estiveste sentado, qual é o mal?

Se a desculpa é a necessidade de ir à casa-de-banho, sai da mesa e perde uma mão para resolveres o assunto.

Com o jantar é a mesma coisa, podes muito bem trazer uma maçã, qualquer coisa para comer. Não me interessa o que comes, tu vieste foi para jogar.

No ténis o Novak Djokovic e o Rafael Nadal jogam a final do Australian Open e aquilo dura 4 horas e 2 minutos, depois disso ainda têm o quinto set. Eles param para jantar e voltam depois? Não, trazem uma banana, uma bebida...e é claro que têm fome!

Ainda fazes sessões de 48 horas? Não quero dizer que és velho, apenas estás mais velho...

Acho uma má ideia fazer esse tipo de sessões, já não tenho 22 anos. Quando vou a Vegas faço sessões maiores mas nada das 48 horas do antigamente.

Entrevista: Gus Hansen de Regresso ao Mundo do Jogo 102

Podes ver a entrevista completa aqui.

Recebe todas as notícias da PokerNews através das redes sociais. Segue-nos no Twitter e no Facebook!

Mais notícias

Torneios relacionados

jogadores relacionados

O que pensas?