Agora ao vivo
PokerStars Championship Barcelona

Tom Hall Revela Segredos dos High Stakes (Big Game) Macaenses - Parte 1

Tom Hall

Ainda no fim de semana passado mostrámos aqui a imagem que Tom Hall tinha partilhado de uma mesa de cash games high stakes de Macau, e esta semana já temos uma entrevista exclusiva com Hall. Hall vai levantar um pouco o véu do que se passa no Poker King Club em Macau.

Os jogos já têm lugar há 3 anos e são neste momento os maiores e mais falados a nível mundial.

A PokerNews conseguiu chegar à fala com Hall e vai apresentar hoje a primeira parte desta entrevista exclusiva!

Se tivesses que dizer um número de jogadores que já passou pelo Big Game macaense qual seria?

Tom Hall: Acho que desde que os jogos começaram já lá passaram 100 a 150 jogadores. Existe uns 10/20 que vão lá todos os meses e 3/4 que estão sempre presentes. O alinhamento dos jogos muda constantemente embora o número de profissionais e de locais seja mais ou menos constante, por vezes aparecem grandes empresários que vão a Macau em trabalho e aproveitam para jogar nos jogos de que tanto se fala.

Jogam sempre no-limit hold'em?

Tom Hall: Sim, o jogo mais caro é sempre hold'em. Alguns dos jogadores jogam PLO por vezes, no entanto os limites são muito mais baixos.

Qual é o processo de entrada nestes jogos? Presumimos que não seja fácil entrar.

Tom Hall: Depende bastante, se estiverem “em campo” novos jogadores locais - menos experientes - as lista de espera pode ser bastante longa, mesmo entre os “regulares”. Noutras alturas, nomeadamente se existir um torneio high roller em qualquer parte do mundo, é simples entrar nas mesas pois os jogadores que não foram querem é jogar. É preciso ter em mente que este jogo é quase privado, os profissionais não são bem vindos a menos que sejam trazidos por um outro pró que já lá tenha jogado. A outra maneira de entrar no jogo é ser apresentado à mesa pelo Winfred Yu, o organizador do jogo. Quem tem sempre lugar nas mesas são os homens se negócio em viagem por Macau!

A barreira linguistica causa transtorno? Tens alguma história engraçada acerca disto?

Tom Hall: Acho que nunca criou problemas, para quem vai lá pela primeira vez pode ser estranho ouvir vários conversas simultâneas em línguas diferentes. Não existe collusion mesmo com estas barreiras na língua, deve ser dos jogos mais limpos e auto-controlados pela mesa que existem.
No PokerNews Podcast, o Greg Merson disse que só era permitido um jogador branco por mesa, é verdade?
Acho que a cor da pela não é problema, independentemente da pessoa em causa ser um profissional ou não. O mesmo se aplica a outras “raças”, mais uma vez tudo depende das pessoas presentes na mesa. Acho que normalmente estão 2 profissionais numa mesa 9-handed. Muito raramente jogamos 10-handed, normalmente as fichas na mesa não o permitem. Mas para terminar, ainda há pouco tempo jogaram 3 ocidentais na mesma mesa.

Recebe todas as notícias da PokerNews através das redes sociais. Segue-nos noTwitter e no Facebook!

Mais notícias

jogadores relacionados

O que pensas?