Agora ao vivo
PokerStars Championship Barcelona

Fora das Mesas com Kara Scott

Kara Scott

O Fora das mesas entrevista as tuas pessoas de referência do mundo de poker para descobrir mais sobre as suas vidas fora das mesas --e temos feito! Recentemente, sentámo-nos com Kara Scott para falar sobre poker, frases de engate e fotografia.

Como começaste a jogar poker?

Estava a trabalhar como repórter desportiva para um canal televisivo na Inglaterra, quando eles viram algum do meu trabalho e me perguntaram se queria fazer um teste para um programa chamado Poker Night Live. Sabia muito pouco sobre poker nessa altura mas eles estavam à procura de uma cara desconhecida e inexperiente que aprendesse o jogo juntamente com a sua audiência novata. Felizmente, tinha o perfil ideal!

Foi uma curva de aprendizagem íngreme mas eu estava a trabalhar com muitas pessoas interessantes, divertidas e profissionais que me ensinaram uma grande variedade de estilos de jogo. Rapidamente ganhei o bixinho de poker e comecei a jogar online e ao vivo e, sem reparar, o poker tomou conta da minha vida!

Como é o teu calendário de torneios para o próximo mês? Que eventos planeias jogar? E apresentar?

Não poderei jogar muito nos próximos meses, na realidade, acho que o evento WPT Bay 101 Shooting Stars é o meu último torneio antes das World Series deste Verão. Vou estar a fazer algum trabalho de relações públicas no Canadá para o evento de caridade Montreal PartyPoker Classic de Março e daí vou para Viena, onde vou apresentar o PartyPoker Premier League Main Event e o Big Game no Casino Montesino. Vou passar algum tempo a pôr a conversa em dia com os amigos na Europa e depois vou diretamente para Vegas para as WSOP.

Qual é a tua etapa preferida?

Existem algumas etapas fantásticas na parte europeia do WPT. A minha preferida até agora é Veneza. Estivemos lá em Fevereiro e apesar de estar muito frio, é um dos sítios mais bonitos do mundo. O WPT fez com que o torneio coincidisse com o Carnaval Veneziano, por isso mais bonita estava a cidade — não há sítio igual no mundo!

Qual a etapa do torneio com melhor comida?

Terei de dizer que Vegas é top em comida e não acho que ninguém vai discordar! Não interessa o tipo de cozinha que gostas, Vegas tem! É como um paraíso culinário e há sempre novos restaurantes para visitar não obstante da frequência que vás. Já ando a planear alguns jantares para este Verão nas WSOP.

Já participaste nalguma prop bet ridícula?

Normalmente não entro em prop bets — principalmente porque sou péssima e perco sempre! Fiz uma aposta com o Chris Tessaro da Hardcore Poker Radio há uns anos atrás quando estava a trabalhar no EPT. Apostamos que se eu perdesse um torneio que estava a jogar me vestiria de coelho durante um dia inteiro e apresentava os live-updates do evento de San Remo.

Bem, eu perdi! Ao invés de optar pelo coelhinho da playboy --que não é nada o meu estilo --comprei um fato felpudo e fofo de um coelho cor de rosa.

Quais foram as melhores frases de engate que já ouviste nas mesas?

Felizmente não ouço muitas frases de engate à excepção quando são na brincadeira. Por exemplo, no LAPC I tive um jogador de poker que me disse que eu era a flor mais bonita de todo o mundo do poker e que gostava de ser aquele que me iria desflorar! Foi tão mau e tão piroso que tive de me rir, e acredito que era essa a intenção dele!

As pessoas com quem trabalho ou que entrevisto são óptimas e é um choque quando alguém é desagradável. Uma vez, um jogador embriagado ficou furioso quando o rejeitei e a sua melhor defesa foi "Tu não me podes tratar assim, eu sou milionário." Sério? Ugh.

Qual o teu momento mais embaraçoso que tiveste enquanto entrevistavas?

Ohh, eu tive alguns! Na maioria tento não me lembrar por muito tempo porque dificulta voltar às câmaras e continuar.

Houve um torneio em que estávamos a transmitir a mesa final e depois de uma longa batalha de heads-up, finalmente tivemos um vencedor. De onde eu estava não conseguia ver a mesa por isso estava a guiar-me pelo auricular. Os aplausos eram tão altos que não percebi o que me disseram e percebi que o outro jogador tinha ganho. O ar e a cara de tristeza do runner-up quando o felicitei pela vitória é algo que não me vou esquecer tão cedo.

Quais os teus hobbies fora da mesa?

Eu passo imenso tempo a viajar para locais extraordinários devido ao poker, por isso os meus hobbies baseiam-se em passear, beber e comer muito bem! Leio muito e escrevo ainda mais, e posso ser facilmente encontrada num dos meus cafés preferidos com um livro ou com o meu pc.

Sou fã de música e antes adorava ir a festivais de música e acampar com amigos quando vivia em Inglaterra. Adoro museus e galerias e tento ir a um espetáculo uma vez por mês. Acima de tudo, gosto de comer boa comida, beber bom vinho e a ter conversa de chacha com as pessoas que adoro.

Tens algum talento escondido?

Faço uns "huevos rancheros" de trás de orelha. Adoro cozinhar!

Quais as tuas pessoas preferidas para partilhar as mesas?

Pude sentar-me ao lado do Billy Baxter durante o LAPC Main Event recentemente e wow, ele tem histórias incríveis. Penso que foi mesmo mau estar sentada perto dele porque, definitivamente, estava mais interessada nas histórias dele que no jogo.

Existem pessoas que fazem a mesa ser muito mais interessante mas não sei se gosto de jogar com essas mesmas pessoas porque, claramente, jogam melhor que eu. Adam "Roothlus" Levy é uma delas. Já joguei com eles algumas vezes nos últimos anos e ele é um tipo engraçado.

O que te fez começar com a foto do dia no teu Twitter?

Uma amiga minha em Santa Barbara estava a fazer um desafio da "foto do dia" que ela encontrou online. Sempre gostei das fotografias delas mas nunca tive muito jeito para fotografar, sou mais do tipo apontar e disparar, e se as cores e o enquadramento estão bem, óptimo! Pensei em melhorar e documentar o meu ano, que parece ser um dos mais atarefados até agora.

Sempre viajei muito devido ao trabalho que tenho e muitos dos lugares e das histórias fantásticas são perdidas. Alguém me sugeriu utilizar o desafio da "fotografia do dia" para que os meus amigos soubessem onde estou e o que estou a fazer.

O que estarias a fazer se não fizesses parte da indústria do poker?

Ou estaria a trabalhar na indústria de entretenimento como escritora/apresentador/produtora ou a trabalhar numa organização não lucrativa.

Fica a saber todas as notícias através do Twitter e do Facebook para informações actualizadas ao minuto.

Mais notícias

jogadores relacionados

O que pensas?