World Series of Poker: Entrevista com o Campeão Joa Cada, Parte 2

  • Matthew Parvis / Daniel CordeiroMatthew Parvis / Daniel Cordeiro
World Series of Poker: Entrevista com o Campeão Joa Cada, Parte 2 0001

Teve a oportunidade de ficar a conhecer um pouco melhor Joe Cada na parte 1 desta entrevista. Na parte 2, vamos falar sobre a sua batalha heads-up entre o jogador patrocinado pela PokerStars e o lenhador Darvin Moon e o que esperar do campeão daqui para a frente.

Ver-te a ti e Darvin disputar o heads-up heads-up foi como assistir a um combate. Estavas à espera de tanta agressividade de Darvin?

Não. Não estava. Eu sabia que Darvin não jogava muitos heads-up antes das WSOP, portanto não achava que ele iria ser tão agressivo como foi. Não recebes tantas mãos. Pensei que ele iria fazer call e jogar muitas mãos fora de posição e muitos check-fold ou check.call. Mas ele veio jogar big ball poker, tornando os potes maiores e tornou as coisas mais difíceis para mim. Eu queria jogar small ball e jogar as minhas mãos com posição. Ele fez um óptimo trabalho e colocou-me em situações difíceis durante o início do confronto.

A primeira mão, olhando agora para trás, desististe de muitas fichas, mas tecnicamente ele poderia dobrar imediatamente se a mão tivesse um desfecho diferente.

Eu queria jogar grande parte das minhas mãos em posição, mas noves são uma grande mão em heads-up. Ele fez limp e eu aumentei levando depois call. O flop foi bastante seco, com rei.cinco-duque, e Darvin gosta de fazer muito slow-play, e não gosta de fazer muitos folds, portanto estava à espera que ele me desse resposta com frequência. Ele fez raise com essa board, e eu estava à espera que ele fizesse um flat call se tivesse um Rei, tentando dobrar no turn. Eu estava a planear fazer fold a uma aposta no turn mas quando o ás saiu tudo mudou. Agora, se ele tiver um Rei, porque iria apostar num Ás no turn? O ás é uma carta assustadora, portanto achei que a aposta seria um bluff continuado. O que poderia ele ter no flop para me fazer raise e depois apostar com o ás no turn? Eu pensei que a aposta de 10 milhões num pote de 27 milhões parecia fraca, por isso fiz call e vi outra carta a pensar que estaria bem. Infelizmente, eu não sabia que ele estava na verdade a fazer value-bet com Damas.(risos)

Começando o heads-up como chip líder e sendo um especialista, deves ter tido muita confiança, mas muito rapidamente, Darvin parece ter assumido o controlo. Sentiste-te frustrado em algum ponto? Como mantiveste a postura?

Já joguei tantos sit-n-go heads-up que chega a ser doentio, portanto ainda com 40 ou 50 milhões em fichas, não era ainda altura de entrar em pânico. Havia ainda imenso para jogar. Foi frustrante porque eu não estava a ter muitas mãos, e quando optava por jogar, ele tinha sempre resposta para me dar. Deixei-o levar a melhor um par de vezes quando o flop vinha ás-x-x e ele tomava a iniciativa de apostar. A única vez que eu joguei de volta, ele reagiu com outra resposta. Apenas fiz 3-bet duas vezes durante todo o encontro, e uma dessas vezes tinha ás-dama, e não esperava ver Darvin fazer 4-bet bluff, portanto quando fez a sua 4-bet deixou-me numa situação complicada. Larguei a mão, pois pensei que existiriam melhores situações para arriscar as minhas fichas do que estar a atirá-las com ás-dama.

Ficaste surpreendido com o ás-valete que ele tinha nessa mão?

Bem, acabei por descobrir que ele tinha ás-valete antes da transmissão. Penso que será a mão mais fraca com que ele faria 4-bet. Sinto-me bem por ter desistido dessa mão e tentar um jogo mais longo contra Darvin.

Fala-nos do teu enorme double-up com valete-nove.

Fiz raise para 3 milhões com valete-nove off suit, o que é um movimento bastante padronizado. Ele fez call e o flop veio 10-9-5, e como ele gosta de fazer check-raise e jogar potes grandes, quando ele faz check eu decido pelo check também com par médio. O turn trouxe um 10 com 2 paus na mesae ele fez de novo check. Apostei 3 milhões num pote de 6 milhões, e ele vai all-in com 55 milhões. Isso complicou as coisas, e era uma aposta tão grande para um pote tão pequeno. Pensei nas mãos possíveis e algumas delas seriam bluff. Achei que ele estaria a tentar tirar-me da mão, enquanto achava também que ele teria jogado de forma muito diferente com um 10 naquela situação. Optei pelo call.

Isso deve ter sido um enorme aumento de confiança teres feito call e depois teres a sorte de a tua mão aguentar. Ficaste chip líder, e umas mãos depois venceste um bom pote também.

Sim, lembro-me de ganhar um pote algo grande. Foi quando fiquei com dois pares no river, com noves e dez. Quando ele fez fold, vi uma das suas cartas e era um duque, por isso não sei se ele estava a tentar fazer bluff outra vez. O flop era 10-8-rei e ele apostou, fiz call e o turn era um sete. Tinha middle pair, e estava open-ended, por isso fiquei na jogada e felizmente ganhei-a com um segundo par no river.

Isso levou-te ao grande momento, começas-te a noite com par de noves e e acabaste do mesmo modo. Em que altura ficaste satisfeito por teres os teres jogado contra o Darvin naquele spot.

(risos) Sim, do modo como o jogo se estava a desenrolar estava mais que confortável para arriscar com noves. Pelo modo como ele olhou para as suas cartas e pagou tão rapidamente levou-me inicialmente que ele teria damas. Pelo modo como agiu deu a entender que teria uma mão enorme, fiquei surpreendido por ver dama-valete.

Que primeiro pensamento te passou pela cabeça quando viste que eras o novo campeão do mundo ?

Nem sei. Foi um sentimento estranho no meu estômago. Não conseguia acreditar, especialmente vindo depois de ter apenas 1% das fichas em jogo. Não esperava que corresse tão bem. Foi um sonho realizado.

Notou-se que tens uma relação com Sheets e Bax. O quão importante é ter um tipo como o Bax no rail a apoiar-te? Qual foi a importância do enorme grupo de apoiantes que tinhas?

Adorei todo o apoio. Muita gente deixou a escola e o trabalho para me vir apoiar. Durante os intervalos, certifiquei-me que falaria apenas com Bax e o meu amigo Tony que é também um óptimo jogador. Só queria pensar e falar de poker. Todos os intervalos que tinha afastava-me com eles - sem família, sem namorada, nada disso - era estritamente negócios. Ajudou imenso o facto de eles terem lá estado. O Bax deu-me óptimos conselhos, ajudou-me a manter concentrado e deixou-me seguir o meu processo de pensamento de várias mãos. Foi excelente.

Provavelmente ainda não houve tempo suficiente para saires e gastar algum do dinheiro que ganhas-te, mas tens já alguma de ideia de uma primeira recompensa para ti?

Não sei mesmo o que vou comprar. Eu estava bem antes disto por causa de outros ganhos no poker, por isso não pensei muito nisso.

Qual foi o maior montante que ganhas-te antes disto?

Venci o 750K que me deu à volta de $150,000, e ganhei também $128,000. Provavelmente tenho pouco mais de $500k em ganhos de torneios. Normalmente só jogo torneios ao Domingo, enquanto que no resto da semana jogo cash games.

É interessante ver que te consideras um profissional, e consideravas Peter Eastgate um profissional també,- mas falava-se da hipótese de não se voltar a ver um profissional a vencer as WSOP outra vez. Pensas que isto será um ponto de viragem visto que existem agora tantas pessoas a fazerem uma boa vida com o poker?

Uns tempos atrás, o poker era bem mais fácil. Agora está mais evoluído. As pessoas estão a aprender mais rápido e têm acesso a novos modos de aprendizagem. Existem imensos bons jogadores agora, portanto enquanto o tempo passa continuarão a aparecer mais. Existem jogadores maus também, mas no main event das WSOP iremos continuar a ver apenas jogadores sólidos a vencer por ser um torneio tão grande e deep stack.

Obviamente ficas imediatamente posicionado para o mais recente e mais importante embaixador de poker, que pensamentos tens acerca disto?

Vou fazer o melhor que consigo. Adoro poker e quero vê-lo crescer. Vou fazer os possíveis para o fazer crescer.

O quê que a tua família pensa disto tudo?

Os meus pais estão orgulhosos. A minha mãe chorava. Ela foi sempre muito céptica quando comecei. Ela trabalha num casino e vê pessoas a perder a toda a hora, e não entende a diferença entre jogo e poker. É difícil explicar-lhe mas isto foi enorme.

Sendo parte da história do poker, e agora parece uma tradição ter um campeão WSOP na família PokerStars, como te sentes?

O meu maior objectivo no poker antes de jogar as WSOP era tornar-me um jogador profissional de um site como a PokerStars e graças à mesa final do main event, tornou-se possível. Levou o seu tempo até conseguir, mas finalmente aconteceu e estou muito orgulhoso de fazer parte da equipa PokerStars, e espero fazer o meu melhor para os representar.

O que mais esperas fazer a partir de agora?

Estou ansioso para vencer outro torneio grande. As odds de eu vencer nestes torneios com grandes fields são grandes e na transmissão da ESPN ficou a parecer que fui realmente sortudo, e eu quero aumentar o meu nome. Vejo este torneio como uma pedra inicial. O meu próximo torneio será o PCA em Janeiro.

Bem parabéns de novo Joe, esperamos ver-te nas luzes da ribalta no próximo ano, e quem sabe nos próximos também.

Queres jogar contra o novo campeão das WSOP? Inscreve-te na PokerStars agora e aproveita os nossos bónus de primeiro depósito.

Mais notícias

Torneios relacionados

jogadores relacionados

O que pensas?