LAPT Rio de Janeiro DIA 2 – Julien Nuijten na Frente da Mesa Final

LAPT Rio de Janeiro DIA 2 – Julien Nuijten na Frente da Mesa Final 0001

Fortes emoções no segundo dia de disputas do LAPT no Rio de Janeiro. O torneio, ao contrário de ontem, começou de forma agressiva, e antes do primeiro break já tínhamos muitas eliminações. Dos 103 jogadores que passaram para o dia 2, somente 64 passaram o primeiro break.

O dia começou de forma espetacular para Alex "Assassinato" Fitzgerald, que dobrou suas fichas logo no início em cima do jogador Leo Burguês, do Brasil, ao acertar um flush no turn após um all in pos-flop. Leo Burguês que foi o responsável pela mão dos sonhos nesse segundo dia, quando acertou no flop um Royal Straight Flush. Alex Fitzgerald acabaria eliminando Leo Burguês logo em seguida, se tornando um dos lideres do torneio ainda no primeiro nível de blinds.

Para os brasileiros, o começo não foi bom. Após a eliminação de vários jogadores de peso no primeiro dia, os jogadores mais experientes que chegaram ao segundo dia foram eliminados logo no início.

Adametes perdeu com par de Valetes para par de Setes, com um dos dois outs do adversário aparecendo no bordo. Edu Seqüela moveu all-in com 56 suited e achou AQ no big blind. Um 6 apareceu no flop, mas uma Dama no Turn tirou Seqüela da disputa.

Cinthia Escobar também acabou eliminada, quando perdeu de par de Dez para par de Valetes. Pouco depois foi a vez de Alessandra Braga, que se envolveu em um all-in triplo após um flop com A37. Ela foi paga por Victor Ramdin, que tinha 33. Ela e o outro adversário mostraram AQ e foram eliminados da disputa.

Após o retorno do primeiro break, José Heraldo, o Radio foi eliminado do torneio. Ele que tinha poucas fichas, após perder um pote grande de par de Noves contra Ás e Rei. Ele pagou um mini-raise do jogador no botão, e foi all-in após o flop que trouxe AQ7. Foi pago pelo jogador que deu raise de AJ, e perdeu com 78. Radio explicou que estava disposto a ir all-in independentemente do flop.

Nesse momento, a liderança em fichas mudava de mãos, e o Venezuelano Carlos Lopez era o novo chip leader, com pouco mais de 140.000 fichas.

Salim Dahrug seria o próximo jogador eliminado, ao ir de all-in com A7s com poucas fichas, e encontrar par de Damas.

Logo após a eliminação de Salim, outro brasileiro favorito ao título foi eliminado. Marcos XT, que passou o dia inteiro como short-stack, foi eliminado na 43ª posição pelo holandês Julien Niijten.

As fichas de XT parecem ter feito bem ao holandês, que aproveitou a aproximação da "bolha" para pressionar seus adversários e subir seu stack, se tornando um dos líderes do torneio.

A mão da bolha foi uma mão interessante e demorada. O jogador Pirajibe, do Brasil, com poucas fichas, deu limp no botão, e Juan Carlos Burguillos da Venezuela, muito bem no torneio deu check no bb. O flop trouxe 2h-3s-6d, e os dois jogadores deram check. Um 8 apareceu no turn e Burguillos apostou 3000 fichas – Pirajibe deu insta call. Antes mesmo do river ser virado, o venezuelano anunciou all-in (o que seria o all-in de Pirajibe). O river foi um T, e a ação passou às mãos de Pirajibe, que pensou por não um nem dois, mas sim cinco minutos, até que o oponente pedisse tempo para ele. Pirajibe usou seu ultimo minuto e deu call, mostrando A8. Os jogadores foram ao delírio quando Juan Carlos Abriu seu 82, e levou a mão com dois pares. Estavam "no dinheiro".

Após essa ultima eliminação, o torneio foi paralisado momentaneamente para que fossem arrumadas as mesas, 4 no total.

Três eliminações depois, o torneio entrou no dinner-break, ou pausa para o jantar. Uma hora e meia depois, a ação continuou, e as eliminações seguiram acontecendo.

O espanhol Carlos Lopes, o Djalminha no PokerStars e líder do torneio no final do dia 1, foi eliminado na 27ª colocação, seguido por Andrew Li que se envolveu em uma mão assustadora.

Com raises e reraises pré-flop, Andrew Li e o holandês Julien Niijten acabaram indo all-in, em um pote com mais de 600000 fichas. Andrew mostrou KK e Julien Niijten QQ, e uma Q no flop acabou por eliminar Andrew, e fazer de Julien Niijten o líder disparado do torneio.

Victor Randim, último membro do time pokerstars foi eliminado logo após essa mão. Ele estava com poucas fichas e apostou todas elas com 66, e foi pago pelo suíço Severin Walzer que tinha KQ e acertou um Rei e uma Dama no flop, eliminando Victor.

Os dois últimos eliminados antes da formação das mesas semifinais foram dois brasileiros, Barba e Eugenio Carmo.

Formadas as duas últimas mesas, o brasileiro Ricardo Manecop foi eliminado, após ir de all-in com 66 contra KK do oponente, mas a mão que realmente eliminou Manecop tinha acontecido pouco antes da semifinal, onde seu par de Reis perdeu para um AQ, com flush do adversário.

O décimo quinto colocado foi Micha Hoedemaker, que perdeu com AK para o par de Ases do brasileiro Alex CG. O flop e o turn passaram em branco, e o rei no river já não foi capaz de ajudar Micha.

O próximo eliminado foi Andreas Karl, que deu um reraise all-in em Eduardo. Após pensar por bastante tempo Eduardo deu call com AQ, enquanto Andreas mostrou J5 de copas. Um As no flop deu tranqüilidade a Eduardo, que levou o pote e eliminou Andreas.

Farhad caiu na décima terceira colocação, ao acertar dois pares no flop, ao mesmo tempo em que seu oponente, o russo Vitaly acertou um set. O all in aconteceu no turn, e ficamos a apenas 3 jogadores da mesa final.

Na seqüência, foi a vez de Bruno GT, do Brasil, que short-stack moveu todas suas fichas com J9 suited, e encontrou AK pela frente.

O americano Alexander "Assassinato" Fitzgerald, ficou fora da disputa na 11ª colocação, ao se envolver em um all-in pré flop com Alex Brenes, irmão do Humberto Brenes, estrela do pokerStars. Com AQ x A7 de Alex, e um 7 no river, Assassinato foi eliminado, e saiu do salão do Rio Intercontinental Hotel sob aplausos dos seus novos amigos brasileiros, que torciam muito por ele.

A tensão aumentou na hora da bolha para a mesa final, e tudo indicava que seria bem longa. O baralho não deixou. O brasileiro Alex CG aumentou pré-flop e tomou re-raise do holandês e chip leader Julien. Alex moveu all in, e foi prontamente pago pelo holandês. Alex tinha KK e Jullien AA. O bordo não ajudou o brasileiro, que foi eliminado na 10ª colocação.

Com isso, a mesa final foi formada e os 9 jogadores que se reunirão nesta segunda-feira para a definição do campeão do LAPT são esses:

Nome - País - Lugar - Fichas

Julien Nuijten Holland - 1 - 970,000

Vitaly Kovyazin USA - 3 - 380,000

Alex Brenes Costa Rica - 6 - 324,000

Nikolai Senninger Germany - 5 - 318,000

Juan Carlos Burguillos Venezuela - 8 - 297,000

Rafael Pardo Colombia - 9 - 278,000

Eduardo Henriques Brazil - 2 - 275,000

Oliver Kugler Germany - 7 - 176,000

Severin Walser Switzerland - 4 - 175,000

Faça já o download da Poker Stars e qualifique-se para a próxima etapa do LAPT.

Mais notícias

Torneios relacionados

O que pensas?