Agora ao vivo
PokerStars Championship Barcelona

Estratégia com a Kristy: Reid Young Fala do Valor do Showdown

Reid Young

Reid Young é um jogador profissional de poker que, antes do Black Friday, fez dos jogos cash vida. Em 2012, ele escreveu o livro The Blue Book: An Advanced Strategy Guide for No-Limit Hold'em Cash games, que foi vendido por $2,500. Young é um coach de poker e planeia lançar um site de coaching bastante inovador. Nesta edição da Estratégia com a Kristy , ele fala de diversos tópicos mas aprofunda a estratégia do showdown value, ilustrando com algumas histórias.

Aqui está um pequeno excerto da entrevista:

Um tipo sem complicações faz raise do CO. Temos 100 blinds efectivas, portanto temos $200 em $1/$2. Eu faço reraise na BB com A9 suited apenas porque fica um pouco abaixo dos meus requisitos para o call. Não fico muito confortável a fazer call. Acho que consigo ganhar o pote muitas vezes em preflop, combinado com uma continuation bet e ganhar post flop, mais a equity da minha mão vs o range de call dele dá-me muitas formas de ganhar dinheiro aqui.

Acho que todos estes factores contam para me fazer ganhar um pequeno lucro na jogada. Ele fez call e ficamos ali um pouco sem saber o que pensar. Acho que fiquei surpreendido por ele ter feito call. Estava mais à espera de uma 4bet ou fold, que é também a razão pela qual eu fiz 3bet com uma mão como A9. Não estou tão dominado pelo seu range de call e se ele faz 4bet eu não posso fugir. Torna-se mais fácil de jogar e menos provável que tenha um ÁsX para fazer frente à minha 3bet light.

O flop vem 345 rainbow. É um bom flop para mim e que o coloca numa posição difícil com muitas mãos, yipo pares médios. Além de que faria call num flop com muitos ases altos e que eu acho que o conseguiria fazer foldar até ao river. É uma boa board para mim que sou o agressor, Mesmo que tenha uma mão tipo par de noves, no melhor dos cenários, eu tenho AK, ou seja é apenas um pouco melhor. Não é extraordinário para ele raisar par de noves, por isso posso fazer uma continuation bet aqui, à espera que ele faça fold a mãos tipo dama valete suited e coisas do género.

Portanto, faço cbet e ele faz call. Quando ele faz call, combinado com o facto de eu ter dito que ele tinha uma dinamica pre-flop estabelecida, é bastante evidente para mim que ele tem uma mão semelhante à minha ou um par médio, como 99, 88, 77. Acho que 66 pode ser baixo demais para ele continar neste flop, mas quem sabe? Pode continuar em jogo com 66.

O turn é um 2, o que me dá vantagem. É um daqueles spots em que tenho tantos Ace highs na mão. Claro que eu podia ter feito cbet no flop com Rei Dama ou com ar, como 78 e depois continuar a apostar no turn a representar um As, mas acho que os jogadores mais directos e que jogam as suas mãos baseados na equity não fazem call com par de noves aqui. Estão preocupados com tanto no meu range e preocupam-se se eu vou apostar no river. Não é como se fossem fazer call no turn e a mão acabasse por ali. E ainda posso fazer uma over bet shove no river. Também posso ter 66 no meu range portanto não será uma situação tão fora o normal para ele se ele tiver um As ou um par de noves. Seria um call bastante difícil para ele. Por isso decidi fazer check.

Ouve o podcast para ouvires o resto da análise desta mão de Young.

Mais notícias

O que pensas?