Enfrentar uma Over Card no Flop

Jon Turner

Jon Pearljammed Turner é um dos mais temidos nomes do mundo do poker online. Com mais de $1.6 milhões em ganhos online, Jon junta-se a muitos dos jovens profissionais da era pós-Moneymaker.

Turner joga na Full Tilt Poker, onde faz parte da equipa de profissionais. O seu jogo de especialidade é em torneios, onde já leva 21 conquistas, apenas na Full Tilt.

A dica de hoje é sobre enfrentar uma overcard no flop, em cash games:
"Boas, eu sou o Jon Turner. Vamos analisar uma situação comum em No-Limit Cash Games.

($5/$10 NLHE)

Nesta mão temos {7-}{7-}, na SB, e a acção chega em fold até a um villain, no HJ, que faz raise para $30, standard 3BBs, e nós apenas vamos fazer call, com o par de setes. Este é o movimento standard, nesta situação, principalmente com stacks de 100 BBs. Podemos certamente pensar em fazer 3-bet mas vamos olhar mais para a situação mais habitual, fazendo call.

O flop é {q-}{5-}{2-}, por isso há uma overcard ao nosso par, algo que é esperado na maior parte das vezes que vemos um flop com um par médio, e vamos fazer check para o agressor pré-flop. Esta é a decisão mais habitual, independentemente da força da nossa mão, aguardando uma c-bet do villain. O adversário aposta $40, cerca de metade a 2/3 do pote, valor mais normal neste cenário.

Agora, enfrentar esta aposta é onde a real decisão tem que ser tomada. Primeiro, vamos continuar com esta mão? A resposta é sim, na maior parte dos casos, quando estamos perante um adversário em late position e apenas uma overcard no flop. O fold não é a decisão mais frequente, excepto se tivermos informação sobre o estilo de jogo do villain (se este fôr muito tight e fôr capaz de fazer check com top pair, por exemplo).

A forma de prosseguir depende muito da nossa leitura do villain. Se tivermos história com o adversário, tal como "Este jogador gosta de fazer bluff no turn" ou "Já fiz fold, post-flop, para este jogador por três vezes" ou "Apenas fiz fold de mãos fortes para este jogador", algo deste género. Passados confrontos com este villain devem ser tomados sempre em consideração, neste cenário.

Depois do call no flop, o {4-} sai no turn. Muitos jogadores vão abrandar com tudo que seja pior do que uma dama, depois do nosso call no flop, ou mesmo até com uma dama fraca, como {q-}{10-}, vão tentar controlar mais o pote e talvez assumir que temos top pair.

Não estou a dizer que devemos transformar a nossa mão num bluff e apostar o turn, aliás, nesta board não deverá ser boa ideia.

Devemos ter em atenção que só porque o adversário fez check behind, não quer dizer que estejamos à frente, da mesma forma que o facto de o adversário apostar não significa necessariamente que estamos atrás.

Este spot é onde temos mesmo que pesar a nossa leitura sobre o adversário, bem como a análise de mãos anteriores com ele."

Abra já conta na Full Tilt Poker através dos links da PokerNews e se usar o código de bónus PTPKRNEWS, terá direito a um bónus de primeiro depósito de 100% até $600.

Enfrentar uma Over Card no Flop 101

Mais notícias

O que pensas?