Agora ao vivo Unibet Open Bucharest

Estratégia de Elite: No Limit Hold'em com David Peters

  • Michael Friedman/Daniel CordeiroMichael Friedman/Daniel Cordeiro
david peters

O Poker é um jogo de informação por isso está na veia da PokerNews trazer aos leitores uma secção de estratégia dedicada especificamente ao desenvolvimento do jogo de quem nos acompanha. Estes artigos, intitulados "Estratégia de Elite", trazem-te a sabedoria de alguns dos melhores jogadores de poker fornecendo uma ilustração do que se passa na mente da elite do jogo quando procuram aumentar a sua stack.

O Jogador: David Peters

Aos 22 anos de idade, David Peters tornou-se num jogador respeitável pelos seu ganhos ao vivo e online. Desde que fez 21, já conquistou quatro torneios live e amealhou mais de $791,217 sendo a sua maior vitória noHeartland Poker Tour Soaring Eagle onde levou mais de $130.000. A sua mior vitória online foi num torneio de $1k na Full Tilt.

Tipo de Jogo: No Limit Hold'em

Float Fora de Posição

Floating em posição é um movimento que é usado frequentemente e que pode ser muito eficaz, mas uma outra táctica que é muito menos usada pode ser também muito eficaz, é o floating fora de posição.

Muitas vezes, quando fazes um call fora de posição irás enfrentar uma c-bet e se deres sempre crédito à mão dos teus adversários poderás estar a ser sempre atropelado. Graças a isto, por vezes pagar com nada, com a intenção de levar o pote mais tarde na jogada, é uma boa maneira de deixares os teus oponentes a adivinhar. É importante que tenhas noção da textura da board e com que oponentes podes fazer isto.

Aqui está um exemplo de como esta jogada pode ser útil:

Um bom exemplo de uma mão onde usei esta táctica vem de um torneio online que joguei recentemente. Um bom jogador em middle position fez um raise para 800 com as blinds em 150/300. Fiz call na big blind com {q-Spades}{j-Spades}. O flop trouxe {k-Diamonds}{8-Hearts}{3-Spades}. Ambos estavamos com 25k no início da mão, por isso estavamos bastante deep. Fiz check e ele aposta 1.300. Nesta altura, pensei que seria um bom spot para fazer float, pois espero que ele aposte aqui com praticamente todo o seu range, e mais, porque é um flop muito seco, achei que ele não me colocaria num draw falhado, por isso fiz o call.

O turn trouxe um {2-Hearts}. Fiz check, e ele também. Se ele tivesse feito uma aposta, talvez tivesse feito check-raise dependendo do que achasse da força da sua mão, mas ele acabou por fazer check por isso não apostei. O river trouxe um {7-Spades}. Com cerca de 4.600 no pote, aposteu 3.200 o que o deixou a pensar bastante e eventualmente fez fold. Sem a possibilidade de draws falhados e o facto de eu esperar que ele pense que eu faria check com uma mão como 6/6 ou 8/8, achei que ele me daria algum crédito em ter um rei ou melhor.

Este spot particular foi uma boa altura para o fazer pois o flop foi bom para isso, e o meu oponente é um jogador pensador. Num flop com draws contra alguém que paga bastantes apostas sem pensar realmente no modo como a jogada se desenrolou, aconselho a não o fazerem, visto que eles podem sempre encontrar uma razão para acharem que estás a fazer bluff. Também, contra um jogador que aposta em qualquer street e é um bocado maníaco, provavelmente não será boa ideia fazê-lo pois irão deixar-te em situações difíceis com frequência.

O float fora de posição não é uma jogada que deva ser utilizada com frequência, mas quando usada na altura correcta, é uma excelente arma para adicionar ao teu arsenal pois deixa os teus oponentes a adivinhar, e como procurar spots para acumular fichas é importante, esta é uma óptima maneira de o fazer.

David Peters é um membro da Poker Players International Elite Team, , uma agência que representa as pontuações de jogadores desde super-estrelas online até personalidades do Hall of Fame.

Segue-nos no Twitter para teres acesso a informações actualizadas ao minuto.

Mais notícias

Torneios relacionados

jogadores relacionados

O que pensas?