Já Está! Diogo Veiga Conquistou a Primeira Bracelete Dourada Lusa nas WSOP!

Diogo Veiga - WSOP
Sharelines
  • Já Está! Diogo Veiga Conquistou a Primeira Bracelete Dourada Lusa nas WSOP!

Eram 22:00 em Portugal e todos os apaixonados e entusiastas do poker estavam de olhos postos em Las Vegas, mais precisamente no que iria acontecer no Rio All-Suite Hotel & Casino.

Diogo Veiga levou o sonho da bracelete dourada portuguesa nas World Series of Poker para um quarto e extra dia de ação na mesa final do Evento #54: Big Blind Antes $3,000 No-Limit Hold'em.

Foi necessário esperar 5 horas entre streams, live reports e diretos no facebook para que finalmente um jogador nacional vencesse a bracelete dourada nesta competição. Relembramos que em 2012, Francisco "Yuran" Costa Santos venceu o Evento #6: €1,650 Six-Handed Pot-Limit Omaha nas World Series of Poker Europe, a versão europeia das WSOP.

Diogo Veiga conquistou o torneio depois de eliminar o americano Barry Hutter no heads-up final e assim recebeu $522,715 pela vitória. O êxtase do triunfo aconteceu depois de Phounder eliminar Hutter nesta mão:

Já reduzido a 15 big blinds, Barry Hutter vai all-in e Diogo Veiga acaba por dar call depois de pedir a contagem de fichas.

Diogo Veiga: {k-Spades}{10-Spades}
Barry Hutter: {a-Clubs}{10-Hearts}

A claque lusa ficou em nervos depois de ver as mãos dos jogadores e pediram todos por um rei no flop. O rei acabou mesmo por aparecer com o flop {2-Spades}{k-Clubs}{7-Clubs} e o rail nacional explodiu!

O turn trouxe um {8-Clubs} e Diogo tinha que evitar um pau ou um ás no river para vencer a bracelete.

No river saiu um {7-Diamonds} e foi a explosão do rail nacional! Diogo Veiga ganhou a bracelete dourada!

Resultados da Mesa Final do Evento #54: Big Blind Antes $3,000 No-Limit Hold'em:

LugarJogadorPrémio
1Diogo VeigaPortugal
2Barry HutterEstados Unidos
3Radoslav StoyanovBulgária
4Jonathan AbdellatifBélgica
5Tom McCormickEstados Unidos
6[Removed:17]Nova Zelândia
7Anna AntimonyEstados Unidos
8Cathal ShineIrlanda
9Todd IvensEstados Unidos

Resumo da Ação:

Quatro jogadores restaram dos 1,020 que compuseram o field e foram ficando sem fichas enquanto o torneio avançou. O jogador luso carregava a segunda maior stack, com 5,195,000 fichas. Na liderança, Barry Hutter começou o dia com 6,265,000 fichas e perseguia a segunda bracelete dourada da carreira. O búlgaro Radoslav Stoyanov com 2,495,000 fichas e Jonathan Abdellatif com 1,350,000 fichas eram os jogadores mais curtos em jogo.

A ação começou a todo o vapor e nove mãos bastaram para ver Jonathan Abdellatif sair na quarta posição para receber $163,404. O jogador belga perdeu as suas fichas para Barry Hutter nesta mão:

A ação rodou em fold até Jonathan Abdellatif, na small blind, que vai all-in de 1.05 milhões. Barry Hutter olha para as suas cartas na big blind e dá o call, colocando Abdellatif em risco.

Abdellatif: {10-Spades}{5-Clubs}
Hutter: {q-Spades}{10-Diamonds}

Abdellatif estava em desvantagem contra a mão de Hutter e na mesa correu {4-Clubs}{k-Diamonds}{7-Spades}{k-Hearts}{j-Hearts} para eliminação do jogador belga.

Mais quinze mãos disputadas e o búlgaro Radoslav Stoyanov caiu na segunda posição para receber $228,241 de prémio. Mais uma vez o carrasco foi Barry Hutter que venceu assim esta mão:

Radoslav Stoyanov vai all-in de 835,000 na small blind, e Barry Hutter dá call na big blind.

Radoslav Stoyanov: {4-Hearts}{9-Hearts}
Barry Hutter: {k-Diamonds}{q-Clubs}

No flop apareceu {a-Diamonds}{2-Hearts}{3-Spades} que dá a Stoyanov o gutshot. No turn apareceu {10-Clubs} e no river outro {10-Spades} que não ajudaram o jogador búlgaro.

O heads-up começou com Barry Hunter com 9,200,000 fichas, contra as 6,100,000 de Diogo Veiga. E mais uma vez não foi preciso esperar muito para o jogador americano fazer das suas e ficar com larga vantagem sobre o jogador luso. Com {5-Clubs}{3-Diamonds}{k-Spades}{a-Diamonds}{8-Spades} na mesa, Diogo enfrentou a decisão de dar ou não call à aposta de 1,280,000 de Hunter. O luso acabou por pagar e o americano voltou {a-Hearts}{10-Spades} para receber o pote.

Reduzido a 2,700,000 fichas, Diogo foi à luta e dobrou a stack com {6-Spades}{3-Clubs}, depois de ver o flop com {4-Diamonds}{5-Spades}{2-Spades}. Hunter tinha {7-Spades}{3-Spades} e não teve ajuda da board para vencer a mão. Este foi o ponto de viragem do torneio, e pouco depois Diogo Veiga equilibrou as contas passando para a liderança em fichas recolhendo pequenos potes (podes ver toda a ação aqui).

Pote após pote, Diogo foi consolidando a liderança e delapidando a stack de Barry Hunter que não conseguiu mais regressar a jogo. Barry Hunter terminou na segunda posição para receber $323,019 na mão já acima mencionada, com Diogo Veiga a fazer história para o poker nacional!

Parabéns Diogo "Phounder" Veiga!

Diogo Veiga - Vencedor do 2018 WSOP Big Blind Antes $3,000 No-Limit Hold'em
Diogo Veiga e a Festa Lusa em Las Vegas

Acompanha tudo o que se passa nas World Series of Poker 2018 no nosso Live Report!


Já tens conta na PokerStars? Não!? Abre já, deposita €10 usando o código “PORTUGAL20” e recebe €30!

Recebe todas as notícias da PokerNews através das redes sociais. Segue-nos no Twitter e no Facebook!

O que pensas?

Mais notícias

Outras Histórias