Agora ao vivo
PokerStars Championship Barcelona

Global Poker Index Angaria $4,9 Milhões para Desenvolver o Poker como Desporto

Global Poker Index Parent Company Raises $4.9 Million to Keep ‘Sportifying Poker’
Sharelines
  • Global Poker Index Angaria $4,9 Milhões para Desenvolver o Poker como Desporto

Foi ontem anunciado pela Mediarex Sports & Entertainment (MSE), empresa que detém o Global Poker Index, que conseguiu um investimento de série A de $4,9 milhões por parte de investidores privados.

Estes investimentos série A são os primeiros a estar disponíveis e normalmente ficam na posse de investidores de alto risco, amigos da empresa, funcionários, etc.

"A [MSE] conseguiu um investimento de série A na ordem dos $4,9 milhões e entre os investidores está um fundo de Pequim, investidores anjo da área das telecomunicações, marketing desportivo e sector financeiro da Ásia e Europa."

"Este investimento vai permitir que a MSE consiga desenvolver o poker como um desporto e que consiga juntar uma audiência, agora dispersa, de 100 milhões de pessoas por todo o mundo."

Na lista de investidores está um fundo de Pequim e investidores particulares tais como o empresário e jogador de poker Dr. Stanley Choi, o banqueiro Donald Tang, o dono do LeMonde Xavier Niel, e o CCO do Perform Group, John Gleasure.

Acredito que aconteça o efeito bola de neve: uma vez que tudo esteja a funcionar mais investidores vão querer juntar-se ao projecto.

Em entrevista à PokerNews o CEO da MSE, Alex Dreyfus, explicou que o que mais o surpreendeu nas reuniões tidas com os investidores é que os mesmos já vêm o poker como um desporto e não como um jogo de cartas.

"A maioria deles já vê isto como um desporto," disse Dreyfus. "Nos últimos 6 meses tive reuniões um pouco por todo o mundo e na maior parte dos casos os investidores perceberam o produto que pretendo criar e quiseram investir. O único problema que alguns tiveram foi o facto de ainda estarmos numa fase inicial, ainda assim acredito que uma vez que tudo esteja em andamento se dê o efeito bola de neve e mais investidores se juntem ao projecto."

De acordo com o empreendedor francês, o processo de arranjar investidores é vital para a sua empresa, de outra forma não poderia, tal como ele diz: "sportify poker" e lançar o projecto mais ambicioso em que já trabalhou: o Global Poker League (GPL).

Dreyfus comparou ainda o boxe e o UFC, segundo o francês o UFC agarrou em algo já conhecido de todos e fez dele um novo produto, um pouco aquilo que ele pretende fazer com o poker.

Se o ténis tem a Davis Cup e o golf a Ryder Cup, porque é que nós não podemos ter a nossa liga de poker?

A ideia de Dreyfus é, à imagem do UFC, tornar o poker em algo mais atractivo em torno dos jogadores e dos eventos. Tudo isto só será possível, tendo a liquide necessária para fazer "bem as coisas".

"O UFC controla a imagem dos lutadores, trabalha com e para os lutadores, constrói uma história à sua volta, é isso que queremos fazer" disse Dreyfus.

"Gastaremos milhões a fazer isso e a investir na imagem dos jogadores que participarem na Liga. Tudo isto tornará mais interessante a Liga e atrairá mais pessoas em todo o mundo".

Entre muitas outras coisas ditas por Dreyfus escapou o anúncio da primeira Liga a ser lançada, segundo o CEO da MSE no inicio de 2016 a GPL verá a luz do dia nos Estados Unidos e na Europa.

Mais notícias

O que pensas?