Agora ao vivo
PokerStars Championship Barcelona

Qual é a Mão mais Famosa da História das WSOP?

wsop

Agora que Ryan Riess já venceu o Main Event da 44ª edição das World Series Of Poker , vamos debruçar-nos um pouco na história da competição que todos os apaixonados por este jogo gostariam de jogar pelo menos uma vez na vida. Algumas mãos jogadas ficam na história, hoje vamos apresentar algumas que achamos que serão para sempre faladas com as maiores alguma vez disputadas.

Stu Ungar vs. John Strzemp, Main Event WSOP 1997

Esta não é a melhor mão que Stu Ungar alguma vez jogou, nem seque é a melhor desta final table. Contudo, esta mão faz com que Ungar iguale um feito que só o lendário Johnny Moss (70,71 e 74) tinha conseguido alcançar — vencer o Main Event WSOP pela terceira vez (80,81 e 97).

O flop era {5-Diamonds}{a-Clubs}{3-Hearts} e as fichas acabaram no centro da mesa. Strzemp mostrou {a-Spades}{8-Clubs} e Ungar {a-Hearts}{4-Clubs}. Ungar precisava de um {4-} ou de {2-} para vencer..

O turn foi um {3-Diamonds} e o river um {2-Spades}, Ungar juntava-se a Moss no clube dos vencedores de 3 Main Events WSOP e fazia história!

Paul Wasicka vs. Michael Binger vs. Jamie Gold, Main Event WSOP 2006

Esta mão é um bom exemplo da pressão que os prize pools da magnitude do prize pool de um Main Event WSOP podem trazer para a mesa. Com uma diferença brutal entre o primeiro ($12,000,000), segundo ($6,102,499) e terceiro ($4,123,310) prémios, Paul Wasicka faz fold a uma mão que é muito provavelmente melhor do que qualquer uma que os seus adversários possam ter.

Depois de Michael Binger apostar forte no flop e Jamie Gold, chip leader, ir all in, Wasicka faz fold ao seu straight-flush draw. Binger seria eliminado na mão e com a grande vantagem que Gold ganharia ai acabaria por vencer o torneio com o maior prémio para o primeiro classificado de sempre.

Mas o que aconteceria se Wasicka fizesse o call e ganhasse a mão? Nunca vamos saber! (A mão começa aos 06:30)

Johnny Chan vs. Erik Seidel, Main Event WSOP 1988

Este é sem dúvida o heads-up mais famoso da história das WSOP, o filme Rounders imortalizou-o e o facto de Johnny Chan conseguir que Erik Seidel vá all in sem nenhuma possibilidade de vencer a mão também ajudou.

Este foi o segundo Main Event ganho por Chan.

Chris Moneymaker vs. Sam Farha, Main Event WSOP 2003

O comentador da ESPN Norman Chad chamou a este bluff, o “bluff do século.” Se calhar é exagerado dizê-lo desta forma porque Sam Farha não estava assim tão forte e existiam muitas mãos que o podiam bater. Ainda assim, devido ao contexto e importância que esta mão teve na vitória final de Chris Moneymaker percebe-se a afirmação de Chad.

Chris Moneymaker vs. Phil Ivey, Main Event WSOP 2003

Quando se fala de Chris Moneymaker e de mãos famosas a maioria das pessoas vai-se lembrar da mão que apresentámos acima. Contudo, é a mão disputada entre Moneymaker e Phil Ivey quando estavam 10 jogadores em jogo que é considerada a mais importante da história do poker.

Porquê? Porque o ás no river muda toda a dinâmica do resto do torneio. Se Moneymaker perdesse esta mão e dobrasse Ivey as chances de Moneymaker vencer reduziriam drasticamente. Ter Phil Ivey como um dos chip leader numa final table é algo que nenhum jogador gostaria de ver.

Recebe todas as notícias da PokerNews através das redes sociais. Segue-nos noTwitter e no Facebook!

Mais notícias

Torneios relacionados

jogadores relacionados

O que pensas?