Kara Scott Viveu o Inferno Antes de Ser Jogadora de Poker

Kara Scott

Nós todos conhecemos a jogadora Kara Scott , patrocinada pela PartyPoker e temos uma ideia de como ela é mas não temos a noção como foi o seu passado e como se tornou jogadora de poker.

No cardrunners.com deram-nos algumas pistas do blog de Kara denominado "Minha vida antes de Poker " .

Kara nasceu numa pequena cidade do Canadá com menos de 1.000 habitantes . Uma vida tranquila e segura de lareiras e biscoitos recém-assados que a jovem Kara Scott decidiu deixar para trás para tentar a sorte como professora em Inglaterra . Até ao tempo que era uma menina tímida que nunca tinha deixado a sua aldeia passou para o monstro do poker que é hoje.

"O meu primeiro ano em Londres foi absolutamente infernal, mas também foi maravilhoso".

Conforme relatado por Kara Scott, era possível ter sofrido qualquer depressão mediante as experiências que ela viveu. Quando ela começou o trabalho, Kara pensara que a escola no centro de Londres era totalmente normal mas não demorou muito para descobrir que era " pior escola na Inglaterra ", de acordo com a BBC.

"Toda a minha vida eu passei pelas situações mais ridículas e extremas sem fazer nada para encontrá-las ".

De acordo com Kara, esse ano foi dedicado exclusivamente a um tipo de controlo de motins. Recebeu pontapés , cuspidelas , cadeiras foram atiradas a um estudante e ainda atearam fogo . O bom de Kara foi o seu sentido de humor e o seu sentido criativo, que utilizou para encobrir as queimaduras nas camisolas com lenços.

A meio do ano e não havia nenhuma janela ininterrupta e os estudantes estacionaram o carro perto da porta e começaram a encher o porta-malas com materiais escolares e televisores.

"Minha primeira incursão no ensino foi numa palavra, extremo. Foi o próprio inferno, onde as regras normais que se aplicam na vida não tinham nenhum sentido ".

Apesar de toda a loucura conseguiu terminar o ano. Recusou-se a deixar a sua metade do trabalho feito, por causa da teimosia e foi até mesmo foi oferecido o cargo de Chefe de Departamento . Ela se recusou. Como se é uma pessoa com apenas um ano de experiência Chefe de Departamento? Porque ninguém queria o trabalho, obviamente. Além disso, o departamento que era? Artes marciais? Guerrilla guerra, motim ..?

No entanto, a experiência não foi tão má como parece . Kara percebeu que era capaz de resistir a uma pressão pouco comum , que está disponível para muito poucos.

"Eu percebi que era mais forte do que aquela menina que sempre pensei ser".

Com esta lição, Kara tornou-se numa máquina e adquiriu calo para suportar a pressão de se envolver no poker. Eu acho que depois de viver no meio de uma guerra civil adolescente a Kara pode enfrentar o que quiser, sem suar a camisa. Essa menina vale um tesouro.

Em comparação com o instituto, o poker é um jogo de crianças .

Fica a saber todas as notícias através do Twitter e do Facebook para informações actualizadas ao minuto.

Mais notícias

jogadores relacionados

O que pensas?