Porquê que o Poker de Ficção é Tão Difícil de Ver? Uma Análise ao Episódio "Luck" da HBO

  • Equipa PokerNewsEquipa PokerNews
Matt Damon

Numa nova era do poker, onde termos como VPIP e range merging são cada vez mais reconhecidos, é cada vez mais difícil criar entretenimento credível. Os jogadores de poker ficam irritados quando vêm mãos irreais ou pequenos erros no grande ecrã ou na televisão. Antes do poker boom, as pessoas apreciavam filmes old school como Maverick, The Cincinatti Kid, e The Sting. Hoje-em-dia, esses filmes são motivo de crítica por pequenos pormenores.

Até o filme de culto Rounders, não fica isento de crítica. Um utilizador do YouTube com nick de floopymann comentou o clip onde Matt Damon joga contra Johnny Chan, dizendo “E esta é a história da maioria dos wannabes. Eu tinha 10 bb, fiz uma 4 bet sem nada e ele foldou.”

É duro!!!

Se alguma cena de poker merece crítica é última do Casino Royale. Como se jogar $500,000/$1,000,0000 já não fosse suficientemente ridículo, o escritor decide dar a todos os jogadores as melhores mãos possíveis , incluindo a James Bond, que tem um straight flush. Todos os quatro jogadores fazem slow-roll, o que na vida real se traduziria em triplo homicídio, especialmente do jogador que tinha full-aces.

Há duas semanas a HBO estreou um novo programa dramático, o Luck, baseado no negócio de corridas de cavalos. No segundo episódio da season, Jerry — interpretado por Jason Gedrick — joga poker no Casino Los Angeles de Larry Flynt. Como sempre, as cenas de poker foram decepcionantes.

Na primeira sequência, a cena abre com prato de ovos cobertos em ketchup. Estranho, certo? Bem, mal ouves o zumbir do aspirador, apercebeste que a cena tem lugar numa manhã após o Jerry ter jogado toda a noite. A camera relembra a board: {6-Diamonds}{8-Spades}{7-Spades}{3-Diamonds}{K-Spades}. Jerry aposta $2,000, e ouve-se uma música épica como se da maior mão se tratasse. A cena muda para a pista de corridas mas, segundos mais tarde, estamos de volta ao casino.

A acção desenrola-se em torno de um homem chamado Lester, que dez segundos de brincadeira, Jerry faz call. A acção volta para uma corrida de cavalos e, de repente, estamos novamente na mesa onde Lester tem 15 segundos. Ele refere que fez flush no river e faz all-in. Jerry tem ({10-Hearts}{9-Hearts} para o straight), faz call, evira as cartas. Lester, muito devagarinho, vira as cartas uma a uma. A primeira è {10-Spades}; a segunda {a-Spades}. Jerry arranca e vai buscar mais dinheiro.

Quando voltamos para mesa de poker --quase meia hora depois --a board está novamente completa:{10-Hearts}{k-Clubs}{q-Clubs}{9-Clubs}{4-Spades}. Jerry espreita para o seu {q-Hearts}{8-Hearts}, e faz call all-in para o que parece ser $3,300. Ele mostra primeiro ---outra vez--- e Lester faz slow-roll. Outra vez! Desta vez, ele tem um par dez {10-Diamonds}{10-Spades}. Jerry entra em stress e puxa de um maço de notas de $100 e bate-o na mesa!

Antes da terceira e última cena de poker, Jerry corre até ao carro, agarra em $25,000, coloca-os num saco de plástico e retorna ao casino. Quando voltamos à mesa, anunciam que Jerry e Lester, apesar de estarem em heads-up, teriam permissão de usar dinheiro que não está em mesa e pô-lo em acção.

Mesmo?!?

O flop foi {q-Diamonds}{8-Diamonds}{a-Clubs}, e pela primeira vez, Lester mostrou primeiro: {a-Hearts}{q-Hearts}. O público alucinou. Era a vez de Jerry mostrar e se ele correu ao carro para ir buscar mais dinheiro, esperávamos que ele tivesses não menos que um set de oitos certo? Errado! Ao invés tinha {k-Diamonds}{k-Clubs}.

O que é isto??????

O Jerry fica "doente" quanto sai {2-Clubs}, e um espectador emite um grunhido muito estranho. Miracolosamente o {k-Hearts} sai no river — quem é que não estava à espera desta — e Jerry fica com um sorriso enorme. O público explode em aplausos para Jerry e anunciam que as normas da casa voltam ao normal. Jerry pede para lhe pagarem e observamos o hit-and-run mais louco da história.

Depois uma análise, o poker e o entretenimento deveriam ser exclusivos a não ser que John Dahl, David Levien, e Brian Koppelman estejam envolvidos. É demasiado enervante assistir! Acreditem, não espero que as cenas de poker sejam perfeitas — o jogo raramente o é mesmo quando os melhores do mundo o estão a jogar --, só quero que sejam credíveis. Estas três sequências do Luck são desnorteantes, especialmente o último em que eles inventam regras. Estamos a tentar legalizar e regular o poker online e retratos destes fazem parecer que jogamos slots!!

Talvez nós, fãs de poker, devimos manter-nos realidade; O documentário de Jay Rosenkrantz, Boom, é neste momento a ser editado e, de acordo com a sua página do Facebook, estão a tentar lançá-lo antes de Junho. Isso sim, será algo que poderemos ver e apreciar!

Fica a saber todas as notícias através do Twitter e do Facebook para informações actualizadas ao minuto.

Mais notícias

jogadores relacionados

O que pensas?