Agora ao vivo Unibet Open Bucharest

5 Pensamentos sobe os November Nine 2011

  • Rich Ryan/BlocoDaBarraRich Ryan/BlocoDaBarra
5 Pensamentos sobe os November Nine 2011 0001

Há uma semana atrás, e depois de 8 dias de poker conhecemos finalmente a final table do Main Event das World Series of Poker 2011. Martin Staszko é o chip leader com 40,175,000 fichas (80 big blinds) e tem mais sete milhões que o seu mais directo concorrente Eoghan O’Dea (33,925,000). Pela primeira vez, fazem parte dos November Nine jogadores de sete países diferente: 3 EUA, Republica Checa, Irlanda, Ucrânia, Belize, Inglaterra e Alemanha. Ainda assim, a diversidade ainda poderia ser maior, Khoa Nguyen (11º) e John Hewitt (10º) são respectivamente do Candá e da Costa Rica.

Este é o alinhamento da final table:

LugarNomePaísFichas
1Matt GiannettiUnited States24,750,000
2Badih BounahraBelize19,700,000
3Eoghan O'DeaIreland33,925,000
4Phil CollinsUnited States23,875,000
5Anton MakiievskyiUkraine13,825,000
6Samuel HoldenUnited Kingdom12,375,000
7Pius HeinzGermany16,425,000
8Ben LambUnited States20,875,000
9Martin StaszkoCzech Republic40,175,000

Depois de acompanharmos o Main Event temos algumas coisas que queremos partilhar convosco, aqui ficam as 5 primeiras:

1. John Hewitt estragou tudo

Não gostamos muito de falar "mal" de jogadores e isso agrava-se quando estes ficam na bolha mais importante do poker. No entanto, John Hewitt fez um dos piores calls da história do Main Event enquanto se jogava ten-handed. Com as blinds 250,000/500,000/50,000, Hewitt abriu com raise para 1,1 milhões e a acção chegou em fold até Badih Bounahra (inquestionavelmente o jogador mais tight da mesa) e este anunciou re-raise all in de 9,3 milhões de fichas. Hewitt fez rapidamente call (ficando com apenas 8 big blinds) e mostrou {k-Clubs}{q-Spades}, estava obviamente batido pelo {k-Hearts}{k-Spades} de Bounahra e perdeu o pote.

Por esta altura Bounahra era o único jogador com menos de 10 ilhões de fichas e existiam 3 jogadores com stacks (25/30 BB's) semelhantes às de Hewitt: Samuel Holden, Anton Makiievskyi e Pius Heinz. Não existia razão para Hewitt fazer call de 70% da sua stack naquele spot, tendo em especial consideração o Independent Chip Model (ICM). O valor inerente a atingir os November Nine pode ter caído um pouco após o Black Friday mas mesmo assim não é normal fazer o que Hewitt fez.

Ao contrário de Hewitt, Matt Giannetti foi extremamente paciente e agora é o terceiro na chip count. Teve também a sorte de receber duas premiums e das mesmas "holdarem".

2. Martin Staszko é um assassino silencioso

Martin Staszko começou o dia 8 com um pouco mais de 6 milhões de fichas e chegou mesmo a baixar aos 4 milhões. Depois de bater no "fundo" começou a trilhar o seu caminho até ao topo e é neste momento o chip leader com 40 milhões de fichas.

“Yesterday, good cards and good flops,” disse Staszko à Sarah Grant depois de atingida a final table.

Embora seja o chip leader, ainda pouco ouvimos falar deste checo. Quando ganhos na ordem dos $800,000, este é o seu maior prémio de sempre. Staszko tinha alcançado o seu maior resultado em Janeiro de 2010 quando ficou em 11º lugar no EPT Deauville ($49,547). Staszko (35 anos) e Badih Bounahra (49) são os mais velhos da mesa, ainda assim o seu jogo não é o esperado. A passividade é algo que não os assiste, ainda no dia 8 enquanto estava na mesa secundária da TV a 3-bet foi uma das suas melhores amigas.

Staszko continua um mistério por resolver e será giro ver como se prepararão os jogadores para o seu jogo quando voltarmos a Las Vegas em Novembro. O checo tem posição sobre o actual líder pela corrida a POY das WSOP, Ben Lamb, mas tem Matt Giannetti à perna. Agora, com mais ficha, Staszko pode ser mais agressivo e quem sabe repetir o feito de Jonathan Duhamel no ano passado, entrar e sair como líder? ou perder rapidamente como Phillip Hilm?

3. Sem óculos

Se olharmos para as fotografias da final table veremos que nenhum dos presentes este ano usa óculos de sol. Anton Makiievskyi tinha óculos de sol na cabeça mas nunca os usou para jogar. Achamos este tema interessante e fomos fazer uma pequena investigação que remonta a 2003.

AnoNº de Jogadores com Óculos
20035*
20045*
20055*
20063
20075*
20083
20093
20105
2011?

* o vencedor usava óculos

Jerry Yang foi o último jogador a ganhar o main event com óculos de sol na cara, foi em 2007. A menos que Makiievskyi opte por meter os óculos na cara seguiremos com esta tendência sobre o uso de óculos de sol.

4. Oh yeah, Benba está em forma

Ben “Benba” Lamb superou Michael Mizrachi com a sua performance nas World Series of Poker deste ano. Tal como Mizrachi, ele chegou à final table do Poker Player’s Championship e do Main Event, ficou também no top 12 de outros 3 eventos. Ainda que Lamb tenha um desempenho mais fraco nas WSOPE é o favorito a vencer o prémio de POY das WSOP.

A vitória no Main Event seria a cereja no topo do bolo da melhor run da história das WSOP. Já existiram jogadores que ganharam várias braceletes no mesmo ano, mas o sucesso de Lamb foi no ano em que os números das WSOP bateram recordes. Lamb batalhou com um field gigantesco no Main Event, com um field de elite na final table do Poker Players Championship e com os mais jovens e agressivos jogadores no $10,000 Pot-Limit Omaha Championship e $10,000 Six-Handed Championship.

Lamb mostrou sempre muita agressividade e nem o aproximar dos November Nine o fez desacelerar, com 21 milhões de fichas tudo pode ainda acontecer.

5. Vamos conhecer os November Nine

A equipa de vídeo da PokerNews fez uma série de entrevistas com os jogadores, fiquem a conhecer o chip leader Martin Staszko, no link abaixo podem conhecer o resto dos jogadores.

November Nine 2011

Mais notícias

O que pensas?