World Series of Poker 2010 November Nine: Matthew Jarvis

matthew jarvis

Com Novembro mesmo aí ao virar da esquina e a mesa final do Main Event das World Series of Poker quase a realizar-se, vamos passar em revista os 9 jogadores presentes na mesma e saber o que esperar dos mesmo no próximo dia 6 de Novembro.

Vindo de Surrey, British Columbia, Matthew Jarvis é metade do contingente canadiano nesta final table, o outro é Jonathan Duhamel. Aos 26 anos e com uma stack de 16,700,000, Jarvis está no meio do pelotão na idade e na contagem de fichas. Desde que atingiu esta final table, Jarvis já ganhou dois torneios. Em agosto, um torneio de head's-up $4,600 no Canadian Open Poker Championship onde ganhou $100,000 canadianos e mais recentemente um side event de $1,000 no WPT Festa al Lago onde arrecadou mais $71,000.

Como aqui chegou

No final do Dia7 , Jarvis lutou com Patrick Eskandar na segunda mesa da televisão. Os dois envolveram-se em alguns potes e Jarvis acabou por perder muitas fichas depois de dobrar Eskandar. Os seus ases perderam para os noves de Eskander quando os dois acabaram all in num flop king high, onde estava um nove. No entanto, Jarvis acabaria por se vingar.

Com as blinds 60,000/120,000 ante 15,000, Patrick Eskandar abriu o pote com raise para 240,000 em middle position. Jonathan Duhamel fez call no cutoff, e Jarvis imitou-o no botão. O flop foi {10-Clubs}{5-Spades}{3-Spades}. Eskandar disparou uma continuation bet de 800,000 e Dumhamel fez fold. Jarvis fez call e viu um {9-Spades} aterrar no turn. Desta vez, Eskandar fez check e jarvis apostou 900,000. Eskandar faz shove e Jarvis acaba por dar call all in (4,400,000) com o seu {K-Spades}{J-Spades}. Eskandar tinha{5-Hearts}{5-Diamonds} e precisava que a board dobrasse. Isso não aconteceu, o river foi um {k-Clubs} e Jarvis atingia os 13,000,000 de fichas.

A ter em atenção

Jarvis (Lugar 6) está num lugar interessante na mesa. À sua direita estão Michael Mizrachi (Lugar 5) e Jonathan Duhamel (Lugar 4), o jogador mais completo e chip leader desta mesa final. Estes dois jogadores vão querer controlar a mesa desde cedo, Jarvis poderá utilizar isso em seu proveito. À sua esquerda, estão John Racener (Lugar 7) e Filippo Candio (Lugar 8), são ambos jogadores agressivos, competentes e com stacks bastante parecidas à de Jarvis. Fazer raise falando antes destes jogadores não vai ser tarefa fácil.

Jarvis sabe que com 33 big blinds pode ser paciente, contudo não pode esperar eternamente. POuco depois de atingir a final table Jarvis falou com a PokerNews “Não estou muito preocupado com as blinds embora saiba que esperam que eu faça alguns movimentos. Trinta e três (big blinds) é uma stack decente e posso esperar para jogar nos spots certos, ainda assim não quero ser "abusado" pelas big stacks."

É importante que Jarvis comece bem, um passo errado pode deitar todas as suas aspirações por terra e limitar os seus movimentos ao shove/fold. Por outro lado, se Jarvis ganha fichas logo de inicio vai ser muito incomodativo para os seus adversários.

Siga-nos no Twitter e Facebook para informações actualizadas no minuto.

Mais notícias

Torneios relacionados

O que pensas?