Um Olhar Compreensivo ao Adiamento da Mesa Final do WSOP, Parte 1

Um Olhar Compreensivo ao Adiamento da Mesa Final do WSOP, Parte 1 0001

Por esta altura todas as pessoas ligadas ao poker já ouviram falar no formato do Main Event do WSOP para este ano. A mesa final vai ser jogada uns meses mais tarde para ser transmitida (quase) ao vivo na ESPN. Foi uma proposta controversa e audaz, rodeada de muitos rumores e estranhas teorias. Este artigo procura separar os factos da ficção.

A primeira razão para esta mudança? Numa palavra, audiências.

As atenções para o poker televisionado têm baixado consideravelmente nos últimos anos, e isso afecta todas as pessoas ligadas ao mundo do poker, desde o Harrah's e a ESPN, á PokerStars e á Full Tilt, aos grinders dos jogos a dinheiro que ficam com menos 'fish' para ganharem dinheiro. Esta mudança foi criada com o intuito de aumentar o interesse pela mesa final e colocar o evento no mesmo patamar de outros grandes eventos desportivos. (Apesar do poker não ser considerado um desporto, os adeptos vêm-no da mesma forma.) Se as audiências para o poker continuarem a cair, encaramos a possibilidade de deixar de ter poker na TV, excepto em programas especiais que passam tarde e em sistema pay-per-view.

Os proponentes deste plano reclamam que irá revigorar o poker televisionado, arrastando novos fãs para o jogo, e potencialmente permitir a criação de outro boom como o de MoneyMaker, que permitirá á industria rejuvenescer. (Houve alguém no poker que não beneficiasse no efeito MoneyMaker?). Os que estão contra este plano reclamam que este atraso pode destruir o WSOP – ou pior, destruir alguns dos últimos nove jogadores.

A Nova Programação

O evento #1 do WSOP começa no fim deste mês, e os primeiros 46 dias decorrem da mesma forma que nos outros anos. A única mudança relativamente á última edição é a mesa final que apenas afectará directamente os nove finalistas. (No ultimo ano foram 6,358 jogadores o que representa 0,0014% do total.) Quando o maior 'bubble' da história do poker for eliminado em 10º lugar a 14 de Julho, os últimos nove jogadores fazem um intervalo de 117 dias antes de voltar á mesa final. São praticamente 17 semanas, ou aproximadamente 4 meses.

OK, as audiências são importantes. Mas porquê um adiamento tão longo? Porquê 4 meses? Porque não 2 dias, 2 semanas ou 2 meses?

Para responder a isto, vamos olhar para a programação do Main Event e para a cobertura da ESPN (todos os episódios da ESPN duram 2 horas cada, excepto o 'Final Table Preview' que terá uma duração de 1 hora no dia 4 Novembro):

Julho 3-6: Dias 1a, 1b, 1c, 1d do Main Event

Julho 7: Dia Livre

Julho 8-9: Dias 2a e 2b

Julho 10-14: Dias 3-7 (até termos 9 jogadores)

Julho 22 – Agosto 26: ESPN transmite os eventos preliminares durante seis semanas

Setembro 2 – Outubro 28: ESPN transmite o Main Event por nove semanas

Novembro 4: ESPN transmite 'Final Table Preview'

Novembro 9: Joga-se a mesa final até ao Heads-Up

Novembro 10: Joga-se o Heads-Up final para o Campeonato

Novembro 11: ESPN transmite a mesa final ás 21:00 ET

Porque é este atraso tão longo? A ESPN precisa desse tempo para mostrar todos os eventos preliminares e os dias iniciais do Main Event para criar uma expectativa no público para assistir á mesa final. Para maximizar as audiências (que, depois disto, é o objectivo principal), os primeiros dias do Main Event têm de ir para o ar antes da mesa final para criar um enredo e apresentar os jogadores. Por isso, mesmo que a ESPN desistisse de apresentar os outros eventos, o atraso seria na mesma, dois meses e meio.

O Que Acontece aos Nove Finalistas?

Assim que a mesa final esteja definida, os finalistas são imediatamente pagos com o prémio do nono classificado. (No ano passado o nono recebeu $525,934, mas a média dos últimos 4 anos é de $890,798). O resto do prémio será colocado numa conta a render juros, que serão adicionados ao prémio final.

Os finalistas serão convidados a permanecer no dia seguinte para fotos, mas de acordo com o Director de Comunicações do WSOP, Seth Palansky, "Nada é obrigatório." As obrigações dos jogadores que se registarem no WSOP é a mesma de anos anteriores, e os finalistas não estarão sujeitos a responsabilidades extra. Não vão existir cenários de "Reality TV", e se os jogadores não quiserem que a ESPN os siga para casa, é opção deles.

Apesar de os nove finalistas serem os mais afectados por esta mudança, são também aqueles que mais podem ganhar. O Comissário do WSOP, Jeffrey Pollack, disse, "Pensamos que o efeito nestes jogadores será muito benéfico, e pensamos que fará muito pelo jogo." Terão direito aos seus 15 minutos de fama nos seus países, e irão receber bastantes atenções dos media.

Por qualquer um poder ganhar (chip and a chair), mesmo o jogador com menos fichas terá maior exposição do que o terceiro classificado do ano passado. O potencial de poder ganhar o maior prémio do poker, mesmo sendo um underdog, é uma história interessante que os media irão aproveitar. Terminar em terceiro e não ficar famoso vai deixar de acontecer.

O atraso também permite aos finalistas negociarem patrocínios. Em vez de assinarem um contrato depois de cansados e ainda em euforia, os jogadores podem negociar contratos com a ajuda de advogados, e procurarem patrocinadores fora dos sites de poker – as regras do WSOP permitem aos jogadores usarem vários logótipos na sua roupa. (No ano passado, Robert Williamson III tinha pelo menos 5 logótipos diferentes.) E, se as audiências aumentarem como se espera, os finalistas vão poder ganhar mais dinheiro dos seus patrocínios.

Alguns dos jogadores não-profissionais irão provavelmente contratar treinadores de poker para ajudá-los a melhorar o seu jogo durante este intervalo, e todos eles irão assistir á cobertura da ESPN para poder avaliar os seus adversários. A maioria das pessoas aponta isto como um factor negativo, já que altera o normal decorrer do torneio, permitindo que outros jogadores melhorem consideravelmente e provavelmente acabam por modificar o resultado final. Outros esperam que melhore o nível de jogo da mesa final, tornando-a mais interessante e mais técnica do que em anos anteriores. Independentemente disto, 117 dias não são suficientes para tornar Richie Cunningham num Allen Cunningham.

Quando chegar a data da mesa final em Novembro, todos os jogadores terão viagens pagas de volta ao Rio em Las Vegas.

Estejam atentos á parte, onde abordaremos em quê que será diferente a mesa final, e quais as criticas que continuam a inflamar esta grande mudança no WSOP.

Mais notícias

O que pensas?