WSOPE - HORSE: Dia 1

WSOPE - HORSE: Dia 1 0001

A viagem das WSOP à Europa já começou. Na quarta-feira à noite fomos convidados a uma festa VIP onde incluía bar aberto e um torneio de caridade.

O torneio de celebridades de duas mesas para criar fundos para África, foi um torneio de buy in de £500 com todos os fundos a irem para a caridade anti genocídio de Darfur. Infelizmente ninguém disse a John McCririck que os jogadores teriam de pagar os £500 e ele rapidamente saiu com a sua mulher 'Booby'.

Felizmente Tony G, Devilfish, Howard Lederer e Chris Ferguson ainda estavam para jogar o torneio, enquanto o nosso MC residente, Phil Hellmuth nos deu o comentário. Por isso não demorou muito para se tornar um show de Phil Hellmuth, fazendo lembrar um miúdo que se dirige à caixa do DJ num casamento e mostra-se aos amigos – mas foi tudo muito divertido.

105 jogadores lutaram para ganhar o Event de HORSE £2500, bem 103, Barry Greenstein e Joe Seebok não chegaram a participar apesar de se terem registado, mas provavelmente foram numa viagem de pai e filho a ver o Big Ben.

Uma equipa de pai e filho que conseguiu jogar (apesar do atraso do jet) foi a de Doyle e Todd Brunson. Estiveram acompanhados de jogadores como Jennifer Harman, Gus Hansen, Patrik Antonius e Eli Elezra. Tal como esperado este evento foi um verdadeiro quem é quem no mundo do poker, outros nomes incluíram Marcel Luske, Tony G, Justin Bonomo, Jimmy Fricke e John Juanda.

Eventos de limites misturados começam sempre muito lentamente, nenhumas eliminações muito cedo nem ninguém com um stack grande desde início. Mas isso não impediu Marcel Luske de sair na primeira hora e de Richard Ashby do Reino Unido dobrar as suas fichas numa impressionante demonstração de jogo. Outras eliminações que aconteceram cedo foram as de Tony G, Andy Black e Dave Colclough.

O formato deste evento era um pouco diferente dos jogos em Vegas, aqui eram jogadas 8 mãos de cada jogo antes de mudar. Ou seja havia mesas que podiam estar a jogar Hold'em, outra Omaha e outra Razz todas ao mesmo tempo. Adicionem isto ao facto de os dealers serem relativamente novos em HORSE e às regras no Reino Unido serem um pouco diferentes, por isso tornou-se muito complicado por vezes, com os chefes de sala muito ocupados no início mas no fim tudo a correr pelo melhor sem nenhuma grande controvérsia.

54 jogadores chegam ao dia 2 com este campo cheio de estrelas, quase de certeza veremos um nome grande nesta final table e nas outras dos outros dois eventos. O Reino Unido ainda se mantém firme com Gary 'The Choirboy' Jones e Marc Goodwin juntos ao chipleader. Infelizmente Richard Ashby caiu um pouco mais tarde no dia mas Joe Beevers, Barny Boatman e JJ Hazan ainda estão lá metidos.

Os chipleaders estão assim:

Kirk Morrison – 55,900

Jan Sorensen – 50,100

Gary Jones – 41,900

Jennifer Harman – 38,100

Pascal Perrault – 35,200

Alex Kravchenko – 33,600

Scott Fischman – 33,200

Marc Goodwin – 32,000

Yuval Bronshtein – 31,100

John Juanda – 30,900

Nota Ed: Jogue com muitas estrelas na POKER STARS.

Mais notícias

O que pensas?