Agora ao vivo Unibet Open Bucharest

Transição de Pot Limit para Limit, Parte II

Transição de Pot Limit para Limit, Parte II 0001

Na 1ª parte deste artigo, discutimos as teorias que se deveriam aplicar àqueles que pretendem fazer a transição de Pot ou No Limit para Limit, o que observamos cada vez mais estes dias. Deve ler a Parte Um antes de ler esta parte, se é que já não o fez...

PARTE DOIS

Dado o que discutimos anteriormente, o melhor conselho que eu posso dar sobre bluffs em Limit é isto:

a) Esteja preparado para deixar um bluff à primeira oportunidade disponível. Se você tem K-Q e o flop é A-6-2 e há dois ou três jogadores que fazem call à aposta, faça check no turn. Se todos fizerem check no turn e no river e acabar por ganhar, assim seja. Mas há muitos jogadores de Limit que estão dispostos a fazer check e call com mãos como 5-5 ou A-7 nesta situação, mas eles nunca apostariam as mãos deles/delas. Este é o oposto de Pot Limit onde os jogadores com estes tipos de mãos têm a capacidade de fazer raises enganadores que frequentemente os farão ganhar o pote.

b) Predetermine se seus oponentes irão fazer fold. Seja observador da mesa e descubra quais dos oponentes são capazes de fazer fold e os que não são. Fazer bluff com um calling station (jogador que faz call a todas apostas) em Limit é impossível. Fazer bluff a um jogador tight terá uma maior taxa de sucesso. Parte de conseguir o timig correcto está em escolher potes com poucos jogadores envolvidos onde seus oponentes são os jogadores relativamente tight.

c) Aposte quando percebe que nenhum de seus oponentes tem uma mão ou draw que valha a pena procurar. Ler os oponentes é uma ferramenta crítica para fazer bluff em Limit. O momento que você percebe que nenhum de seus oponentes tem qualquer coisa, comece o bluff. Porém, se no momento escolhido, seus oponentes fazem todos call, abandone a mão na primeira oportunidade. Isto necessariamente não significa que nunca deveria continuar um bluff no turn se dois oponentes fizerem call no flop. Pelo contrário, muitos oponentes farão call no flop com qualquer tipo de mão. Mas a maioria deles decidem no turn se vão pagar até ao fim ou se vão abandonar a mão. Então, deve-se lembrar de que se eles fazem call no flop e turn, há uma hipótese considerável que eles farão call no river.

QUATRO: Mãos fortes nem sempre originam potes grandes

Frequentemente em Pot Limit, pode esperar um pote grande quando você tiver A-A vs K-K num flop de 9-5-2 ou Q-Q vs. A-K em um flop de Q-J-10. Mas em Limit, surgem frequentemente potes grandes quando houver várias mãos inferiores que conseguiram o seu jogo no flop. Por exemplo, o pote maior que eu alguma vez ganhei num jogo de Limit estava com 6c-2c. Naquela mão, o flop foi 3h-4s-5h e sete jogadores estavam no pote. Naquele flop, estavam três jogadores num backdoor flush: Qh-7h, Ah-9h e 10h-8h; dois outros jogadores tinham um A na mão: A-4, A-8. Com a sorte do meu lado, um 2 apareceu no river.

Isto só para mostrar que em muitos jogos de Limit, podem surgir potes grandes, quando poucos jogadores (se é que algum) têm uma premium hand. Como contraste, potes grandes em Pot Limit surgem normalmente em AA vs AK ou trio contra trio. Assim não é um dado adquirido haver potes grandes em Limit, enquanto faz call em todas as direcções com KK em um flop de 8-7-5. Você pode esperar estar contra straights (sequências), dois pares e/ou trio quando houver acção intensa nestes tipos de flops.

CINCO: Com menos protecção, espere mais de uma montanha-russa

A verdade simples e crua é que o 'win rate' de Limit é mais baixo. Você terá mais mãos batidas do que em Pot Limit e tem de estar preparado para isto. E não pense que é impossível alguém o ter seguido até ao showdown à procura do mais estranho draw!

Não há muito tempo, eu tive KK e fiz raise antes do flop. Um jogador loose decidiu fazer call. O flop foi Kc-10d-5h. Eu apostei e ele voltou a fazer call. O turn foi uns 6s. Novamente eu apostei e ele call. No river veio um 4h. Eu apostei e ele fez raise. Eu simplesmente fiz call e ele mostrou 2c-3c. Ele tinha me batido da maneira mais horrível. Tudo o que o possuía para fazer call antes do flop, no flop e até mesmo no turn, está para além da compreensão de qualquer jogador razoável. Mas isto acontece em Limit e enquanto poderia considerar um re-raise nesta situação em Pot Limit (na suposição que seu oponente estava a fazer slowplay com um trio) isto é um grande não-não em Limit.

Mas é igualmente importante para manter auto-controlo. Muitos jogadores podem tolerar uma bad beat aqui ou ali mas sem que o jogo deles/delas se desmorone. Eu vi muitos jogadores exercerem uma disciplina extrema em face a bad beat atrás de bad beat. Mas de repente, eles estão em todos os potes, fazendo check e call com todo o tipo de mãos fracas, que têm poucas hipóteses de ganhar. Não demora muito tempo até perder todas as suas fichas quando entrar em tilt em Limit, por isso esteja mentalmente preparado para algumas das batidas mais standards e mais obscuras que podem acontecer. Enquanto for uma montanha-russa para a maioria dos jogadores, a ideia é dar à montanha-russa uma inclinação ascendente... se é que entendem o que quero dizer.

Enquanto há muitos outros factores que eu não falei aqui, estes são pontos que requerem atenção se for um constante jogador de Pot Limit que agora joga Limit. A experiência conta, mas estas recomendações devem ser lembradas ao fazer esta transição lateral. Boa sorte.

Nota Ed: Faça já o download da PokerStars e teste estas estratégias, recebe um bónus de 100% até $50 de primeiro depósito ao fazer o download pelos nossos links.

Mais notícias

O que pensas?