Agora ao vivo Live Stream André Coimbra PokerStars.pt

PokerNews Op-Ed: Serão as Deep Stacks Boas para Torneios?

  • Matt Savage / Daniel CordeiroMatt Savage / Daniel Cordeiro
PokerNews Op-Ed: Serão as Deep Stacks Boas para Torneios? 0001

Criar estruturas de torneios é a minha paixão e uma das coisas que sempre gostei como director de torneio. Tenho estado envolvido na criação das melhores estruturas, incluíndo as World Series of Poker, Bay 101 WPT Shooting Star, e LA Poker Classic Main Event 2009. Criei ambém algumas das piores estruturas para torneios de caridade e torneios para a televisão onde existem restrições de tempo. A minha paixão aproxima-se de uma obsessão pois passo muito mais tempo do que necessário a analisar as minhas estruturas e de outros directores de torneios.

[/I]Construir o equilíbrio perfeito [/I]

É preciso ter em conta vários factores quando se cria estruturas, incluíndo quando queres jogar ((cedo no torneio, níveis intermédios , ou níveis tardios)), mesas disponíveis, manter a gerência feliz, a duração do torneio, e até as gorjetas dos dealers. Como director de torneio, estou sempre dividido entre as necessidades da gerência e os desejos dos jogadores, mas sempre estive inclinado para agradar os jogadores. No entanto, o constante pedido de mais fichas deixou-me a pensar se os jogadores sabem realmente o que é uma boa estructura e se os pedidos das massas serão mais importantes do que seguir aquilo em que acredito.

[I]Serão os torneios deep-stack realmente as melhores estruturas?[/I]

As grandes questões são (1) quanto queres que um torneio dure, e (2) onde queres jogar- nas fases iniciais, médias, ou finais. Alguns torneios estão a oferecer o dobro, triplo ou até mais fichas, e não tenho a certeza de quando isto irá acabar. Para acomodar as fichas extra, devem ser dobradas as blinds e eliminados níveis que podem ser essenciais para o torneio.

Num torneio deep-stack, tens imenso jogo inicialmente, o que permite a um jogador levar uma bad beat ou cometer um erro. Mas, nas fases médias a chegar ás finais o preço fica mais alto para quem comete erros e a jogabilidade assemelha-se um bocado a lançar dados. Se um torneio com 3,000 fichas iniciais dura entre 16 e 20 horas e um torneio deep-stack com 10,000 fichas iniciais dura o mesmo, faz sentido a estrutura deteriorar as fases médias-finais.

Com tantas fichas iniciais, poucos jogadores são eliminados nos primeiros níveis, portanto a média de stacks diminiu com o aumento das blinds, o que causa um efeito elástico que acaba por rebentar. Então verás que grande parte dos jogadores estará short stacked nas fases médias.

Penso que a jogabilidade deve ser melhor nas fases finais do torneio onde é mais importante. Com torneios deep-stack, devem ser retirados níveis ou o evento durará até de manhã ou precisará de mais um dia para terminar. Quando o Borgata ( líder em torneios deep-stack) triplicou a stack inicial, a mesa final durou menos de 50 mãos e terminou com 100,000-200,000 de blinds e 20,000 de ante. Em contraste, terminamos o Bay 101 em 186 mãos com blind de 10,000-20,000 e 3,000 de ante, e poderia ter durado muito mais não tivesse Brandon Cantu dominado o torneio.

Estranhamente, prefiro jogar em torneios deep-stack, mas considero-me um mau jogador em no-limit e espero chegar a uma fase onde consigo ter sorte e ganhar. Numa estrutura equilibrada, é lógico que se ficar deep, a habilidade terá um papel mais importante. Num recente inquérito que fiz descobri que as principais razões para os jogadores preferirem torneios deep-stack era - "os patos gostam de jogar deep stack e não se importam com o níveis finais"; "donks gostam de ter mais fichas". Ouvi também o argumento que com stacks deep terás a hipótese de recuperar de uma bad beat, e que poderás fazer raises maiores cedo num torneio sem arriscar a tua stack. Os argumentos contra torneios deep-stack incluem "o jogo inicial perde importância", "e tornam-se festivais de shoves chegando aos níveis médios-finais" e " mesas finais são lançamentos de dados".

Aqui está a estrutura típica de um torneio deep-stack $300 com níveis de 40 minutos e 10,000 fichas iniciais:

Level Ante Blinds

1st Level - 25-50

2nd Level - 50-100

3rd Level - 100-200

4th Level 25 100-200

5th Level 25 200-400

6th Level 50 300-600

7th Level 75 400-800

8th Level 100 600-1200

9th Level 200 800-1,600

10th Level 300 1,000-2,000

11th Level 500 1,500-3,000

12th Level 500 2,000-4,000

13th Level 1,000 3,000-6,000

14th Level 1,000 4,000-8,000

15th Level 2,000 6,000-12,000

16th Level 3,000 8,000-16,000

17th Level 4,000 10,000-20,000

18th Level 5,000 15,000-30,000

19th Level 5,000 20,000-40,000

20th Level 10,000 30,000-60,000

21st Level 15,000 60,000-120,000

22nd Level 15,000 80,000-160,000

E aqui fica uma estrutura para o evento LA Poker Classic $300 com 3,000 fichas iniciais (níveis de uma hora na final table).

Level Ante Blinds

1st Level - 25-25

2nd Level - 25-50

3rd Level - 50-100

4th Level - 100-200

5th Level 25 100-200

6th Level 25 150-300

7th Level 50 200-400

8th Level 50 250-500

9th Level 75 300-600

10th Level 100 400-800

11th Level 100 500-1,000

12th Level 200 600-1,200

13th Level 200 800-1,600

14th Level 300 1,000-2,000

15th Level 400 1,200-2,400

16th Level 500 1,500-2,000

17th Level 500 2,000-4,000

18th Level 500 2,500-5,000

19th Level 1,000 3,000-6,000

20th Level 1,000 4,000-8,000

21st Level 1,000 5,000-10,000

22nd Level 2,000 6,000-12,000

23rd Level 2,000 8,000-16,000

24th Level 3,000 10,000-20,000

25th Level 4,000 12,000-24,000

26th Level 5,000 15,000-30,000

27th Level 5,000 20,000-40,000

28th Level 5,000 25,000-50,000

Como pode ver no final do nível 21 num torneio deep stack, estarás a jogar 80,000-160,000 com uma ante de 15,000 e numa estrutura regular deep está em apenas 6,000-12,000 com 2,000 ante. Com um pouco menos de um terço das fichas iniciais, estarás a jogar menos de um décimo do montante da big blind de um torneio deep-stack. Isto mostra que o evento com 3,000 fichas iniciais irá durar muito mais apesar de começar com 120 big blinds, quando comparado com as 200 de um torneio deep-stack.

Torneios deep-stack atraem as massas, o que pode não ser uma coisa má, pois um grupo maior joga mais no início do torneio e serão poucos aqueles que irão experimentar as blinds maiores nas fases finais. Enquanto que manter os jogadores contentes é muito importante para mim como director de torneio, penso que é igualmente importante manter a jogabilidade onde mais interessa.

Fica também mais caro para os casinos o facto de haver mais jogo no início do torneio, e esse custo é passado para os clientes através de comissões de entrada mais altas, retenção de pessoal, ou a última moda - $5 ou $10 por ainda mais fichas.

Enquanto penso que é uma boa estratégia de marketing colocar Deep Stack, Mega Stack, ou Super Stack no título, ainda penso que não é necessário para todos os torneios se tornarem deep-stack. Assim que os jogadores se tornarem mais experientes e educados, irão perceber o truque. A boa notícia é que existem tantos torneios diferentes que os jogadores podem escolher o buy-in, localização e estrutura que preferem.

Matt Savage é um dos directores de torneio mais reconhecidos do mundo e esteve envolvido em mais de 400 eventos televisionados incluíndo as World Series of Poker, World Poker Tour, e miutos outros. É fundador da Tournament Directors Association, o primeiro a entrar na Poker Managers Hall of Fame, e actor no filme "Lucky You". Se tiver questões sobre regras, por favor envie para AskTheBoard@PokerTDA.com ou contacte Matt no seu website SavageTournaments

Mais notícias

O que pensas?