Agora ao vivo
PokerStars Championship Barcelona

As 5 Coisas que Deves Trabalhar na Tua Mente para o Sucesso no Poker e na Vida por André Akkari

andré akkari
Sharelines
  • As 5 Coisas que Deves Trabalhar na Tua Mente para o Sucesso no Poker e na Vida por André Akkari

1 - Foco:

Jogar poker de forma lucrativa significa a busca pela decisão ÓTIMA. Você precisa a todo momento estar focado pensando em todas as varáveis que compõe uma mão de poker. Quem agiu? O que fez? Quanto tempo demorou? De que posição agiu? Qual a minha imagem para ele? Tudo importa. Se você estiver pensando em outras coisas a não ser nesta equação você se afastará da decisão ÓTIMA e isto condenará seu gráfico.

2 - Entendimento da natureza do jogo:

O poker é diferente do ténis, do boxe, da natação. O melhor no poker também SEMPRE ganha porém no médio e longo prazo. O curto prazo não garante resultados. Você precisa entender do que o jogo feito e conviver feliz com isto, executando seu trabalho de forma plena.

3 - Limpeza:

Esqueça bebida alcóolica, maconha, cocaína, remédios que possam alterar o funcionamento mental. Sua mente é uma arma poderosa LIMPA, pronta para a batalha. Para buscar a decisão ÓTIMA você precisa dela 100%.

4 - Vontade de vencer:

Ninguém na mesa pode querer vencer mais do que você. Não existe a possibilidade da derrota enquanto ela não acontecer. Seus olhos, sua postura, seus gestos, tudo deve indicar isto. Sua mente controla seu corpo, ordene que ela estimule movimentos vencedores, intimidadores, não aceite a submissão ao seu adversário em nenhuma hipótese.

5 - Descanso:

Uma mente poderosa é uma mente que trabalha a todo vapor quando necessário e recarrega suas energias a todo minuto possível. Dormir bem é FUNDAMENTAL para o sucesso, meditar é FUNDAMENTAL para o sucesso e a HIPNOSE ESPORTIVA pode ser o grande diferencial dos seus resultados, jogue você micro stakes ou os torneios mais caros do mundo.
Recebe todas as notícias da PokerNews através das redes sociais. Segue-nos no Twitter e no Facebook!

Mais notícias

O que pensas?