Raise a C-Bet

  • Kurt Verstegen / Daniel CordeiroKurt Verstegen / Daniel Cordeiro
Raise a C-Bet 0001

Uma das maneiras para aumentar os teus ganhos sem showdown passa por fazer raise as c-bets.Quando usado convenientemente, este raise irá ter um efeito positivo nos teus ganhos. Raisar uma aposta (cbet) implica que não fomos o agressor pré-flop. Para isto existem dois possíveis cenários: Houve um raise e nós fazemos call em posição (IP), ou, e menos frequente, houve um raise e nós fazemos call fora de posição (OOP), quando estamos IP é mais facil de jogar uma situação rentável.

A percentagem de cbet (cbet%) do Holdem Manager é sem dúvida a melhor maneira para decidir fazer raise ou não a uma cbet. Sendo assim que tipo de cbet% estamos à procura para fazer raise a uma cbet? Para respondermos a esta questão, temos de analisar quantas das vezes é que um range de mãos acertaram no flop. E por acertar num flop quero dizer acertar em algo com o qual um raise a c-bet nao é uma boa ideia. Para isto eu uso um programa chamado Pokerrazor, que usa uma condição variável. Esta condiçao é: Top pair ou melhor, um open ended straight draw (OESD), um flush draw com duas cartas na mão e um flush draw com uma carta na mão.

O range comum de um raise UTG é 22+, AJ+, ATs, KQs, KJs. Alguns jogadores têm um range de mãos mais curto e outros mais aberto. Este range irá estar nesta condição cerca de 35.2% das vezes. Se adicionarmos mais algumas mãos a este range, temos: 22+, AJ+, ATs, A9s, KQ, KJs, QJs, JTs. Este range irá conectar o flop 35.4% das vezes. Não existe grande diferença como podemos ver. Um range mais aberto como 22+, A5+, A2s+, K9+, K7s+, QT+, Q9s+, J8s+, 76s+, 97s+ irá estar nesta condiçao cerca de 31.4% das vezes. Até um jogador que abra os pots com 40% das mãos no botão irá acertar no flop 29.33% das vezes. Sendo assim podemos dizer que uma boa média de acertar no flop é 1 em 3 ou 33%. O mais interessante é que um range aberto de mãos não está assim tão atrás de um range mais apertado. Isto é importante saber, pois contradiz a percepção de que podemos fazer raise a mais cbets contra jogadores com um range mais aberto. Apenas ranges a cima de 40% de todas as possiveis mãos é que esta percentagem decresce para 27%, o que não deixa de estar perto dos 33%.

Analisando isto podemos estabelecer uma relação com a cbet%. Um jogador com cbet% de 40% ou menos quase nunca irá desistir perante um raise a sua cbet, e ele terá sempre uma mão relativamente forte. Alguem com cbet% entre 40% e 65% irá ter muitas vezes uma mão forte, apesar que também irá estar a fazer bluff algumas vezes. Jogadores com cbet% entre 65% e 100% Fazem muito cbet, especialmente os que estiverem no patamar 75%-80%.

Como é obvio ter uma amostra grande do adversario é muito importante aqui. A cbet% apenas é fiavel quando temos uma amostra grande do adversário. Se alguém estiver a jogar 18/15/3 e tivermos 500 mãos dele. Isto quer dizer que ele fez raise 0,15 x 100 = 75 vezes antes do flop e tem oportunidade de fazer uma cbet. Se ele fez cbet 50 vezes, a cbet% dele será 50/75 ou seja 66%. Mas as amostras estão sujeitas á variância. Através de métodos estatísticos podemos calcular com 95% de certeza entre quais estão os verdadeiros valores da cbet%. Com uma amostra de 100 mãos, o valor actual da cbet% estará entre 43% e 90%. Com 200 mãos será entre 50% e 83%. Com 500 mãos ronda os 56% e os 77% e com 2000 mãos estará entre 61% e 72%.Como podemos ver, com uma amostra de 2000 mãos é possivel que um jogador que faça cbet 61% das vezes a longo prazo, venha a ser classificado na base de dados com uma percentagem de 66%. Isto é tudo efeitos da variância. Podemos ver como uma grande amostra de mãos é necessario antes da cbet% ser fiavel.Quando calculamos a percentagem das vezes em que uma mão acerta no flop como acabamos de o fazer, não temos tanta informação como quando o nosso oponente fizer a sua cbet. Esta informação é exactamente o flop. Usemos o seguinte exemplo. Imaginando um jogador com um range de 22+, AJ+, ATs, KQ, KJs. Como sabemos anteriormente, este jogador conecta no flop 35.2% das vezes. Mas isto é antes de vermos um flop. Depois que o flop sai, muito pode mudar. Iremos ver oito flops e calcular quantas vezes é que o seu range irá acertar em Top pair ou melhor, flush draw com duas cartas na mão, um nut-flushdraw com uma carta na mão ou um OESD.

Flop 1: {a-Clubs}{k-Diamonds}{q-Hearts}, o range do nosso oponente irá ligar-se ao flop, na nossa condição, 44.7% das vezes.

Flop 2:{a-Clubs}{k-Diamonds}{j-Hearts}, o range do nosso oponente irá ligar-se ao flop, na nossa condição, 37.9% das vezes.

Flop 3:{k-Diamonds}{5-Diamonds}{10-Spades}, o range do nosso oponente irá ligar-se ao flop, na nossa condição, 34.4% das vezes.

Flop 4:{5-Spades}{6-Clubs}{7-Clubs}, o range do nosso oponente irá ligar-se ao flop, na nossa condição, 44.7% das vezes.

Flop 5:{2-Clubs}{5-Diamonds}{9-Spades}, o range do nosso oponente irá ligar-se ao flop, na nossa condição, 27,7% das vezes.

Flop 6:{2-Clubs}{5-Diamonds}{10-Spades}, o range do nosso oponente irá ligar-se ao flop, na nossa condição, 25.7% das vezes.

Flop 7:{a-Clubs}{5-Hearts}{5-Diamonds}, o range do nosso oponente irá ligar-se ao flop, na nossa condição, 33,3% das vezes.

Flop 8:{9-Clubs}{5-Hearts}{5-Diamonds}, o range do nosso oponente irá ligar-se ao flop, na nossa condição, 23,2% das vezes.

Vamos agora usar um range maior: 22+, A5+, A2s+, K9p, K7s+, QT+, Q9s+, J8s+, 76s+, 97s+. Vejamos quantas vezes este range liga no flop

Flop 1: {a-Clubs}{k-Diamonds}{q-Hearts}, o range do nosso oponente irá ligar-se ao flop, na nossa condição, 45,2% das vezes.

Flop 2:{a-Clubs}{k-Diamonds}{j-Hearts}, o range do nosso oponente irá ligar-se ao flop, na nossa condição, 49,0% das vezes.

Flop 3:{k-Diamonds}{5-Diamonds}{10-Spades}, o range do nosso oponente irá ligar-se ao flop, na nossa condição, 35,0% das vezes.

Flop 4:{5-Spades}{6-Clubs}{7-Clubs}, o range do nosso oponente irá ligar-se ao flop, na nossa condição, 38,2% das vezes.

Flop 5:{2-Clubs}{5-Diamonds}{9-Spades}, o range do nosso oponente irá ligar-se ao flop, na nossa condição, 22,2% das vezes.

Flop 6:{2-Clubs}{5-Diamonds}{10-Spades}, o range do nosso oponente irá ligar-se ao flop, na nossa condição, 22,3% das vezes.

Flop 7:{a-Clubs}{5-Hearts}{5-Diamonds}, o range do nosso oponente irá ligar-se ao flop, na nossa condição, 35,4% das vezes.

Flop 8:{9-Clubs}{5-Hearts}{5-Diamonds}, o range do nosso oponente irá ligar-se ao flop, na nossa condição, 23,2% das vezes.

Como podemos ver nem sempre é uma boa ideia fazer raise em flops com cartas altas (flop 1, 2, e 7) ou flops com muitos draws (flop 3 e 4), especialmente contra ranges apertados pois o nosso oponente irá ligar ao flop frequentemente. Outros flops, como o 5, 6 e o 6, são melhores para fazer raise contra o nosso oponente pois ele raramente irá ter uma mão forte o suficiente para pagar. Sendo assim fazer raise a uma cbet será sempre melhor numa dry board. Isto não é só porque o nosso oponente irá ligar a estes flops menos vezes, mas também porque o oponente irá fazer fold de mãos melhores em dry boards. Imaginemos que ele tem 99 e o flop vem {8-Clubs}{4-Diamonds}{2-Spades}. Se fizermos raise, ele não conseguem meter-nos num draw forte, pois não existe um na board. Sendo assim ele tem de pensar que temos TT+ ou talvez até um set. Se um flop vem com muitos draws ele pode-nos por em mais draws, o que lhe torna mais fácil voltar a remeter a acção para ti.

Imaginando que estamos a jogar nl100 e estamos no botão. Todos fazem fold até ao CO, um 20/18/4 com uma cbet% de 76% em 800 mãos. Ele abre o pot para $3,50 e nós fazemos call com {k-Spades}{j-Hearts}. As blinds fazem fold e o pot está a $8,50. O flop vem {2-Clubs}{7-Diamonds}{5-Spades}. Ele faz bet $6, ficando o pot a $14,50. Nós podemos agora escolher fazer raise. Digamos que o range de raise do CO é cerca de 28,5% de todas as mãos. Este range irá ter Top pair ou melhor, um flushdraw forte ou um open ended straight draw apenas 21,1% das vezes. Por isso é altamente provável que ele esteja a fazer bluff nesta situação. Nós fazemos raise para $17 e ele faz fold.

Quanto maior for o nosso raise, mais vezes o nosso raise à cbet tem de funcionar para que seja +EV. Sabemos que o EV de um raise nesta situação é igual a:

EV = (fold%)(potsize) – (not-fold%)(raisesize)

E como não-fold% é igual a 1-fold%, temos:

EV = (fold%)(potsize) – (1 – fold%)(raisesize)

Para fazer o raise breakeven, igualamos o EV a 0. Desta maneira conseguimos descobrir qual a Fold% que precisamos para o nosso raise ser +EV. O potsize é $14,50 e o nosso raise é $17. Quando metemos estes números na equação ficamos com:

0= (fold%)($14.5) – (1 - fold%)($17)

E agora calculamos a fold%;

0 = (fold%)(14.5$) – (1 - fold%)(17$)

0 = (fold%)(14.5$) – (17$ - (17$)(fold%))

0 = (fold%)(14.5$) – 17$ + (17$)(fold%)

17$ = (fold%)(14.5$) + (17$)(fold%)

17$ / fold% = 14.5$ + 17$

fold% = 17$ / (14.5$ + 17$)

fold% = 0.5397

Desde que o nosso oponente faça fold perante o nosso raise pelo menos 53,97% das vezes, o nosso raise será +EV. Visto que o seu range pré-flop apenas irá ligar ao flop de 2-5-7r 21,1% das vezes, parece-me uma boa ideia fazer raise à cbet dele nesta situação.

A fórmula geral que precisamos para calcular quantas vezes é que alguém precisa de fazer fold para que o nosso raise seja +EV é:

Raise a C-Bet 101

Algumas pessoas podem argumentar que se o oponente apostar $6 e nós fizermos raise para $17, o raisesize é de $11. Apenas para eleminar qualquer desentendimento: isto não é o que eu quero dizer com raisesize. Com raisesize quero dizer a quantia que sai da nossa stack para fazer raise ao oponente, que neste caso é $17.

Para que seja mais fácil, pode usar a tabela abaixo. O tamanho do raise irá sempre ser uma proporção do potsize. No nosso exemplo o pot está a $14.50 e o nosso raise foi $17. Este raise é 1.17 vezes maior que o pot de $14.50. É nesta proporção que a seguinte tabela está feita.

Raise a C-Bet 102

Como podemos ver, Quanto maior for o tamanho do raise, mais vezes o oponente terá de fazer fold para que seja um movimento +EV. Fazer um raise enorme não serve para nada, pois os oponentes irão foldar as mesmas vezes a um raise pequeno. Fazer um raise muito pequeno pode ser arriscado pois muitos oponentes serão tentados a ariscar um call com nada se fizermos mini-raise, por exemplo. Também importante: apostar 1x o pot numa mesa não é o mesmo que carregar em "bet pot" no nosso software de poker. Se fizermos raise pot numa mesa, primeiro fazemos call à aposta inicial e depois fazemos raise de todo o dinheiro que está na mesa, incluindo o nosso call. Isto é diferente de apostar 1x o pot na mesa pois o nosso call não está incluindo no tamanho da aposta. O meu concelho é de contar primeiro o pot antes de fazer a cbet raise. Só depois decidir quanto queremos subir e qual a proporção entre o nosso raise e o tamanho do pot na mesa.

Imaginemos que o potsize no flop é de $30. O oponente faz cbet de $20 o que perfaz um total de $50 no pot. Um tamanho apropriado para fazer raise nesta situação seria de $60, que é 1.2 vezes o tamanho do pot (60/50). Como podemos ver na mesa, o nosso oponente precisa de fazer fold 56% das vezes (ou mais) para que esta jogada seja +EV.

O método que usamos para determinar a percentagem de vezes que o oponente tem de fazer fold para que a nossa cbet raise seja +EV cabe a nós decidir. Podemos usar uma calculadora e a fórmula para descobrir a percentagem ou podemos apenas olhar para a tabela acima. Ambos os métodos são fáceis e rápidos de usar na mesa. Para jogos ao vivo a tabela é provavelmente a opção mais fácil no entanto pessoas que sejam boas com números podem calcular a percentagem de cabeça usando a fórmula.

O que quer que seja que faças, apenas tem a certeza que é +EV. Adequa o tamanho do teu raise para que não cries uma desvantagem para ti mesmo. Não faças um raise muito pequeno, mas também não o faças muito grande. E tem a certeza de fazer raise nas boards certas. Não queres que o teu oponente pense que estás num draw a fazer um semi-bluff. Também não queres que o range do oponente ligue no flop muitas vezes. Boards dry com 3, ou 2, cartas baixas são o ideal para isto.

E como sempre, está à vontade para responder a qualquer questão ou opinião no nosso fórum. Espero que tenham gostado deste artigo que que tenham aprendido uma coisa ou outra.

Mais notícias

O que pensas?