WSOP 2017 Agora ao vivo
2017 World Series Of Poker

Torneios de Poker com Jeremiah Smith, Vol. 2: Imagem na Mesa

Torneios de Poker com Jeremiah Smith, Vol. 2: Imagem na Mesa 0001

Um amigo meu descreveu-me a estratégia que queria usar num torneio diário em Orleans: " Vou jogar muito tight nos primeiros níveis para depois começar a bluffar quando as antes aparecerem." Este parece ser um bom plano, mas existe um pequeno problema – os seus adversários não ligam a isto.

Num torneio de $10,000 você jogará com os mesmos jogadores horas a fio; cultivar uma boa imagem na mesa poderá ser uma boa estratégia. No geral, esta estratégia só dá frutos em torneios com buy-in superior a $500 e com níveis de 60 minutos. Contudo, no nível que a maioria de nós jogamos a imagem na mesa é simplesmente subestimada. Criar uma imagem na mesa é algo que demora algum tempo, e ainda mais importante e difícil que o tempo que demora a criar a imagem, é conseguir estar num spot que lhe permita usufruir dessa imagem. Quando joga torneios com níveis de 20-30 minutos é mais importante escolher os spots consoante as mãos que tem, do que entrar em 2ºs ou 3ºs níveis de pensamento.

A maioria dos seus adversários tem uma visão afunilada das situações. Porque se preocupariam eles com as suas cartas, se já têm as deles com que se preocupar? Normalmente jogam a mão deles sem pensar naquilo que você possa ter na sua. Quando eles se levantam da cadeira quando você está all in pela primeira vez, certamente não viram que você foldou durante toda a primeira órbita.

Muitas das vezes, as suas tentativas de tirar partido da sua imagem na mesa, serão contra atacadas, mesmo em torneios de maior buy-in. "Toda a gente na mesa sabia que eu era tight, mas por algum motivo este gajo não o sabia" disse-me um amigo após um adversário dar um call muito loose a um all in seu. Embora o meu amigo tenha jogado de forma muito tight devido à falta de cartas e à sua stack, o adversário fixou-se noutra coisa para dar aquele call. "Eu devia ter-me lembrado que ele tinha dito que não acreditava em mim quando eu fazia check-raise. Também me disse que me viu fazer shove sem olhar sequer para as cartas." Você pode planear o que quer transmitir, mas o mais importante aqui é perceber como o vêem os adversários.

Não digo para descurar a sua imagem na mesa, apenas sugiro que dê mais ênfase a algo que tenha um valor mais imediato, se assim puder dizer. Acredito que este velho cliché seja o melhor a fazer: "Você só tem uma oportunidade de causar boa impressão". Pense numa mesa de poker como um outro local onde socializa com pessoas, um bar, restaurante ou até mesmo uma mercearia. Embora possamos não o querer, estamos constantemente a julgar os outros. Quer estejamos a falar dos seus atributos físicos, da sua personalidade, avaliamos as pessoas de diversas formas, mesmo que inconscientemente.

A primeira impressão que retemos de uma pessoa ficará connosco até que a pessoa em causa faça algo que nos mude a opinião. Se você fôr um jogador tight que espera por boas mãos para ir a jogo, isso poderá ajudá-lo a eliminar alguns jogadores logo no início do torneio. Para isso faça raise na primeira mão, "Estou aqui para me divertir!" mande as fichas para o ar e caso ganhe a mão mostre o seu Q4 offsuit. Poderá foldar todas as mãos nos próximos 2 níveis, mas de certeza que terá acção quando tiver uma boa mão e for a jogo, a sua primeira imagem não foi nada boa. Esteja ciente que a impressão que causar na primeira mão só mudará quando fizer, e mostrar, algo completamente contrário.

Na maioria das situações, a sua imagem na mesa será a primeira impressão que causou. Não se preocupe demasiado com os aspectos de meta-game, a menos que vá jogar com aqueles jogadores durante muito tempo. E mesmo assim, lembre-se que a primeira impressão vai definir a sua imagem mais do que qualquer outro factor.

Mais notícias

O que pensas?