Agora ao vivo
PokerStars Championship Barcelona

Antigo Empregado da PokerStars Evita Prisão em Caso do Black Friday

PokerStars
Sharelines
  • Antigo Empregado da PokerStars Evita Prisão em Caso do Black Friday

Segundo a agência Reuters, Paul Tate, antigo funcionário da PokerStars, pagou $119,000 para evitar ser preso devido a um processo que remonta ao Black Friday (2011).

Tate terá assumido a culpa e ao pagar o montante acima referido evitou ser preso no dia 28 de Novembro.

A acusação recaia sobre 11 pessoas e era estava relacionada com jogo ilegal. Entre os acusados estavam a Full Tilt e a Absolute Poker, empresas acusadas de lavagem de dinheiro.

Tate fazia o processo dos pagamentos da PokerStars e em Outubro último assumiu a acusação, a pena de prisão poderia chegar aos 5 anos.

Embora Tate tenha deixado de trabalhar na empresa em 2014, altura em que a mesma foi adquirida pela Amaya, continuou nos EUA até esta altura e isso foi visto com bons olhos pelo juiz Lewis Kaplan.

Ao invés de sair rumo à Ilha de Man, local onde reside, Tate continuou nos EUA para enfrentar a acusação e por isso a pena de prisão "caiu" para "apenas" uma multa.

Recordamos que se estivesse na Ilha de Man Tate não seria extraditado para responder perante a justiça norte-americana.

Recebe todas as notícias da PokerNews através das redes sociais. Segue-nos no Twitter e no Facebook!

Mais notícias

O que pensas?