Agora ao vivo Unibet Open Bucharest

Psiquiatra do Poker: Adaptação nas Mesas

Psiquiatra do Poker: Adaptação nas Mesas 0001

As coisas mudam numa mesa de poker, os jogadores ficam cansados, perdem e ganham fichas, as blinds sobem e as antes aparecem. Os jogadores que perdem são "substituídos"por outros, a bubble aproxima-se e alguém fica em tilt. A única constante numa mesa de poker é a constante mudança.

As coisas mudam, para ter sucesso na vida também nós temos de mudar e/ou nos ajustar. Temos de nos manter a par da tecnologia, economia, filmes, alimentação e até mesmo reality shows.

A adaptação é a característica que os indivíduos possuem para se ajustarem a novas experiências e à mudança no geral, é a capacidade de aceitar nova informação e alterar o seu comportamento em função da mesma. Uma grande capacidade de adaptação é um factor positivo no que toca a estar em ambientes que mudam rapidamente, como é o caso das mesas de poker.

Nem toda gente tem esta capacidade, quer na vida quer no poker, contudo esta é uma capacidade que pode ser aprendida. O primeiro passo é lembrar que aquilo que você sabe sobre os seus adversários pode mudar rapidamente visto que eles também se adaptam.

Há alguns anos atrás estava eu a jogar um torneio com buy-in elevado em Tunica, Mississipi, e logo a seguir ao intervalo de jantar fui mudado para uma mesa com 2 jogadores profissionais. Um desses jogadores é uma figura bem conhecida e o outro era um jogador local bastante bom. Ambos eram claramente melhores jogadores que eu, e o meu plano era evitá-los. O jogador conhecido andava a abrir potes com raises de 3 BB's + as antes, e a fazer limp em potes com mais de 2 limpers. Como ele era tão regular nas apostas que fazia eu não consegui perceber nada das mesmas.

Era claro que deixá-lo fazer limp em late position era má ideia, se o permitissem ele ganharia o pote pós-flop. A única coisa que percebi que ele estava a fazer era evitar, tal como eu, o outro profissional. Não havia necessidade de enfrentar o bom jogador quando os outros lhe estavam a dar fichas com facilidade.

Nisto, o outro pró faz limp e lidera o flop fazendo com que o outro pró foldasse. Vi a adaptação feita e na primeira oportunidade que tive, entrei em limp no pote e fiz re-raise pós-flop afastando o profissional da mão. Eu adaptei-me, é verdade que o fiz vendo o outro profissional, mas consegui adaptar-me.

Depois disto perdemos um jogador e outro foi trazido para o seu lugar. Na mão imediatamente seguinte um dos profissionais largou o seu padrão e abriu o pote com raise de 2,5 BBs. Fiquei confuso, tinha a minha read, esteve certa durante horas, o que é isto? Precisava de adaptar-me outra vez, como o iria fazer?

Por sorte o novo jogador voltou-se para o profissional que tinha raisado e diz: "Tou a ver que estás a usar truques velhos."

Ao que o pró respondeu: "Não dês informação de graça ao fish."

Aha! Este movimento novo foi "captado" pelo novo jogador da mesa, o profissional estava a tentar mascarar o seu estilo para que o novo jogador não o apanhasse e acabou por ser mesmo "apanhado". Teria de adaptar-me a isso e ver o que faria o outro profissional após a entrada do novo jogador na mesa. Quantas mais adaptações teria eu de fazer?

Já disse que o poker pode ser um jogo difícil? Já disse que as coisas no poker estão sempre a mudar? O quão necessário é adaptarmo-nos às mudanças que acontecem numa mesa de poker?

Mais notícias

O que pensas?