PokerNews Top10: As 10 Maiores Inovações nas WSOP

PokerNews Top10: As 10 Maiores Inovações nas WSOP 0001

Após aquelas eliminações, as primeiras sete semanas das World Series of Poker 2009 chegavam ao fim. A final table já é conhecida e agora temos todos de esperar até Novembro para ver quem será o vencedor. Entretanto, até lá teremos 4 meses de episódios das WSOP na ESPN.

Quando em Maio de 2008 surgiu a ideia de adiar a final table por 4 meses, criando-se assim o "November Nine", a discussão sobre os prós e contras foi enorme. Como alguns disseram e com razão, esta não seria a primeira grande inovação nas WSOP, e que as anteriores tinham ajudado as Series a manter a sua "forma" ao longo dos anos, fazendo delas o torneio que é hoje em dia.

A lista que se segue, é uma lista onde constam as 10 maiores inovações nas WSOP – note-se que esta lista não é qualitativa. Na verdade, ao olhar-mos para esta lista vemos que todas estas alterações foram encaradas com alguma reserva e critica por parte de muita gente.

10. Introdução do Ladies Event (1977) e do Seniors Event (2001) (empatados)

Em 1977, foi introduzido um torneio de baixo buy-in destinado apenas a senhoras nas WSOP. Até ao ano 2000 esse torneio era jogado na vertente seven-card stud, após 2000 passou a ser mixed limit hold'em/seven-card stud e em 2001 fixou-se no no-limit hold'em. Até 2004, altura em que as WSOP foram mudadas da Primavera para o Verão, o Ladies Event era jogado no dia da mãe. Em 2001 foi introduzido nas WSOP o Seniors Event, um torneio na vertente no-limit hold'em, com baixo buy-in e onde só podem entrar pessoas com mais de 50 anos. Em 2007 ambos os torneios foram renomeados para "World Championship". Enquanto alguns criticam severamente a existência de torneios de entrada restrita, era notório que estes torneios tinham aberto as portas das WSOP a muita gente que de outra forma nunca jogaria no maior palco do mundo.

9. Introdução de side events (1971)

Foi apenas no segundo ano de existência das World Series of Poker que passaram a existir side events, normalmente de outras variantes que não o no-limit hold'em, reservado para o main event. Em 1971 foram jogados quatro side events, todos de limit: five-card stud, seven-card stud, razz, e ace-to-five draw. Em 1972 apenas foi jogado um side event (five-card stud), após esse ano começaram a ser jogados vários side events. Tudo foi crescendo e em 1977 já eram jogados 12, 20 em 1993, 34 em 2002, 44 em 2005, 54 em 2007, e 56 em 2009. Enquanto o main event continua a ser o cabeça de cartaz, estes side events ajudaram as WSOP a atingirem o patamar em que se encontram hoje em dia, oferecendo uma série de torneios nas mais variadas formas de poker.

8. Criação de um Comissário das WSOP (2006)

As World Series of Poker foram uma criação de Benny Binion, dono do lendário casino Binion's Horseshoe, palco das WSOP nos seus primeiros 35 anos de existência. Pouco depois da Harrah's ter comprado o casino e os direitos das WSOP em 2004, Gary Thompson foi nomeado "Director de Operações e Comunicações das World Series of Poker" ajudando bastante as WSOP a crescerem. Em 2005, A Harrah's contratou Jeffrey Pollack como Vice-presidente para o Marketing, Pollack já tinha ocupado esta posição na NBA e na NASCAR. Em Janeiro de 2006, a Harrah's nomeou Pollack para Comissário das WSOP e todas as inovações que se deram nas WSOP nos últimos 3 anos, por exemplo: Alterações no calendário, novos patrocinadores e criação do Players Advisory Committee, têm o "dedo" de Pollack.

7. Redistribuição do Prize Pool do Main Event (1978)

Até 1977 o Main Event das WSOP pagava apenas uma posição. O formato "winner take all" fez com que quando Doyle Brunson ganhou o seu segundo Main Event em 1977 levasse para casa $340,000, contributo dos 34 participantes no evento. No ano seguinte foi decidido dividir o prize pool pelas 5 primeiras posições (42 participantes), com o vencedor, Bobby Baldwin a levar 50% do prizepool ($210,000) e o restante a ser dividido da seguinte forma 2º lugar - 20%, 3º lugar - 15%, 4º lugar - 10% e 5º lugar - 5%. À medida que o Main Event foi crescendo, o prize pool foi sendo ajustado e começou a ser pago 10% do field. Com esta evolução, o vencedor do torneio começou a receber uma % menor do prize pool, contudo, devido ao grande número de participantes o valor subiu de forma, bom, nem sei o termo, o vencedor deste ano levará para casa $8,5 milhões (14% do prize pool de $61 milhões).

6. Introdução de Satélites Sit&Go para o Main Event (1979-80)

Antes de Gary Thompson assumir o cargo de director das WSOP, esse cargo era ocupado por Eric Drache, Eric ajudou a família Binion a realizar as Series de 1973 a 1987 e deverá ser o maior responsável por ter tornado as WSOP naquilo que são hoje. Foi também deste homem a ideia de organizar satélites para o Main Event de $10,000. Segundo se sabe, Drache apresentou esta ideia numa mesa onde cada jogador tinha aproximadamente $1,000 à sua frente, a ideia foi aceite e foi jogado um torneio onde o vencedor ganhou uma entrada para o Main Event. Em 1983 Tom McEvoy foi o primeiro vencedor do Main Event que ganhou a sua entrada através de um satélite. Hoje em dia a percentagem de jogadores que entra no Main Event através de satélite é substancialmente maior do que aqueles que pagam o buy-in do próprio bolso.

5. Introdução do torneio $50,000 H.O.R.S.E. (2006)

Embora o valor do dólar tenha alterado bastante ao longo dos anos, a entrada do Main Event das WSOP permanece nos $10,000 desde 1973. Uma das primeiras sugestões feitas por Pollack em 2006, foi a criação de um torneio de buy-in superior, apenas acessível aos profissionais e jogadores de high stakes. O primeiro torneio de $50K H.O.R.S.E. acabou com uma final table de no-limit hold'em e foi ganho pelo já falecido David "Chip" Reese. Desde 2007 o torneio é jogado sob o formato H.O.R.S.E do início ao fim, o que leva a grandes maratonas na final table. A deste ano durou 20 horas e foi ganha por David Bach. Um novo torneio com buy-in de $40,000 foi introduzido no calendário deste ano, o "Special 40th Annual No-Limit Hold'em event" e foi ganho por Vitaly Lunkin.

4. Transmissão Televisiva das WSOP (1973)

A primeira transmissão televisiva das World Series of Poker foi feita em 1973 quando Jimmy "The Greek" Snyder e a CBS filmaram um documentário sobre o Main Event. Mais tarde nessa década a CBS voltou a transmitir o Main Event no seu programa de fim de semana, "CBS Show Spectacular". No final dos anos 80's a ESPN começou a transmitir programas de uma hora com toda a acção do Main Event, mas só em 2003 com a introdução das "hole-card cameras" o público começou a olhar para estas transmissões com outros olhos. Nesse ano a ESPN produziu 7 episódios de uma hora que culminaram com a vitória de Chris Moneymaker. No ano seguinte a ESPN começou a transmitir também os side events, o sistema "pay per view" foi inserido para as final tables de 2006 e 2007, e de 2007 a 2009 foi possível ver as final tables do side events através da internet.

3. Introdução dos "November Nine" (2008)

Gostando ou não, esta alteração fez com que o Main Event das WSOP atingisse outro patamar. O nível de audiência alcançada pela transmissão da final table do ano passado, aumentou em cerca de 46%, comparando com números de 2007. Quase 2,4 milhões de pessoas viram Peter Eastagate vencer o torneio. Para além do aumento das audiências, os 4 meses que antecedem a final table, são usados para promover o evento e para que os seus participantes possam "tratar da sua vida" e assinar chorudos, ou nem tanto, contratos publicitários.

2. Atribuição de Braceletes (1974)

Quando Johnny Moss foi coroado "World Champion Poker Player" nas primeiras World Series of Poker em 1970, ele não ganhou mais nada que não fosse o dinheiro dos cash games jogados. Em vez da bracelete, ele teve direito a uma taça. O "The Official Media Guide for the 2009 WSOP" diz que até 1974 não era entregue uma bracelete ao vencedor do torneio, em 74 foi entregue apenas ao vencedor do Main Event e só a partir de 1975 é que os vencedores de todos os eventos tiveram direito a uma bracelete. Só existiu uma excepção, em 1982 foram entregues relógios no lugar das braceletes. Ainda assim, mesmo aqueles que ganharam torneios quando não eram atribuídas braceletes são citados como se as tivessem ganho, é o peso da tradição…

1. Introdução de um torneio Freezeout No-Limit Hold'em que determina o vencedor das WSOP (1971)

No primeiro ano Johny Moss não ganhou as WSOP por ter derrotado todos os seus adversários, foi o vencedor porque assim foi votado pelos adversários. No ano seguinte o vencedor passou a ser decidido através de um torneio freezeout no-limit hold'em, e Moss voltou a ganhar. É engraçado que o vencedor fosse decidido por votação, embora tenhamos o exemplo do futebol onde em caso de empate o vencedor era decidido por moeda ao ar. Esse torneio tinha um buy-in de $5,000, embora em 1972 Benny Binion entrasse com outros $5,000 por cada jogador. A partir de 1973 acabou-se a boa vontade de Binion e o buy-in passou a ser $10,000, valor que ainda hoje se mantém. A ideia de acabar as Series com um Main Event foi uma jogada de mestre que ainda hoje dá frutos, é sem dúvida o maior e melhor torneio do mundo.

Mais notícias

Torneios relacionados

O que pensas?