Agora ao vivo Live Stream André Coimbra PokerStars.pt

PokerNews Top10: Os Mais Famosos Bubble-Boys das Final Tables

PokerNews Top10: Os Mais Famosos Bubble-Boys das Final Tables 0001

Todos os jogadores de poker compreendem a frustração de ficar de fora de uma final table. A sensação de estar tão perto e ao mesmo tempo sair de mãos vazias, depois de dias de trabalho árduo.

Estes 10 jogadores, lidam com esta frustração de uma outra forma, para eles ficar fora de uma final table é uma oportunidade que perdem de poder mudar a sua vida. O que teria acontecido se tivesse sido Phil Ivey, e não Chris Moneymaker, a ganhar o Main Event das WSOP em 2003?

O que teria acontecido se Annie Duke tivesse aguentado a sua chip lead, no Main Event das WSOP em 2000, quando só restavam 2 mesas? E se Joe Sebok não tivesse acabado em 7º lugar no WPT, duas vezes no mesmo ano? Aqui estão os 10 mais memoráveis bubble-boys das mesas finais.

10. Gus Hansen – 10º Lugar no Main Event das WSOPE em 2007

(Jogador Patrocinado pela Full Tilt Poker)

Gus Hansen

PokerNews Top10: Os Mais Famosos Bubble-Boys das Final Tables 101

era a estrela dos media no 1º Main Event das WSOPE e os seus amigos preenchiam por completo a discoteca do Empire Casino, transformada em estúdio de TV. Gus começou o Dia 4 quase na chip lead e a controlar a mesa, mas com o avançar das horas começou a ir abaixo e acabou o torneio em 10º lugar. Na sua mão final, Annette Obrestad abriu o pote com uma bet de 33,000, o tight Matthew McCullough fez raise para 150,000 e Hansen fez shove com as suas 586,000. Annette foldou e Matthew fez call voltando {k-Spades}{k-Hearts} contra as {q-Hearts}{q-Diamonds} de Hansen. A board não trouxe nenhuma dama e Gus sai do torneio numa das posições mais ingratas.

9. J.C. Tran – 7º Lugar no L.A. Poker Classic em 2004

J.C.Tran já teve a sua parte de desgostos em torneios de poker. Se este top fosse um top dos maiores suckouts de sempre, de certeza que o "one-outer" que Tran levou frente a Alan Goehring' no L.A. Poker Classic em 2006 estaria certamente no topo da lista.

PokerNews Top10: Os Mais Famosos Bubble-Boys das Final Tables 102

A longa história que persegue Tran nas etapas do WPT no Commerce Casino, remonta ao ano de 2004. Nesse ano Tran foi bubble da final table(televisionada), ficando em 7º lugar. Era a primeira vez que Tran jogava o Main Event do LAPC ($10,000), depois de ter ganho a sua entrada num satélite. Tran nunca tinha estado tão perto de ganhar uma quantia tão grande de dinheiro. Na última mão, já short, foi all in com 99 e foi called por Antonio Esfandiari que tinha AQ. Tudo correu bem até ao river, onde um A deitou por terra as suas esperanças de chegar à final table. Nesse ano Antonio Esfandiari ganhou o LAPC, encaixando $1,4 milhões de dólares e toda a fama e reconhecimento que uma vitória daquelas traz consigo. Apesar de tudo, Tran conseguiu chegar por 2 vezes à final table deste torneio, ficou em 6º lugar em 2006 e em 2º em 2007.

8. Susie Isaacs – 10º Lugar no Main Event das WSOP em 1998

Depois de vencer

PokerNews Top10: Os Mais Famosos Bubble-Boys das Final Tables 103

o torneio feminino das WSOP em 1996 e 1997, Susie Isaacs entrou no Main Event de 1998 com esperança de conseguir algo grande. Num field com 350 jogadores, Susie foi a última senhora a ser eliminada, e para além disso, em conjunto com T.J.Cloutier e Scotty Nguyen era uma das caras mais famosas na final table do torneio. Susie fez uma recuperação incrível desde o 188º lugar (4250 fichas) onde se encontrava no final do dia 1 (restavam apenas 196 jogadores em jogo). A sua eliminação deu-se quando já short foi all in com o seu A7 e esbarrou nos reis de Lee Salem, saindo do torneio como bubble girl, mas de consciência tranquila.

7. Marcel Luske – 10º Lugar no Main Event das WSOP em 2004

O "Holandês Voador",

PokerNews Top10: Os Mais Famosos Bubble-Boys das Final Tables 104

ficou à porta da final table do Main Event das WSOP por 2 vezes e em anos consecutivos. Depois de terminar em 14º o Main Event de 2003, Luske voltou cheio de vontade de fazer melhor em 2004, infelizmente acabou por ser o bubble boy da final table. Quando Dan Harrington checkou um flop com 3 cartas de paus (baixas), Luske foi all in de 700,000 fichas com o seu par de quatros. Harrington fez call com AJ, com o A de paus. Ao contrário do que seria de prever, Dan não ganhou a mau com flush, um valete no turn ditou novo afastamento prematuro de Marcel Luske. Mas Marcel não saiu de mãos vazias, para além do prémio, o título de jogador mais bem vestido do torneio foi ganho por ele.

6. Joe Sebok – 7º Lugar no WPT Bay 101 Shooting Stars em 2007

Joe Sebok

PokerNews Top10: Os Mais Famosos Bubble-Boys das Final Tables 105

era o short stack do torneio quando restavam apenas 7 jogadores em jogo. 5 dos 7 em jogo, tinham mais de 1 milhão em fichas e Sebok tinha 480,000. Nas primeiras 3 mãos após estarem 7 jogadores em jogo, Joe viu o flop {k-Diamonds}{q-Spades}{3-Spades} em conjunto com J.J.Liu e o chip leader Amir Shayesteh. Amir fez check, Joe fez check e Liu fez uma bet de 25,000. Amir fez call e Joe foi all in. Com o seu all in Sebok conseguiu afastar Liu da mão, mas Amir não largou os seus 2 pares e fez call com {k-Clubs}{q-Hearts}. Joe tinha {k-Spades}{9-Diamonds} e com o turn e o river a não ajudarem, não teve outro remédio que não o rail – feito que alcançou por 2 vezes.

5. Joe Sebok – 7º Lugar no WPT Legends of Poker em 2007

Pobre Joe,

PokerNews Top10: Os Mais Famosos Bubble-Boys das Final Tables 106

bubble boy outra vez… No WPT Legends of Poker em 2007, realizado no Bicycle Casino em Los Angeles, Joe foi chip leader durante quase todo o torneio e parecia que seria desta que chegaria à tão desejada final table (televisonada) – algo que Joe procurava ardentemente depois do que acontecera apenas 6 meses antes no WPT Bay 101 Shooting Stars. Com 7 jogadores em jogo, Sebok fez raise de 120,000 em MP e levou com uma three-bet de Tom Schneider que estava na SB. Joe foi all in e Tom fez call. As damas de Joe estavam bem à frente do AJ de Tom, o flop foi bom, x 6 x, mas um ás no turn deitou novamente Joe para fora do torneio em 7º lugar. Foi desde aí que Joe Sebok ficou conhecido como "Seventhbok", alcunha que carrega desde então.

4. Vanessa Rousso – 7º Lugar no WPT Championships em 2006

(Jogadora Patrocinada pela Poker Stars)

Embora já tivesse chegado a final tables de torneios com buy-in mais pequeno, Vanessa Rousso era uma completa desconhecida quando participou no torneio de $25,000 WPT Championships em Abril de 2006. Vanessa chegou

PokerNews Top10: Os Mais Famosos Bubble-Boys das Final Tables 107

a este torneio depois de vender percentagens de um possível ITM a vários amigos seus. Esta jovem estudante de 21 anos sobreviveu a um field recheado com toda a elite do poker, e quando se juntaram os últimos 10 jogadores numa mesa, ela era a chip leader com 4,3 milhões de fichas. Como só 6 destes 10 jogadores chegariam à final table, continuou-se a jogar pela noite dentro, até que com 7 jogadores ainda em prova Vanessa vai all in com o seu AK e recebe call de James Van Alstyne com AJ. O coração de Rousso ficou destroçado quando no turn aparece um J e a remete ao estatuto de "bubble girl" da final table. Na altura muitos disseram que Vanessa perdeu uma grande oportunidade para brilhar diante das câmaras de televisão, mas nem tudo foi mau e rapidamente Vanessa foi convidada a integrar a Team Poker Stars Pro

3. Annie Duke – 10º Lugar no Main Event das WSOP em 2000

(Jogadora Patrocinada pela Ultimate Bet)

Grávida de 38 semanas, Annie Duke tinha 500,000 fichas (chip lead) quando estavam apenas 18 jogadores em jogo. Annie estava a atravessar uma cold run

PokerNews Top10: Os Mais Famosos Bubble-Boys das Final Tables 108

enorme até que na última mão antes do intervalo do jantar no dia 3, apanhou QQ no botão. Como é natural fez raise, e Jim McManus que estava na SB fez re raise e criou com isso um pote de 100,000 fichas. Sabendo que Jim era um jogador inexperiente, Annie foi all in por acreditar que assim faria Jim foldar. Isso não aconteceu e Kim fez um snap call voltando de imediato os seus reis. A board não alterou nada e Duke ficou reduzida a 130,000 fichas. Ainda conseguiu recuperar algumas fichas, mas não foi além do 10º lugar, ganhando $52,160. Se Annie tivesse aguentado mais um pouco seria a primeira mulher desde 1995 (Barbara Enright) a chegar à final table do Main Event das WSOP. [ Nota do editor: Devido a imposição da TV a final table de 2000, era constituída por apenas 6 jogadores, embora normalmente sejam 9 jogadores.]

2. Dean Hamrick – 10º Lugar no Main Event das WSOP em 2008

Não poderia existir um ano onde fosse pior ser eliminado em 10º lugar no Main Event das WSOP. Devido à realização da final table ser apenas em Novembro,

PokerNews Top10: Os Mais Famosos Bubble-Boys das Final Tables 109

este hiato entre a qualificação e a presença na final table, abria um sem fim de oportunidades de patrocínio e de exposição mediática para todos os seus participantes. A quantia que Dean perdeu por ser bubble da final table é difícil de imaginar, quase tão difícil como a mão da sua eliminação. Dean abriu o pote com um shove de 3,420,000 fichas com AJ e Craig Marquis fez call com as suas damas, estávamos perante um 70:30, vivido por Marquis apenas uns minutos antes. A board {k-Clubs}{10-Hearts}{3-Diamonds}{10-Diamonds}{k-Spades} selou a eliminação de Dean. Dean não conseguiu o patrocínio da Full Tilt Poker, ao contrário de Marquis ( e da maioria dos finalistas), mas se servir de consolo, levou para casa $591,869.

1. Phil Ivey – 10º Lugar no Main Event das WSOP em 2003

(Jogador Patrocinado pela Full Tilt Poker)

Quão diferente teria sido a final table do Main Event das WSOP de 2003 se Ivey tivesse participado nela? Tudo ficou decidido numa mão. Chris Moneymaker

PokerNews Top10: Os Mais Famosos Bubble-Boys das Final Tables 110

recebeu {a-Diamonds}{q-Clubs} fez raise pré-flop, Ivey fez call com {9-Spades}{9-Hearts}. O flop foi {q-Hearts}{q-Spades}{6-Spades} e Chris fez uma bet de 70,000, Ivey fez call. O turn trouxe a carta que Ivey queria ver, {9-Clubs}, e Chris fez a vontade a Ivey, apostou 200,000 e recebeu como resposta o all in de Ivey. Chris faz call e espera ver um ás ou um 6 para fazer um full house maior que Phil.

No river como se sabe aparece um ás e Phil é eliminado. Chris Moneymaker acabou por ganhar o torneio. Se no river não tivesse saído aquele ás como teriam sido as coisas? Teria Ivey ganho o torneio? Dar-se-ia o boom do poker? Nunca saberemos…

Mais notícias

O que pensas?