Agora ao vivo Unibet Open Bucharest

Chris Moneymaker: Entrevistado pela PokerNews

Chris Moneymaker: Entrevistado pela PokerNews 0001

Chris Moneymaker, juntamente com a possibilidade de vermos as cartas dos jogadores através das pequenas câmaras e o WPT, foram os três pilares que despoletaram a explosão do poker mundial em 2003. A vitória inesperada de Moneymaker sobre Sam Farha mostrou ao mundo que qualquer jogador poderia ser o próximo campeão do mundo. O efeito Moneymaker ainda está bem patente hoje em dia, uma vez que existem mais jogadores a participarem nos torneios, sendo estes cada vez maiores, com mais prémios.

Quanto ao próprio Moneymaker, tem estado relativamente calmo na cena do poker desde 2003. Em muitos sítios ainda é visto como o jogador que teve sorte e que ainda não se consegui afirmar como um dos jogadores de topo do mundo. Mas parece que tudo isto irá mudar agora em 2007, uma vez que Moneymaker terminou no 17º lugar o POKER STARS EPT London. Este recente resultado poderá indicar aos fãs que afinal ainda existe mais de Moneymaker.

PokerNews: Terminou o EPT London em 17º lugar, o seu melhor resultado em algum tempo. Conte-nos um pouco dessa experiência.

Chris Moneymaker: foi bom! Não tenho jogado muito desde a minha vitória. Penso que em Fevereiro de 2004 fiquei em 2º no WPT. Fiquei em 10º no Omaha. Já tive resultados decentes, mas já lá vão uns tempos desde que tive um bom final e este 17º lugar aprece-me bem. Gostava que tivesse sido melhor, mas foi divertido. Realizaram um bom torneio lá. Foi bom ter sido um torneio organizado pela POKER STARS, diverti-me.

PokerNews: Fale-nos um pouco da mão em que foi eliminado com {8-Spades}{9-Spades} contra Florian Langmann.

Chris Moneymaker: a mesa estava tight. Estávamos prestes a descer dos 17 para os 16 jogadores. Estávamos em mão-por-mão, e existia uma diferença de £4,000 (ou $8,000). Na nossa mesa, a mão já se tinha iniciado, quando não deveria ter acontecido. A nossa mesa foi muito mais rápida do que a outra e enquanto a outra ainda não tinha terminado a mão, na nossa mesa as cartas já estavam na mesa. A questão era saber se a nossa mão seria ou não anulada, ou se teríamos de esperar. Espreitei as minhas cartas e gostei do que vi, {8-Spades}{9-Spades} no button. Era uma boa mão, por isso disse que tínhamos de ficar com as cartas. As cartas já tinham sido distribuídas, por isso deveríamos jogar. Dei a entender que queria jogar esta mão e houve jogadores na mesa que se aperceberam deste facto e o Florian fez raise para 22,000 quando as blinds estavam em 4.000/8.000. Eu tinha cerca de 205,000 fichas, mas ele tinha ligeiramente mais fichas do que eu. Seria uma grande machadada nas fichas dele e a minha eliminação. Por isso apenas fiz call. Já antes tinha-o machadado com um {9-Spades}{10-Spades}, e desta vez tinha uma mão parecida. E desta vez coloquei-o em A-K.

O flop veio 10-6-4 com uma carta de {s}. Ele fez continuation bet de 22,000. Para mim, ele continuava a ter algo como A-K ou A-Q. Fiz apenas call no flop à espera de apanhar o meu 7 e ficar à espera para ver se ele fazia um grande erro no turn. Veio o {j-Diamonds} no turn, ficando dois {d} na mesa e ele faz check, e eu decido-mr pelo all-in. Se ele fizer call ainda tenho umas oito outs para ganhar a mão. Mas acabou por fazer call imediato e mostra um {a-Diamonds}{10-Diamonds}, pior ainda. Deixou-me com seis outs apenas, e acabou por fazer flush no river, o que ditou a minha eliminação.

PokerNews: Qual será o seu próximo torneio ao vivo?

Chris Moneymaker: Ainda não sei. O próximo obrigatório será o WPT em Atlantic City a 7 de Novembro. E depois em Dezembro, sei que vou jogar com o Ásia Pacific Poker Tour com a POKER STARS na Austrália.

PokerNews: Vais jogar o Aussie Millions em Janeiro?

Chris Moneymaker: uma das coisas que tenho vindo a falar com a minha esposa é o facto de querer jogar mais torneios ao vivo, mesmo sabendo que vamos ter um filho entretanto. Em Janeiro planeio ir jogar às Bahamas para o POKER STARS Carribean Adventure. Existem dois torneios em Túnica ao mesmo tempo. Eu vivo em Memphis, por isso são cerca de 45 minutos a conduzir até Tunica; ficarei o resto de Janeiro em Tunica a jogar os torneios por lá. Não me apetece ir à Austrália dois meses seguidos.

PokerNews: Por falar em família, tem outro filho a caminho. Como é que essa experiência o modificou como pessoa?

Chris Moneymaker: Mudei as minhas prioridades. Quando era só eu e a minha esposa, as prioridades eram provavelmente jogar poker, trabalhar, e depois vinha a família algures no meio disto tudo. A minha nova esposa abriu-me os olhos quanto ao significado de família. Reorganizei a minha vida e as minhas prioridades, e neste momento a minha prioridade é a família antes de qualquer outra coisa. Fazemos coisas em conjunto todos os dias, e eu organizo as minhas viagens de acordo com o que eles fazem. Isto é basicamente o que mudou desde que tenha esta nova esposa e é minha prioridade construir uma família em conjunto com ela.

PokerNews: Onde passas a maior parte do teu tempo hoje em dia?

Chris Moneymaker: Passo a maior parte do meu tempo a trabalhar – tenho uma empresa de slot machines e de fichas que me ocupam muito tempo, sendo que a empresa de slot machines consome quase 90% do meu tempo actualmente. Quando não estou na empresa passo a maior parte do tempo com a família. Passo muito tempo com eles e tento jogar pelo menos um torneio ao vivo por mês. Este é basicamente o meu objectivo a partir de agora. Jogar um grande torneio ao vivo por mês se poder. Por vezes sinto falta de algo – em Janeiro serão três torneios ao vivo, o que irá compensar o mês de Março quando tivermos o bebé. Não jogarei qualquer evento em Fevereiro ou Março. Por isso o meu objectivo é jogar entre 12 e 20 torneios por ano.

PokerNews: O que é mais difícil em ser uma figura pública, e está sendo mais fácil nos últimos anos?

Chris Moneymaker: Está sendo mais fácil uma vez que já estou acostumado. As pessoas espantadas sempre a olhar para ti, a se interrogar se sou o Chris Moneymaker, o que se está realmente a passar. Ainda hoje estivemos no Backyard Burgers na Floria, e o pessoal estava espantado para mim enquanto passava o poker na televisão. As pessoas nas mesas a olharem para mim e para a televisão e de novo para mim. Dava para perceber pelas suas reacções que sabiam quem eu era. Antes tentava sair de cena, mas hoje em dia não presto muita atenção. Mas está mais fácil porque já dura a algum tempo.

O pior é que não posso fazer nada sem que haja alguém a criticar. Quando sou eliminado de um torneio, normalmente fazem um alarido. E uma vez que não ganho nada de significativo nos últimos três anos, as pessoas dizem que não sou bom jogador. Mas existem outros profissionais que têm jogado tanto quanto eu, como é o caso de Howard Lederer.. mas a ele não o criticam.

PokerNews: Então continuas a ser reconhecido publicamente, certo?

Chris Moneymaker: sim, normalmente todos os dias em que saio de casa sou reconhecido.

PokerNews: Quais os cash games ou torneios que costumas jogar na POKER STARS?

Chris Moneymaker: Bem, na verdade depende dos dias. Tento jogar qualquer coisa desde $1/$2 No-Limit até $100/$200 Limit, e por vezes dou uma perninha em $200/$400. Mas o que mais jogo é mesmo o $100/$200 limit. Se não estiver nestes níveis posso ser encontrado em NL $1/$2, $3/$6 ou $5/$10 a me divertir com os outros jogadores. Jogo qualquer torneio desde o $10 re-buys até ao Sunday Millions, mas não jogo muitos, uma vez que normalmente gastamos entre 8 a 10 horas. Jogo mais torneios quando estou fora de casa.

PokerNews: O Moneymaker Milionário foi um enorme sucesso para a PokerStars. Como foi isso, e estará a Poker Stars a planear mais qualquer coisa contigo?

Chris Moneymaker: Falaram-nos em fazer um acampamento de três dias, mas como agora assinaram com o Daniel Negreanu, penso que vão fazer qualquer coisa como "Jogue com o Daniel Negreanu" este ano. Acredito que todos os anos existirão novas promoções no PCA que serão direccionadas para um determinado jogador. Fui eu quem começou esta tradição, e este ano cabe ao Daniel Negreanu esta grande experiência. Mudou a vida de Quillan [Nagel], que até é um bom tipo. Encontrei-o outra vez este ano nas WSOP e parece que está a aplicar bem o dinheiro. Tornou-se num milionário a partir de um freeroll. É uma grande ideia e uma grande oportunidade para estes jogadores. Não sei o que irão promover com o Daniel Negreanu, mas o pessoal da POKER STARS tem sempre boas ideias.

Mais notícias

Torneios relacionados

jogadores relacionados

O que pensas?