O poker é prejudicial para a tua saúde? - Parte 5

O poker é prejudicial para a tua saúde? - Parte 5 0001

Para aqueles que têm seguido a minha experiência, até agora tudo parecia um mar de rosas, estou a frequentar um ginásio, estou a comer bem e a ganhar dinheiro. Bem, mas tive um deslize. Um fim-de-semana de comida rápida, seguido por uma festa de natal, que incluiu bebidas e sobremesas, e adivinhem? Perdi uma carga de dinheiro.

Desde quinta-feira já perdi cerca de mil dólares nas mesas, não por azar mas por estar a jogar mesmo mal. Nesta última semana tenho feito muitos calls e tenho estado a tentar fazer bluff quando é obvio que o meu adversário tem algo forte. Parece que tenho estado em "piloto automático", chamo as apostas sem pensar no que estou fazendo e sem preocupação.

É difícil provar sem margem para dúvida que a minha melhoria do passado mês foi por causa da mudança da dieta e do exercício regular, mas não tenho dúvidas que o que se passou nesta semana é resultado de eu me ter desleixado e voltado aos meus antigos costumes. Mas acabou-se, estou de volta aos suminhos de fruta e a mochila do ginásio está com o equipamento pronta a arrancar mal acabe de escrever. Fiquei em terceiro num MTT (multi table tournament) ontem à noite, o que até não foi mau, mas o resto desta época festiva vai ser um desafio.

A semana passada falei dos componentes da comida que podem melhorar o jogo nas mesas de poker, esta semana vamos ver como podemos adaptar a sua dieta ao estilo de vida do poker.

A melhor maneira de começar, como é óbvio, é o pequeno-almoço. Esta é uma coisinha parva que me escapa há já 27 anos. A ideia do pequeno-almoço é quebrar a fome que o corpo tem de ter dormido tanto tempo. È realmente a refeição mais importante do dia porque sem ela o corpo utiliza as hormonas do stress para energia, o que nos deixa cansados, irritados e sem nos podermos focar. È claro que a maioria dos jogadores de poker são corujas da noite, e é improvável que estejam a jogar logo pela manhã, mas isto não é desculpa para não tomar pequeno almoço, porque ele ira ajudar-nos a preparar os desafios mentais do resto do dia.

A quantidade que se come é também igualmente importante. Se antes de jogar poker comermos uma grande refeição (800 calorias ou mais) ficaremos cansados e cheios. Comer uma refeição grande ira aumentar o fluxo de sangue para o estômago para ajudar na digestão; por isso o sangue no cérebro irá ser pouco e o oxigénio também, algo que era preciso para ajudar no desempenho mental. Uma refeição mais leve irá dar-lhe a energia que precisa, mas sem ser difícil de digerir, e então estará preparado e atento.

Por outro lado, não comer o suficiente deixa-o no mesmo estado em que ficaria se não comesse o pequeno-almoço, a fome deixa-nos com pouca paciência e distraídos. Isto também acontece se não comermos com frequência. Grazing é o nome que se dá ao fazer pequenas refeições (5-7) ao longo do dia, em vez das 3 tradicionais. Isto tem inúmeros benefícios, especialmente se está a comer para ficar em boa forma, mas também funciona bem para jogadores de poker que jogam longas sessões. Grazing irá dar-lhe um fluxo de energia constante no dia sem o transtorno da digestão.

Então o que devo comer? Se olharmos para o artigo da semana passada, eu mencionei comidas com proteínas que contenham tyrosine, porque iam dar energia aos vossos processos mentais, e que comida com tryptophan faria o vosso cérebro relaxar. Idealmente seria encontrar um equilíbrio dos dois antes de cada sessão de poker. E também incluir comidas ricas em ferro e vitamina B.

Durante uma sessão de poker devemos comer sempre pouco, a última coisa que queremos é digerir muito e depois se tornar num zoombie na mesa. Snacks de fruta, são ideais porque são digeridos facilmente, têm níveis glicéricos baixos, o que fornecerá um fluxo de energia estável, e contêm entre outros a vitamina B, que melhoram a performance mental.

Depois de uma sessão de poker é tempo de relaxar. Aqui é quando podem comer um pouco mais e desfrutar. Se têm que comer uma refeição com muitas calorias, este é o momento, porque não precisamos que o nosso cérebro esteja a 100%, não importa se estiver meio anestesiado pelo efeito da digestão. Até é uma boa ideia comer a mais agora porque irá dar descanso ao cérebro, e prepará-lo para o sono, enquanto que com uma refeição rica em tyrosine iria despertá-lo.

Eu entendo que estes pormenores de uma dieta equilibrada podem conter informação a mais para a maioria de nós, por isso em baixo fiz uma lista de coisas a comer nas refeições antes, durante e depois de uma sessão de poker.

Pequeno-almoço (600-800 calorias)

Cereais ricos em ferro, iogurte, fruta, sumos de fruta, ovos mexidos, feijões, torradas, manteiga de amendoim, queijo magro e panquecas de aveia.

Almoço/Refeição principal antes de uma sessão de poker (40-800 calorias)

Sandes de atum, sandes de peru/galinha, batatas cozidas com feijão ou atum, fruta, sumos de fruta e salada.

Snacks durante a sessão de poker (200-400 calorias)

Bananas, amoras, uvas, essencialmente qualquer fruta ou vegetal.

Refeição após a sessão de poker (600-800 calorias, ou até mais se tiver mesmo com muita vontade)

Tudo o que quiserem.

Eu simplifiquei um conceito muito importante e complexo e peço que explorem as vossas dietas. Existem muitas comidas que são benéficas para a vossa saúde e capacidade mental mas não me vou pôr a fazer uma lista. Eu só coloquei aquelas comidas porque são as que eu gosto ou porque são fáceis de obter, mas existem muitas mais, por isso esta não é uma lista definitiva.

No próximo artigo veremos como pequenos vícios como álcool e tabaco os podem afectar nas mesas de poker.

Nota Ed: mantenha-se em forma e participe na promoção Sick Promotion da SUN POKER.

Mais notícias

O que pensas?