Agora ao vivo Unibet Open Bucharest

"Dr Pauly" nos Aussie Millions – Erick Lindgren ganha $1 Milhão

"Dr Pauly" nos Aussie Millions – Erick Lindgren ganha $1 Milhão 0001

O Evento #8 chamou muita atenção aqui em Melbourne, Austrália. Toda a gente estava entusiasmada com o evento de $100,000 de buy-in que era composto por alguns dos melhores jogadores do mundo. O primeiro lugar ganhava $1 milhão, enquanto que o segundo lucrava $550,000 e o terceiro $250,000.

Qualquer pessoa com $100,000 podia participar, mas o terreno era tão difícil que muitos profissionais de topo evitaram jogar. È um grande investimento para fazer contra "sharks" como Phil Ivey, Erik Seidel, e o campeão em título, John Juanda. O primeiro lugar era $1 Milhão mas para lá chegar teriam que sobreviver duas das mesas mais difíceis que já vi.

As mesas iniciais eram:

Mesa 28

Posição 1: Daniel Negreanu

Posição 2: Masaski Kagawa

Posição 3: Phil Ivey

Posição 4: Gus Hansen

Posição 5: Erik Seidel

Posição 6: Roland DeWolfe

Posição 7: Michael Sampoerna

Posição 8: Jason Grey

Posição 9: Kevin O'Donnell

Mesa 31

Posição 1: Jeff Lisandro

Posição 2: Erick Lindgren

Posição 3: John D'Agostino

Posição 4: Joe Reina

Posição 5: David Benyamine

Posição 6: Lee Nelson

Posição 7: John Juanda

Posição 8: Tony G

Posição 9: Tony Bloom

Os jogadores começaram com $100,000 em fichas e o formato era de Pot-Limit antes do flop e No-Limit depois do flop. Os jogadores também tinham um determinado tempo para tomar as decisões durante cada mão e tinham direito a dois tempos extras de trinta segundos.

Antes do torneio começar, Daniel Negreanu disse, "Tenho o Phil Ivey e o Gus Hansen a minha esquerda. Que cegas difíceis de roubar."

Michael Sampoerna acumulou fichas cedo, ao mandar três jogadores para fora do torneio; Kevin O'Donnell, Roland de Wolfe, e Daniel Negreanu Durante uma hora e pouco, Sampoerna jogou destemido.

"Estou a divertir-me. Não tenho nada a perder", disse Michael Sampoerna quando passou por mim no intervalo. "Eu agora tenho fichas, por isso não tenho medo de ninguém na minha mesa."

John D´Agostino, que chegou tarde, talvez desejou não ter aparecido, porque ficou em décimo quinto quando perdeu uma "corrida" contra Tony G. David Benyamine estava a ter uma tarde dura. Ele fez fold a uma mão decente (par mais alto e um kicker decente) contra o Jeff Lisandro, e depois dobrou o Joe Reina, que precisou de duas cartas seguidas para lhe vir o flush. Com poucas fichas ele fez all-in com A-9 do mesmo naipe. Tony G chamou com 9-9 e esta mão aguentou e Benyamine ficou-se pelo décimo quarto lugar. Lee Nelson foi o próximo jogador a sair quando Joe Reina ganhou-o com apenas a carta mais alta, ás.

Masaski Kagawa, um homem de negócios e jogador de paradas altas do Japão que jogava pela primeira vez num grande evento ao vivo, esteve quase a ser eliminado, mas mesmo em desvantagem com A-Q, ganhou o A-K de Erik Seidel. Ele apanhou runner-runner (cartas do turn e river) para lhe dar o flush, e ficou com 88 mil. A sorte de Kagawa continuou quando dobrou as fichas com Phil Ivey. Kagawa ficou com um trio de 3 e fez all-in contra o 10-10 de Ivey num flop que a carta mais alta era um 9. Com isto, Kagawa ficou perto das 190 mil fichas. E ainda ficou com mais fichas quando ganhou a Gus Hansen. O "Great Dane" tinha poucas fichas e fez all-in com A-K e Kagawa em desvantagem voltou a ganhar. Desta vez foi com A-10. Veio um 10 no flop e Hansen saiu em décimo segundo.

O campeão em título, John Juanda perdeu uma "corrida" contra Tony Bloom e ficou-se pelo décimo primeiro. Jason Gray foi o próximo jogador a sair quando foi contra Phil Ivey. Jeff Lisandro ficou em nono numa mão contra Joe Reina que teve uma tarde de altos e baixos. Reina tinha dobrado as fichas a Tony G num pot de 300 mil fichas umas mãos antes. Com muitas fichas, Tony G começou o seu estilo provocador. Quando Seidel aumentou, Tony G disse-lhe, "Cuidado, este vai ser a última mão que jogas!"

Tony G acabou por fazer fold e arrancou um risinho do sempre calado Seidel. Mas está não seria a última vez que os dois iriam se confrontar. Com poucas fichas, Seidel fez all-in com 8-8 e Tony G chamou com A-A. Seidel dobrou as fichas porque veio um 8 no river. Esta terá sido a mão mais decisiva do torneio.

Os últimos 8 jogadores chegaram a mesa final, com Erick Lindgren e Michael Sampoerna a serem chipleaders. Joe Reina ficou em oitavo, quando Ivey tinha dois pares no flop e deixou Reina ver o seu par no river e achar que era suficiente quando este fez all-in. Tony Bloom foi eliminado pelo Erik Seidel quando o seu 9-9 perdeu a "moeda ao ar" contra o A-K de Seidel.

Ivey ficou com a liderança de fichas ao ganhar vários potes pequenos, mas isto foi só até encontrar Kagawa com um trio de ases no flop. Kagawa ia fazendo check e depois só igualava a aposta de Ivey até o river. Ivey tinha o par mais alto com A-Q e perdeu um pot enorme, o que fez com que Kagawa ficasse na frente em número de fichas.

Michael Sampoerna perdeu a maioria das suas fichas para Tony G. Os dois foram all-in numa corrida clássica. Tony G tinha 3-3 e Sampoerna ficou com o par mais alto no flop com J-10. Tony G teve um milagre no turn ao vir mais um 3 e dobrou as fichas. Sampoerna ficou com poucas fichas e acabou por sair na próxima mão.

Com as "casadelas" a subir, Ivey e Kagawa foram de novo para a luta. Kagawa fez um raise mínimo e Ivey aumentou de novo. Kagawa volta a subir a aposta e pôs Ivey all-in. Kagawa com A-Q ganhou porque Phil Ivey tinha apenas A-7. Tony G foi o próximo a sair quando o seu Q-J perdeu para o A-10 de Erik Lindgren, veio um às no flop. Tony G ficou no "bubble" e falhou o dinheiro por pouco.

Com apenas três jogadores, Kagawa continuava como chipleader com mais de 700 mil fichas, e com Seidel e Lindgren a ter cerca de 500 mil cada. Lindgren tornou-se logo no jogador mais agressivo. Jogando contra dois dos melhores jogadores do mundo, Kagawa aguentou-se mas estava claramente a jogar contra jogadores de qualidade superior. Ele foi perdendo fichas e quando deu por ela já era o que tinha menos fichas. Kagawa fez all-in com A-7 e perdeu contra o 6-6 de Seidel. Kagawa ganhou $250,000 pelo terceiro lugar e o respeito dos profissionais que jogaram.

"Kagawa jogou muito bem", disse Lindgren. "Era difícil perceber o que ele tinha."

Seidel começou o heads-up com uma vantagem de 2-1 de fichas, durou 46 mãos. Lindgren dobrou as fichas com K-K contra o J-J de Seidel. Na última mão. Lindgren era o primeiro a falar e fez all-in com A-7 de paus. Seidel chamou com K-J de copas. Apesar de Lindgren ficar com um ás logo no flop, Seidel ficou com possibilidade de flush, por ter duas cartas de copas na mesa. Não veio nenhuma copa e Erik acabou por ganhar com sequência porque ficaram na mesa A-9-8-6-5.

"Seidel jogou muito bem, mas acho que hoje estava nos meus dias", disse Lindgren numa entrevista após a vitória.

Seidel ganhou $550, pelo segundo lugar, enquanto que Lindgren saiu com $1 Milhão (Dólares Australianos).

Nota Ed: Muitas destas feras são jogadores assíduos da FULLTILT POKER. Vá para luta com eles…

Mais notícias

O que pensas?