WPTE Avalia os Estragos Da Legislação do Jogo

WPTE Avalia os Estragos Da Legislação do Jogo 0001

Numa optimista conferência de imprensa acerca da passagem (e pendente assinatura) da legislação sobre o financiamento do jogo online e as contas de poker, World Poker Tour Enterprises publicaram os seus pensamentos acerca da corrente situação. No comunicado, WPTE encoraja os jogadores num futuro promissor em vez de olharem para o momento menos bom derivado da actual legislação.

Com a passagem no Congresso da "Unlawful Internet Gambling Enforcement Act de 2006" na passada semana, "O Departamento de Justiça foi muito claro quando afirmou que acredita que o jogo online é ilegal nos EUA e que as nossas politicas sempre o indicaram," Disse Adam Pliska, Conselheiro Geral do WPTE. "Esta lei é clara e impede qualquer pessoa de dar um passo em frente."

Steve Lipscomb também acrescentou o seu pensamento quando comentou, "Foi a paixão por este jogo e a sua reinvenção como desporto televisivo que funcionou como ignição do fenómeno do poker e é o que indicará o caminho a seguir no futuro. WPTE continua comprometida em fazer crescer o mercado de poker doméstico através das tradicionais oportunidades de franchising, tais como produtos consumíveis, patrocínios e eventos."

Embora a WPTE não seja afectada directamente pela recente legislação (o seu site de Internet já se recusou a receber jogadores radicados nos EUA, uma vez que são um companhia Americana), o à vontade da empresa é no mínimo estranho. Muitos jogadores chegaram à comunidade do poker vindos do poker online. Pessoas que já jogaram uma ou outra vez em instâncias turísticas, também já o fizeram na Internet. Acrescente a isto o facto da sua excitação pelo jogo permitir a evolução do seu jogo para assim poderem lutar com os melhores do mundo.

Outro aspecto a ter em conta nesta frente é o facto da perda dos satélites no futuro dos torneios. Tanto o World Poker Tour como a World Séries of Poker viram explodir o número de participantes nos seu torneios devido há oportunidade dos jogadores poderem ganhar os seus lugares através de satélites baratos. Em 2005, dos 5619 jogadores que participaram no principal torneio das World Séries od Poker, quase 20% vieram da PokerStars. Nolan Dalla, cronista de poker, enfatiza este ponto quando discute o seu ponto de vista sobre as ramificações da legislação do jogo online, e nota com tristeza que a participação em futuros torneios deverá cair, devido à eliminação destes satélites.

Enquanto muitos poderão gostar da partida dos jogadores online dos torneios B&M, é muito possível que o cenário dos torneios de poker revertam ao ponto em que apenas os ricos podiam participar. O sonho de um qualificado através da Internet se debater com os melhores do mundo (tal como aconteceu com o pioneiro Chris Moneymaker nas WSOP de 2003) desaparecerá e os tubarões terão de se bater uns contra os outros. Podemos ver o número de inscritos em torneios descer, em vez de estabilizarem o aumento de jogadores verificado nos últimos anos (e no caso das WSOP, um aumento massivo) até ao número da era pré-internet, onde apenas os que realmente podiam pagar as inscrições ou tentar os satélites ao vivo, participavam.

Mesmo que existam 50 milhões de jogadores de poker (estimativa) nos EUA, e que existam casinos a adicionarem salas de poker, a maioria dos Americanos encontra-se a pelo menos duas horas de distância de uma sala de poker. Esta é uma das razões porque é necessário o poker online. Dá a oportunidade a Joe Sixpack de poder participar no passado da América, podendo ganhar o seu lugar num grande torneio, e se as estrelas o permitirem, fazer grandes mudanças na sua vida. Estas são algumas das razões que fazem com que este escritor sinta que o olhar da WPTE sobre a legislação online seja, no mínimo, ignorante.

Nota Ed: Pode participar em satélites para o EPT aqui na POKER STARS

Mais notícias

O que pensas?