Poker É No Norte – Primeiro Convívio/Torneio Na Ilha da Madeira Foi No Norte Da Ilha

Poker É No Norte – Primeiro Convívio/Torneio Na Ilha da Madeira Foi No Norte Da Ilha 0001

Poker em Portugal bem se pode associar ao Norte. Depois do Poker ter "Nascido" no Norte do País, mais precisamente em Aveiro, a freguesia do Seixal acolheu o 1º torneio/convívio na Ilha da Madeira, onde 16 entusiastas deram cor ao magnífico cenário que é a praia do Seixal, onde encontraram umas condições que fariam corar de inveja muitas salas/casinos de poker espalhados por esse mundo fora.

Logo pelas 10 horas da manhã de Domingo, já os 16 participantes estavam a mexer nas suas 2000 fichas iniciais, num torneio em que a estrutura das blinds subiam de 15 em 15 minutos, começando em 25/25, e depois passando por 25/50, 50/100, 75/150, 100/200, 150/300, 200/400, 300/600, 500/1000, 750/1500 até que foi encontrado o vencedor quando estavam em 1000/2000.

Nos primeiros 20 minutos do torneio, quando as blinds ainda se encontravam em 25/50, filpac recebe K-K, e Filipe Silva fez raise para 150, filpac igualou. Flop K-6-Q, Silva aposta 150, filpac faz raise para 450 e Silva call. Turn A, Silva aposta 150, filpac all-in e Silva faz call, mostrando A-Q. Filpac diz ao seu adversário que só o ganha se sair um A, e záz, dito e feito, A no River. Filpac fica reduzido a 350 fichas.

Na mão seguinte, filpac recebe A-A, e em jeito de tilt vai all-in, tendo dois jogadores feito call, ambos com A-Q. Filpac triplica as suas fichas para 1050.

Entretanto assiste-se a uma mão em que Rúben deu 3 voltas à sala com as mãos na cabeça a perguntar como era possível… 5-J vs Q-10. Flop: A-K-J. Hélder faz sequência no flop, apostando e vendo o seu opositor fazer all-in com as poucas fichas restantes. Turn: J. River: K.

Nota para a presença de Ceú Gonçalves, uma jogadora feminina, que fez com que Rúben não disparasse 1001 palavrões quando perdeu a mão acima descrita.

Passadas 2h 30m estávamos na mesa final com 6 jogadores:

Filipe Pacheco -filpac

Filipe Pereira

Filipe Silva

Juan Gonçalves

Luis Mendes

Ruben Gomes

Outra mão espectacular, também envolvendo Rúben: na mesa estavam J-5-J-9-A, sem que Rúben nem o seu adversário, Luís Mendes, tenham feito qualquer aposta até ao river. Rúben vira-se para o seu adversário e diz: o teu jogo está feito na mesa, por isso vou apostar e tu sais. Rúben aposta e vê Luís fazer all-inn, Rúben fez fold imediatamente, e o seu adversário mostra A-J.

Reduzidos a três jogadores veio a mão decisiva do torneio: Filipe Pereira na posição UTG com apenas cerca de 5000 fichas vai all-in, Luís Mendes na SB faz call (que tinha cerca de 19,000 fichas) e filpac na BB (com cerca de 8,000 fichas) decide ir all-in, não sem que antes tenha perguntado a Lúís se este igualaria o seu all-in. Luís ao responder que igualaria o all-in de filpac, apressou o movimento deste, uma vez que todos os presentes na sala já estavam a cheirar a macarronada (excelente) há cerca de 30 minutos e cheios de fome. Filpac decide ir all-in pensando que acabaria ali o torneio na 2ª posição, fazendo com que todos fossem almoçar; mas… (existe sempre um mas num torneio de poker; porque será?!?!?) na altura de virar as cartas Filipe Pereira mostra 7-3 off suited (estava mesmo a tentar roubar…hehehehe), Luís Mendes mostra K-J off suited e filpac mostra 7-5 off suited. Flop x-x-x; Turn 5. River x. O 5 no turn deu a vitória nessa mão a filpac que se viu na liderança do heads-up com cerca de 21,000 fichas contra as 11,000 do seu adversário.

Com duas mãos no heads-up, filpac recebe 10-10 fazendo apenas call à BB; Luís fez raise 2 x BB e filpac apenas iguala. Flop x x 3 filpac check, Luís all-in com Q-3 off e filpac call. Turn x e River x. Estava terminado.

Logo após o torneio foi servida uma macarronada divinal, preparada pelo chefe, que também jogou o torneio, mas como foi prematuramente eliminado, ficou a ajudar o cozinheiro de serviço na sua cozinha.

Durante o repasto os jogadores não se cansavam de falar nas mãos decisivas e já falavam em organizar o próximo torneio. Foram servidas várias travessas da macarronada, e no final do almoço estavam todas limpinhas – é caso para dizer que o poker dá mesmo fome…

Aqui fica para a posteridade o nome dos 16 pioneiros:

Alex Nunes

André Pereira

Céu Gonçalves

Daniel Caires

Edgar Castro

Filipe Pacheco -filpac (1º)

Filipe Pereira (3º)

Filipe Silva (6º)

Juan Gonçalves (4º)

Ludgero Silva

Luis Mendes (2º)

Nélson Rodrigues

Ricardo Pereira

Ruben Gomes (5º)

Serrão

Valter Silva

E assim de uma forma simples mas muito divertida fez-se um pouco de história do poker na Ilha da Madeira. Esperemos que este tenha sido o primeiro de muitos convívios para que assim o poker possa crescer cada vez mais na Madeira em especial neste caso, e em Portugal.

Nota Ed: Pode jogar poker numa sala em Português, se fizer o download da EVEREST POKER - ouvi dizer que poderá encontrar alguns dos participantes deste torneio na Ilha da Madeira, a jogarem nesta sala.

Mais notícias

O que pensas?