European Poker Tour Dublin - Dia 2

European Poker Tour Dublin - Dia 2 0001

Sábado, dia típico das corridas no European Poker Tour. Dos 109 jogadores que iniciaram o dia, apenas restavam 88 passados que estavam 35 minutos de jogo – velocidade mais que furiosa.

As bombas começaram a estoirar, onde podemos assistir a momentos que só o poker nos pode proporcionar. Aqui vão umas:

Ade Bayo faz raise, sem ver as cartas, para 2400 quando as blinds estavam em 600/1200. Flop 7/9/J. Ade aposta 4000 sem ver as cartas e o outro jogador fold. Ade acaba por ver que tinha sequência no flop, 8/10 nas mãos, e disse que se tivesse visto as cartas, tinha jogado de maneira diferente – a sério?!?!?! Continua a falar durante 5 minutos e a dar show.

Jogada Chocante: na mesa de Noah Boecken, Ramzi Jelassi faz raise para 3000, outro raise para 9000, e Jelassi all-in, e prontamente viu um call. O jogador que fez o 1º raise mostra A-8 off, contra A-K. Flop 9-K-K. turn 9, river J.

Rob Yong dobra as suas 36400 fichas quando apanha trio de 9 contra trio de 7 no flop.

Noah Boeken na Bb com Ks-Js faz call para 3200 de um jogador. Flop trouxe 10c-Qc-3h, Noah dispara todas as suas 7400 fichas, tendo o seu oponente desistido da mão.

Luca Pagano faz raise para 4600 tendo 3 jogadores feito call. Flop 3-5-J. Rob Yong aposta 11,000 na BB, Pagano fold, button raise para 31,000 e Yong fold, mostrando J-Q, sendo que o button decidiu mostrar apenas um J.

Noah Boeken é eliminado quando vai all-in com Q-K contra A-A.

Outra jogada interessante: 2c-2s vs 4c-4d, com as seguintes cartas comunitárias: 2h-5d-3h-Ac-Ks.

No nível 12 estavam 54 jogadores em jogo com a média de fichas em 72,000.

Nível 14 blinds em 2000/4000 40 jogadores em jogo e 97,300 de média.

Luca Pagano é eliminado na 12ª posição quando fez all-in com As-Js contra K-K the Willy Tann. 5-7-2 no flop; 9 flop e J no river já não chegou a tempo de salvar Luca, que levou para casa €25,870.

Marcel Baran saiu na 11ª posição com €25,870 quando o seu Kc-Qs não melhorou perante o Ac-10c de George McKeever.

Em 10º ficou Finnur que perdeu com o seu 5h-5d contra Qc-9s. Flop de Qd-8d-4d foi suficiente para mandá-lo para casa com €31,410 no bolso.

O bubble boy da mesa final foi Willie Tann, favorito da maioria dos jogadores do circuito em termos de simpatia, que embolsou €31,410 depois do seu Ac-Js não ter melhorado perante o Ad-Kc de Roland. Cartas comunitárias: 9s-Kd-4d-8c-x. Tann recebe uma enorme ovação.

A acção começa de novo ás 15:00 de Domingo com a seguinte mesa final:

Roland de Wolfe (England) 1,352,000

William Thorsson (Sweden) 773,500

Gavin Simms (Ireland) 442,000

Rob Yong (England) 365,000

David Tavernier (France) 360,500

Nick Slade (England) 269,000

George McKeever (Ireland) 194,000

Patrick Bueno (France) 140,000

Referência ao torneio de €500 que esgotou com os 210 jogadores presentes. Greg Raymer foi o primeiro jogador a ser eliminado e ouviu-se a maior ovação da semana no Regency. Greg Com A-J decide atacar quando vê um J no turn e aposta 600, o seu adversário faz raise para 1600 e Greg coloca todas as suas 3000 fichas iniciais no pot. O outro jogador fez call prontamente mostrando um par de 3-3, quando já lá estava outro no flop. Greg fez um sorriso sincero, deu os parabéns ao seu adversário e cumprimentou os restantes jogadores da mesa.

Marcel Luske chegou aos 3 primeiros lugares deste torneio e tive a oportunidade de assistir a 10 minutos do seu jogo e conversa. De entre outras coisas que ouvi, destacaria o seguinte: "nós devemos estar gratos por poder jogar este tipo de torneios, porque sei que existem muitos jogadores que por diversas razões não podem estar cá presentes. Por isso deveríamos sentar nas mesas sempre com prazer e diversão" – penso que com esta frase poderia resumir o estado de espírito de um dos jogadores mais faladores do circuito, tal como Tony G, mas que muitas pessoas têm uma má percepção a seu respeito. Estes jogadores são profissionais, pessoas alegres, divertem-se a jogar à sua maneira.

A noite não acabou sem antes vermos Luske, Noah Boeken e outros 6 fanáticos pra brincadeira jogarem um cash game único. Cada jogador só podia ver uma carta que ficava à mostra na mesa, e as 2 únicas opções que podiam tomar eram: fold ou all-in. Foi numa mesa de ½, mas ninguém via o flop por menos de €750. fartaram-se de rir durante 45 minutos e Luske saiu da mesa com um monte de fichas – rica brincadeira…

Tive pouco tempo para dar uma saltada até às mesas, mas ainda deu para aumentar o volume da minha carteira: na primeira sessão ganhei €8,00 hehehehe e na 2ª um pouco mais…

Estes torneios do EPT são excelentes para os jogadores de cash game, aparecem sempre uns pais-natal antes do tempo, e vi cada jogada que só não me atirei para o chão porque a alcatifa estava suja…

Tive o prazer de conhecer uma jogadora Portuguesa que vive em França que chegou à minha mesa e subiu os seus €250 para €1500 em 5 mãos contra um único jogador. 1ª mão: raise com A-A o jogador mais agressivo da mesa raise com 4-3 suited ao que ela responde com all-in; €500 já cantavam. Jogada seguinte ela fez raise com A-10. Flop A-10-J. Turn 7. River Q. O mesmo jogador coloca-a all-in a fazer-se passar com um K, mas ela não se deu por convencida e fez call, dobrando para €1,000. Passadas 4 mãos já ela estava com €1,500 e um grande sorriso nos lábios. Au revoir…

Nota Ed: EPT é na POKER STARS.

Mais notícias

O que pensas?