Value Bet e Bluff Juntos!

Value Bet e Bluff Juntos! 0001

Quando faz bluff, tenta convencer os adversários que tem uma mão forte. Quando faz value bet (apostar uma quantia em que você acredita que o adversário irá fazer call e você irá ganhar a mão), tenta representar uma mão pior do que na realidade tem. Embora isto parece ser o oposto uma da outra, na verdade têm o mesmo princípio. Quando melhorar a sua capacidade de fazer bluff, também melhorará as suas value bets. Eis a razão porque decidi discutir os dois termos num mesmo artigo.

Muitas pessoas já me perguntaram "Quando é a melhor altura para fazer um bluff'?" Para saber isto, tem de pensar qual a pior altura para fazer um bluff. Por exemplo, você tem {a-Clubs}{a-Diamonds} e o Flop mostra {q-Diamonds}{q-Clubs}{10-Spades}. Em que situação foldaria o seu par de Ases aqui? Qual seria a aposta do seu adversário que você interpretaria como sendo forte o suficiente para você fazer fold? As respostas a estas perguntar você encontra-as quando você deve fazer bluf. Se você foldaria Ases nesta posição, o seu adversário também o faria. Para saber como uma pessoa foldaria esta mão, tem de pensar como jogaria você mesmo. Se não sabe como pode ser desconfortável ter um over pair, então não conseguirá disfarçar esta situação contra o seu adversário. Na verdade, você tem de se certificar que está a fazer bluff a um adversário que é capaz de foldar uma boa mão. Isto é bluff quando o seu adversário está a ser o agressor.

O exemplo mais flagrante de que você é o agressor é conhecido por continuation bet. Você tem {a-Clubs}{k-Clubs} e não acerta o flop. Você faz uma continuation bet e o seu adversário faz fold. Isto é também bluff (embora muitas vezes com a melhor mão). Depois temos o bluff dupla barreira. Isto é quando você dispara outro bluff no turn. E por fim temos a tripla barreira, onde você dispara o último cartucho no river. Tem de ter atenção para que o seu adversário não esteja a fazer call com um monstro, uma vez que você está sendo sempre o agressor. Um dos grandes aspectos do bluff é ter boa leitura dos adversários.

Não vale a pena descrever 50 diferentes situações onde o bluff seria bem empregue, mas tem de ter atenção que em todas elas tem de ter uma boa leitura dos adversários. Tem de saber o que o seu adversário tem para poder fazer com que fold. E tem também de se certificar que ele quer foldar a sua mão. Quando está a jogar low stakes, raramente um jogador irá foldar par de Ases. Nos limites mais baixos não precisa de fazer bluff, uma vez que os seus adversários acabam por lhe entregar todo o dinheiro. Quanto mais alto jogar, mais necessidade terá em fazer bluff. Por isso não cometa o erro de tentar fazer bluff em todos os pots. Pense bem qual a mão que o seu adversário possa ter e como se está a desenvolver a board. Se aparecer uma carta assustadora (para a mão que você pensa que o seu adversário tem) então é altura de fazer bluff. Veja o jogo através dos olhos dos adversários.

O objectivo do bluff é ganhar o pot. Não é uma questão de ver quem tem mais coragem no mundo do poker. Mostre um bluff apenas se lhe for útil no futuro. Por exemplo, você normalmente joga tight, mas gostava que lhe pagassem mais vezes. Este é um exemplo esquisito e deverá apenas ser utilizado em limites maiores. O seu objectivo é ganhar mais dinheiro e não mostrar os seus roubos aos adversários.

Value bet segue o mesmo princípio, implicando que tire o maior proveito da sua mão. Toda a gente conhece a situação em que você faz check no river (depois de apostar o flop e o turn) com {a-Spades}{j-Spades} com {j-Hearts} high na board e o seu adversário mostra {k-Clubs}{j-Diamonds}. Poderia ter ganho mais do que ganhou com esta mão. Apostar no river nesta situação é uma value bet. Sabe que tem a melhor mão e quer colocar mais dinheiro no pot. Muitas pessoas pensam que uma value bet são entre 40% - 60% do pot, mas isto é um grande erro. Algumas vezes, a melhor value bet é fazer all-in. Se você acertou um straight no river com o seu {j-Clubs}{10-Hearts} quando a board era {5-Clubs}{k-Spades}{q-Hearts}{6-Diamonds}{9-Clubs} e você pensa que o seu adversário tem {k-Hearts}{q-Spades}, um all-in seria uma value bet perfeita. Embora nem sempre funcione, quando funciona compensa. Se a sua value bet de $100 leva sempre um call, então se fizer all-in de $1,100, o seu adversário apenas terá de fazer call 1 vez para compensar. Este é um exemplo de uma over bet que funciona como value bet.

O erro que muitos jogadores fazem é olharem para a board. Apercebi-me disto pela primeira vez quando estive em Copenhaga para jogar o EPT Poker Stars com o Hallinggol e o Check_Kills. Estava ver Hallinggol a jogar quando ele apostou $3,000 no river num pot com $3,500 com 77 quando na mesa estavam 9-8-8-5-2. Eu disse "por favor folda" e Hollinggol disse "wtf, por favor faz call, esta é uma value bet". O seu adversário fez call e fez muck. O que percebi na altura é que pouco importa o que está na mesa. Se bateu o flush no river e você não coloca o seu adversário no flush e pensa que ele tem um par menor que o seu, vá em frente a faça uma value bet. Tal como no bluff, tudo se resume à leitura.

Tem de ser certificar que tem uma mão mais forte que a do seu adversário. Depois terá de pensar qual a quantia máxima que ele fará call com aquela determinada mão. Não vá sempre pela opção mais fácil de fazer check no river.

Nota Ed: Experimente estes conselhos quando jogar na Everest Poker.

Mais notícias

O que pensas?