Agora ao vivoEventos
Caribbean Poker Party Festival
888poker
New poker experience at 888poker

Join now to get $88 FREE (no deposit needed)

Join now

Estratégia: Tenha Controlo sobre o Tilt

Estratégia: Tenha Controlo sobre o Tilt 0001

Já passou algum tempo desde a última vez que entrei em tilt, mas é mesmo assim, algumas coisas são inevitáveis. Estava sentado numa mesa de 5-5 no Holland Casino em Roterdão e estava a jogar hyper-LAG. Estava a compensar isso, raisando 8-10 BB's pré-flop, para que alguns dos adversários foldassem logo. Na maior parte das vezes jogava potes head's-up e aí podia "outplay" os adversários ou acertar no flop, o que seria quase um milagre. Se por ventura as coisas corressem mal quando tivesse monstros nas mãos, devido à imagem que tinha na mesa, teria de ajustar novamente o jogo.

Claro que este cenário ocorre vezes sem conta. É um risco tomado conscientemente, e é necessário que nos habituemos a lidar com as swings inerentes a este estilo de jogo. Infelizmente não foi o que eu fiz naquela situação. Após perder algumas vezes com a melhor mão, eu nem sequer fiquei "maluco", simplesmente deixei de ligar ao que quer que fosse. Claro que esta atitude é uma espécie de tilt. Eu jogo poker profissionalmente e não me posso dar ao luxo de entrar em tilt. Se conseguisse abordar todos os aspectos do poker de uma forma um pouco mais profissional, o tilt e outras coisas que me custam dinheiro, viveria muito melhor. Esta situação foi especialmente má porque eu tinha tomado a decisão de profissionalizar todos os aspectos do jogo como, já tinha referido, daí que não tenha sido um boost para a minha auto-confiança.

O momento alto da noite, foi o call a um all in que fiz a um senhor muito simpático que tinha {a-Diamonds}{k-Hearts}. O meu espantoso {5-Spades}{4-Clubs} encaixou que nem uma luva no flop {2-Clubs}{3-Spades}{a-Hearts}. Ganhei um buy-in nesta mão, mas nem isso me deixou mais feliz. Ganhar uma mão daquela maneira não me ajuda em nada a ficar mais feliz com toda a situação, aliás, acho que fiquei ainda mais em tilt após aquela mão. As únicas situações em que nos sentimos felizes após ganhar uma mão destas é quando o buy-in ganho nos deixa even ou um bocadinho up na sessão. Claro que as vezes que isto acontece se devem contar pelos dedos de uma só mão.

O que é que criou este sentimento de tilt? Na verdade acho que fiquei em tilt por perder várias mãos onde era o favorito. Tenho sempre azar, perco sempre estas m3rd@s. Nem com ases ganho, que run de m3rd@. Este tipo de expressões são muito frequentes na boca de quem não entende bem o que é o poker. Não quero dizer com isto que tenho toda a sabedoria do mundo, mas por acaso até aguento bem as bad beats. Se as coisas se descontrolarem posso ficar zangado e frustrado, mas tento sempre que esses sentimentos não passem para o meu jogo. Na vida real entro em tilt e já parti alguns teclados, não tem mal nenhum desde que continuemos a jogar o nosso A-game.

Se ficar enervado mas continuar a jogar o seu A-game, isso não é tilt. Mesmo que comece a mandar copos contra a parede, se estiver a tomar as decisões correctas e a fazer uso do seu A-game, não estará em tilt. A sua cabeça até pode estar, mas o seu jogo não, e não existe motivo para preocupação. O que tento sempre passar aos outros jogadores, em especial aos mais novos, é que o factor sorte está presente neste jogo e que é isso que nos permite ganhar dinheiro. Se você jogar xadrez com o Kasparov e perder 20xs seguidas, vai voltar a jogar contra ele? Bem me parecia que não. O facto do fish ganhar uma vez com 88 contra o seu AA, faz com que ele volte à mesma mesa no dia seguinte. Quantas pessoas é que você conhece que têm um truque para ganhar na roleta? Isso acontece porque eles tiveram uma boa run, normalmente na primeira vez que jogaram. O mesmo processo acontece com os jogadores de poker perdedores. O facto de eles terem uma hipótese de ganhar, fá-los voltar a tentar no dia seguinte.

Tenha isto em mente, quão infantil é queixar-se de uma bad beat ou de não ter tido sorte numa jogada? Você ganha montes de dinheiro a "jogar às cartas" e ainda se queixa daquilo que lhe permite que isso aconteça? Não faz sentido. Fique contente quando o donk der call com {a-Spades}{k-Clubs} numa board {q-Hearts}{j-Spades}{4-Clubs}. O facto de bater o {10-Hearts} que ele precisa não é nada mais nada menos que a variância. O efeito imediato é m3rd4 e no long-run vai permitir-lhe pagar a renda e comprar roupas novas. Não faz sentido queixarmo-nos da sorte inerente ao poker. A única coisa que vai conseguir é que as pessoas não queiram discutir poker consigo, pois você apenas se queixa e não acrescenta nada à discussão.

Deve apreciar o facto dos seus adversários irem all in quando estão na posição de underdog, e de isto acontecer quando está a jogar com dinheiro de verdade. Estas não são as situações mais importantes no poker. A sua missão foi cumprida, conseguiu ir all in com a melhor mão. Agora devemos pensar nas situações em que necessitamos de melhorar a nossa mão, ou onde somos nós a ir all in com a pior mão. De certeza que não vai ouvir muita gente falar destas mãos. " Fiz call ao all in mas já tava drawing dead. O que achas desta mão?" Não sei se vocês já ouviram isto muitas vezes, eu acho que não ouvi mais do que uma ou duas vezes, e foi da boca de um jogador profissional.

Se você não tiver a força mental necessária para perceber e aplicar aquilo que acabei de dizer, não tem mal nenhum, mas faça um favor a si mesmo e jogue poker apenas como um hobby. Caso contrário tornar-se-á num velho que se senta no casino e se queixa de tudo. Ninguém se vai importar, pare de chorar!

Eu fazia o mesmo quando comecei a jogar, achava tudo injusto e comentários como: " Como é que fizeste call, era óbvio que eu tinha um monstro," eram o pão-nosso de cada dia. Se fosse mesmo verdade, o outro jogador devia ter percebido que eu tinha a melhor mão… a culpa foi minha porque não joguei a mão da melhor maneira. Mas como já disse, muito pouca gente fala sobre isto. Quando em mandava hand histories de bad beats aos meus amigos pelo MSN, eles riam-se e bloqueavam-me. Uma vez mandei uma bad beat numa mesa de $0.10/$0.25 e um deles foi muito directo e disse-me: " Tu jogas esse nível de merd@, não sabes jogar e chateias-me com mãos insignificantes?! Nesse nível tu não vais ganhar dinheiro, apenas melhorar o teu jogo para conseguires ganhar dinheiro mais tarde. E mesmo nos limites onde se ganha dinheiro a sério, ninguém está para aturar essas choradeiras. Vem falar comigo quando tiveres algo de útil para me dizer." Ouch. É difícil expressar em palavras o quanto este amigo me ensinou ao longo dos anos. É assim que nos apercebemos que ninguém se importa com estas histórias. Toda a gente já viu os seus ases serem crackados pelos K's do adversário, ouvir isso da boca de outros é absolutamente deprimente.

Não me interpretem mal, este artigo não tem como fim achincalhar quem conta de histórias de bad beats. Apenas quero que percebam que não ganham nada ao contar estas histórias e só conseguem aborrecer as pessoas. Se realmente quer melhorar o seu poker tem que deixar este tipo de tema de lado. Pelo menos por uma vez, finja que entende o jogo e veja-o de outra perspectiva. É lindo ver alguém puxar o all in com apenas 2 outs. Como já disse, não se torne num velho chato, que conta aos netos a bad beat que levou nas WSOP em 2011. Esta postura não ajuda ninguém, nem você nem quem o rodeia, é muito negativismo...

Foi isto que aqui descrevi que me esqueci por momentos naquele casino, embora tenha aprendido muito naquela noite. Já lá vai mais de um ano desde que tiltei daquela forma e asseguro-vos que para que o mesmo volte a acontecer demorará pelo menos mais 2 anos. Nesta profissão não existe espaço para este tipo de sentimento.

Divirtam-se com o jogo (e com o dinheiro)

Mais notícias

O que pensas?