Agora ao vivo 2017 Aussie Millions

Estratégia de Stud Poker: Para Ganhar, Esteja Disposto a Perder

Estratégia de Stud Poker: Para Ganhar, Esteja Disposto a Perder 0001

Queres ganhar. É uma paixão. É uma das razões pelas quais jogas poker em primeiro lugar. Não existem desculpas. És tu contra os outros. Não existem equipas. Se ganhares é resultado do teu próprio jogo.

Detestas perder. Enquanto aprendias a jogar, estes dois impulsos – o desejo de vencer e o evitar perder – trabalharam bem para te manter fora de problemas. Aprendeste um estilo tight agressive que te ponha a apostar de maneira agressiva quando eras o favorito e a fazer fold quando estavas atrás.

Mas no poker, a chave para o sucesso não é evitar o risco. Existem poucas apostas que vêm sem nenhum risco de perder. Precisas de aprender em como medir o risco com a recompensa da possível vitória. É uma tarefa mais difícil do que apenas minimizar o risco – mas é uma tarefa importantíssima. Precisas de perceber se tens a melhor mão. É assim que se aprende se uma aposta é má ou boa.

Uma boa aposta não é uma aposta que te garante a vitória. É mais um risco calculado onde a recompensa é maior do que o risco. Se eu jogar um simples jogo de cara ou coroa com uma moeda honesta e te oferecer $2 se ganhares mas só precisas de me pagar $1 se eu ganhar, então essa é uma boa aposta para ti. Verdade, podes perder $1. Mas já que há uma hipótese tão grande de ganhares como de perderes – e quando ganhares, ganhas $2 – então é uma boa aposta. Ao longo de algum tempo vais estar a ganhar.

A mesma teoria define uma boa aposta no poker. Precisamos de manter a nossa aversão de perder longe da nossa capacidade de julgar. Apesar da aversão ao risco ser provavelmente uma falha não tão má do que ser um apostador crónico – e até nos pode ajudar a ganhar pequenas quantias de dinheiro na mesa de poker – mas no fim de algum tempo vai com certeza evitar que nós ganhemos a nossa parte do dinheiro. Precisamos de analisar as situações quando nós sentimos que devemos evitar o risco e ver se faz mais sentido, matematicamente, para arriscar a perda para ter uma oportunidade de ganhar.

Cá está um exemplo. O jogo é $20/40 stud com ante de $3 e uma aposta forçada de $5. O bring-in está à tua esquerda. Tu tens ({a-Hearts}{k-Hearts}) {7-Spades}. Não está à mostra nenhum Ás, Rei ou copas. 5 Jogadores fazem call ao bring-in; sabes que eles são jogadores loose. E eles olham para ti como sendo tight. O que fazes?

As regras de mãos que tens seguido dizem-te para fazeres fold. E também achas que o deves fazer porque detestas perder. Não tens um par, não tens 3 cartas seguidas nem 3 cartas do mesmo naipe, e não tens 3 cartas altas. Tu gostas destas regras porque evitam risco. Não precisas de pensar muito. Jogas tight, jogando apenas as mãos que tenham boas possibilidades de ganhar. Aqui só existem seis cartas que te vão ajudar. Por isso fazes fold.

Mas olha outra vez. Existem 8 antes, 6 bring-ins, fazendo com que o pot fique em $54 e tu vais acabar as apostas ao fazer call de $5. Os teus pot odds são quase de 11 para 1. Se acertares no ás ou no rei vais ter provavelmente a melhor mão e terás uma boa oportunidade de ganhar um pot grande, e já que ninguém vai conseguir te por num par alto. Se acertares num sete, os teus adversários provavelmente vão te por num trio de setes e fazer fold a uma aposta tua. E neste jogo passivo, se acertares numa copa, provavelmente conseguirás ver mais uma carta ou duas por muito pouco, já que parece que ninguém faz raise. Apesar de ser pouco provável, neste jogo se calhar o teu flush será muito barato. E se começarem a haver muitas apostas e não melhorares, na quarta rua podes facilmente fugir da mão – gastando apenas $5 para os teus problemas.

Depois de pensar um pouco não há dúvida que o call é a jogada certa – as regras de jogar tight e o teu não gostar de perder dizem o contrário.

No meu livro, Winning 7-card Stud, eu digo e insisto que o estilo mecânico tight é o apropriado para um novato. Mas é crucial que o jogador experiente não fique em linhas tão finas quando joga – pelo menos se ele quer ser um jogador que ganha. Mecânico tight que te faz fazer fold e raise em regras predeterminadas desenhadas para te manteres fora de problemas, dá jeito como um instrumento para manter a tua variância mais pequena enquanto aprendes o jogo. Mas não podes ganhar seriamente com esse estilo. Mais tarde no livro eu mostro aos jogadores como ficarem mais loose de maneira a aumentarem as suas possibilidades de ganhar. Precisas de aprender a superar à tua aversão ao risco para fazeres apostas quando tens a melhor mão apesar de ser provável que vás perder a mão. Precisas de aprender quando é certo entrar para uma mão que provavelmente vais perder – porque o valor que podes ganhar naquelas ocasiões que por acaso ganhas será maior do que o total que gastaste.

Cá está outro exemplo. Tens estado a jogar num jogo como o acima descrito. Mas desta vez é na sexta rua. Existem 5 jogadores que ainda estão na mão, incluindo tu. Começaste com um par pequeno com um bom kicker e agora tens 2 pares pequenos. Os pares estão vivos mas duvidas que estejas à frente. Tem havido apostas em todas as ruas, começado por alguém que tem uma Dama à mostra e que achas que tem um par de Damas ou dois pares. Uma mão está a mostrar um par de noves, mas os noves estão mortos. Agora há um jogador que aposta, ao acertar na sua terceira copa à mostra. Copas estão moderadamente vivas e achas que ele talvez tenha acertado no seu flush. Dois jogadores fazem call, um é o da Dama e o outro, o do par de noves. Os outros jogadores fazem fold. Tu só tens dois pares baixos. Achas que está em terceiro ou quarto lugar. Achas que esperar por full house é muito pouco provável. Detestas perder. Estás tentado a fazer fold porque sabes que provavelmente não acertarás no teu full house e daí perderás. Detestas perder.

Não faças fold. Faz um pouco de matemática. Quatro cartas irão te dar full house e muito provavelmente a mão vencedora. 27 cartas são desconhecidas. Existem 4 vencedoras e 23 perdedoras. Vais perder essa aposta um pouco menos do que 6 vezes para cada vez que ganhas. O pot tem agora $500 lá dentro. E verás a tua carta por $40.

A matemática é simples. $500 para $40 contra 6 para 1. Nem é perto. Estás a ter odds melhores do que 12 para 1 na tua aposta o que é muito melhor do que 6 para 1. Isto é com certeza uma boa aposta. Apesar de perderes a grande maioria das vezes, precisas de aprender a fazer call por causa do lucro que te dará quando acertares.

Para jogar poker que ganhe precisas de estar disposto a perder muitas das vezes para teres uma oportunidade de ganhar algumas vezes. Isto é uma lição dura para o jogador com aversão ao risco que está sempre inclinado a jogar um jogo tight-aggressive. Mas é uma lição necessária.

Nota Ed: A FULLTILT POKER é patrocinadora de vários profissionais de poker, como são o caso de Phil Ivey, Andy Bloch e muito soutros!

Mais notícias

O que pensas?