Agora ao vivo Live Stream André Coimbra PokerStars.pt

Acertou um Monstro no Flop? E Agora?

Acertou um Monstro no Flop? E Agora? 0001

Você está na big blind e fez call a um raise early positon com {q-Hearts}{j-Hearts} e acertou no flop fantástico {a-Diamonds}{q-Diamonds}{q-Spades}.O que faz agora? Chegaremos à resposta em breve…

Um dos maiores erros que verá se assistir a torneios No Limit, será jogadores que não apostam o número suficiente de fichas quando têm a melhor mão. Eu diria que as fichas que perdemos por não extrairmos o máximo valor da nossa mão custam ainda mais do que as que perdemos quando fazemos um mau call.

Quando acerta um monstro no flop

Vamos voltar ao exemplo acima indicado, onde flopou três damas. Qual foi a sua reacção? O mais importante é que não deve ter a mesma reacção que a maior parte dos jogadores – ficam extremamente excitados e rapidamente batem na mesa para check.

A jogada correcta nesta situação depende do adversário, mas na maior parte das vezes o movimento correcto será apostar. Se fizer check, para depois fazer check-raise ou call e depois apostar no turn, o seu movimento vai parecer estranho. O seu adversário facilmente acreditará que tem uma boa mão.

Isto é com certeza o contrário do que pretende. Se apostar logo no flop, muitos dos jogadores vão assumir de imediato que não tem o trio de damas. É também a melhor forma de começar a construir um grande pote; se fizer check é bem provável que o seu adversário mesmo tendo o As faça check behind com medo da dama e para que não haja grande acção.

Posso mesmo assim estar batido?

O seu adversário pode ter uma das três mãos que o batem – AA, AQ ou KQ. É pouco provável, mas apostar é a melhor maneira de construir e poder vir a ganhar um bom pote. Esta é a parte integrante desta lição e que nos remete para uma questão importante:

Quer considerar a hipótese de largar a mão, caso a acção comece a ficar realmente assustadora? Ou está disposto a ficar commited?

Esta questão é tão importante que eu aconselho que você pare e pense nela cada vez que flopar uma grande mão. Muitas vezes é correcto decidir que não vai desistir da mão por pensar que poderá estar batido. A beleza em tomar esta decisão é que pode então, transformar todos os seus pensamentos de forma a obter o melhor valor durante a mão.

Exemplos

Vamos agora ver alguns exemplos e analisar qual o melhor movimento a fazer depois de flopar uma grande mão. Em cada um deles quero que a primeira questão que coloque seja se quer considerar a hipótese de largar a mão? É importante que esta seja a primeira questão, uma vez que, libertará o pensamento para um de dois caminhos – quer extraindo o valor máximo da mão ou combinando o valor máximo com a possibilidade de desistir da mão.

Exemplo #1 e #2 – flopar um set

1) Na fase inicial de um torneio de 10,000 fichas, recebe {3-Diamonds}{3-Clubs} e consegue ver o fantástico flop {9-Clubs}{3-Clubs}{2-Hearts}. O seu adversário tinha feito raise para 250 antes do flop, estão 550 no pote e é você a falar:

A resposta à nossa importante questão é NÃO; o seu adversário pode ter pocket nines, mas essa possibilidade é tão remota que temos que nos concentrar em duas coisas – extrair o máximo valor da nossa mão e não deixar o nosso adversário completar um possível draw de forma barata.

A melhor estratégia numa situação destas é, de longe, apostar. Se o seu adversário tiver o tipo de mão que queremos que ele tenha (um over pair acima de noves) é muito provável que ele faça re-raise e assim estamos no caminho certo para construirmos um grande pote. Ao apostar neste flop, muitas vezes o movimento vai ser interpretado como sinal de fraqueza e até pode dar a entender que está em flush draw o que vai ser bom para nós e para que o pote cresça.

2) Outro grande flop na fase inicial de um torneio de 10,000 fichas. Fez call a um raise com {8-Hearts}{8-Clubs} e acertou num middle set numa board de {q-Hearts}{8-Diamonds}{3-Clubs}. O seu adversário aposta 250 num pote de 400. O que é que faz?

Mais uma vez a nossa resposta à questão é não – aqui vamos jogar apenas para valor. O tipo de flop é completamente diferente, uma vez que quase não existem cartas viáveis para que o seu adversário concretize um eventual draw. Num flop deste tipo o movimento correcto será o flat call. Se o seu adversário tiver o tipo de mão que quer que ele tenha (AQ,KK,AA), você ira ganhar um grande pote de qualquer das maneiras. Existem duas razões para o flat call – induzir o seu adversário a fazer um bluff ou apostar novamente com uma mão fraca ou permitir que ele acerte num As com uma mão como AK.

Exemplo #3 – um flop verdadeiramente inacreditável

3) Outra vez num torneio com 10,000 fichas de stack inicial, você fez call, sem posição, a um raise early position com {8-Hearts}{8-Clubs}. Acertou na board fantástica de {j-Spades}{8-Spades}{8-Diamonds}. O que é que faz?

Não acredito que exista grande necessidade de responder à nossa primeira questão!

Quase todos fariam check nesta situação, mas existe um problema. Se depois do check fizer check-raise o seu adversário não lhe vai dar crédito por um 'four of a kind', mas começará a preocupar-se com a possibilidade de ter o trio de oitos.

Pode parecer muito difícil apostar aqui, uma vez que seria decepcionante ver o seu adversário foldar. No entanto eu acho que é o movimento correcto nesta situação. Existe uma coisa a seu favor e que deve ter em mente – tem duas espadas no flop. Uma aposta num drawing flop será tratada com desconfiança pela maior parte dos seus adversários o que pode dar origem a um pote monstruoso.

Se apostar e receber call, eu aconselho o check no turn. O facto de apostar e depois fazer check no turn vai parecer sinal de fraqueza para um jogador experiente. Pode ainda induzir o seu adversário a apostar para levar o pote, ou mesmo que ele também faça check uma aposta sua no river terá o timing perfeito. Isto é algo a que chamo de 'bet,check,bet' e que muitas vezes é visto como um bluff.

Exemplo #4 – mais dois ases no flop

4) Você fez raise com {a-Diamonds}{10-Diamonds}, recebeu um call e acertou numa grande board de {a-Spades}{a-Clubs}{6-Hearts}. Tendo em conta que está a jogar deep stack como anteriormente, o que é que faz?

A resposta à nossa importante questão agora é SIM. Embora tenhamos uma grande mão, devemos colocar a hipótese de abrandar as coisas, ou talvez mesmo de foldar, se a acção se desenvolver no caminho errado. Se no river ficar com uma board do género AA698, deve ter muito cuidado pois as hipóteses de estar batido por uma mão que contenha o outro As são significativas.

Claro que vamos continuar à frente neste flop a maior parte das vezes e devemos equilibrar o factor cuidado com o factor valor. Uma maneira de conseguir isso é com o método 'bet,check,bet'. Isto evita um cenário que lhe pode dar uma terrível decisão – se apostar no flop e no turn e o seu adversário fizer re-raise no turn.

Se o seu adversário fizer call à sua aposta no flop e também fizer check no turn, então a sua mão mais provável será um pocket pair. No river muito dificilmente irá foldar a uma aposta sua pois parecerá mais uma tentativa de bluff.

Mais notícias

O que pensas?