Estratégia de Poker: Mãos Para ir A Jogo – Escolher as Certas

melhor m\ao poker

Pergunta: Vamos ver duas situações. Numa, tens AQ, e noutra tens Q10. Podes jogar uma delas; qual é que escolherias?

• Tens AQ e és o segundo a falar depois do primeiro ter feito raise de três vezes a big blind.

• Tens Q10 no button, e todos fazem fold até ti.

Chegaremos à resposta mais tarde…

Antes de todos os truques e perícia de jogar os flops, a coisa mais importante é saber que estás a escolher as melhores mãos para ir a jogo nas situações certas.

No último artigo, vimos uma mesa que mostrava que o valor das mãos mudava imenso de acordo com a posição. Isto toca noutro assunto importante no poker; nomeadamente que precisas de uma mão mais forte para fazer call a um raise do que para fazer o raise. Isto é um conhecimento crucial que todos os bons jogadores de poker têm, e chama-se Gap Concept (Conceito de espaço). O espaço refere-se a isso mesmo – o espaço entre as mãos que deves jogar depois de um raise em vez de um re-raise. Alguns teóricos vão tão longe que dizem que deves passar para metade o número de mãos que jogas só porque houve um raise.

Então, porque razão este espaço, e porquê a ideia de dividi-lo?

Onde não houve um raise, há sempre a possibilidade que o primeiro raise vá forçar os jogadores a fazerem fold, ganhando as blinds e antes. Isto não é o caso quando fazes call a um raise, e estás provavelmente a ir contra uma mão com uma força considerável.

Então, vamos de volta à pergunta inicial – qual das duas mãos devemos escolher? A resposta combina as lições sobre posição e de Gap Concept, e claro que devemos escolher a Q10 em vez de AQ. Estar no button num pot em que ainda não houve raise é muito mais forte do que estar a enfrentar um raise do jogador under the gun quando tu és logo o próximo jogador a falar. Muda drasticamente as mãos com que deves ir a jogo.

O Teste AQ

O teste AQ vem de limit poker, mas é muito aplicável quando a jogar de early position em no limit. Diz simplesmente que consegues ver se o jogador é mesmo decente só por ver se ele está a fazer fold a AQ quando um jogador está a fazer raise.

Fazer Limp in no Pot

Mas claro, ainda não falamos de todas as opções ao falar sobre aumentar ou fazer call a um raise. Algumas mãos são feitas para fazer limp in num pot se for barato para tentar acertar bem forte. Mãos como pares pequenos (22 até 66 ou 77) e suited connector ({j-Spades}{10-Spades}, {6-Hearts}{5-Hearts} etc.) podem ser ouro quando acertam no flop fazendo um set, sequência ou flush.

Estas mãos só deverão ser jogadas se estiveres a investir pouco do teu stack (5% é uma boa linha de guia); maior parte das vezes não acerta no flop. Uma boa perícia em jogar estas mãos é não se aguentar muito a elas se acertar só parcialmente no flop. Um erro que muitos jogadores fazem é quando têm por exemplo, 33 num flop de J102, ou 65 num flop AJ5. Acreditam que o outro jogador não está muito forte, e recusam-se a fazer fold. A situação, no entanto não é boa, e parece-se assim:

• Estás provavelmente muito atrás na altura, e poucas cartas te poderão salvar – no máximo tens 5 outs com o 65, e só dois com o 33.

• Se estivesses à frente com estas cartas baixas, o outro jogador ainda estaria bem vivo para ganhar a mão.

Na board AJ5, se o teu adversário tivesse KQ, ele pode ganhar a mão com qualquer Rei, Dama ou Dez (ou mesmo com mais um Ás e Valete na turn e no river). Isto põe-te só com 60% para ganhar a mão mesmo se estiveres à frente.

As Mãos Para Armadilhas

A beleza das mãos como 98 suited ou um par baixo é que maior parte das vezes não acertam em nada no flop, mas outras vezes acertam e de que maneira. Há um grupo de mãos que faz o oposto disto, e são referidas como as mãos armadilha. Parecem mãos fortes mas raramente acertam no flop de maneira que estejas certo que estás na frente. Em vez disso, eles acertam parcialmente no flop e depois torna-se difícil de fazer fold.

Quais São Estas Mãos Armadilha?

A mais típica destas é o Ás baixo. Um Ás baixo refere-se a mãos como A9 ou mais baixo, e em early position até A10 e AJ são mãos problemáticas. A maneira mais fácil de melhorar o teu jogo muito rapidamente é parares de jogar todos os Ases baixos. Se tens A7 e o flop vem A62, uma destas duas coisas vai acontecer:

• Estás à frente, mas não vais ter muita acção na mão. Existem poucas mãos que estejam batidas que te vão pagar.

• O teu adversário tem um Ás com um kicker mais alto, ou um set, e vais ter dificuldades em fugir desta mão sem perderes muito.

Outras mãos armadilha típicas são mãos como KJ, KQ em early position, e mãos como QJ offsuit e J10 offsuit. Se o KJ apanhar um Rei ou Valete no flop que seja top pair, pode significar desastre contra mãos que têm um kicker melhor.

As Mãos Escondidas

Parte do problema destas mãos armadilha é que não são de maneira nenhuma uma mão escondida. Joga fora esses Ases baixos, e joga antes uma mão fraca como 96 de copas, ou até 10 9 offsuit. Se acertares no flop, ao menos a tua mão estará escondida e talvez te paguem. Se aumentares com estas mãos e vier um Ás para o flop, não são más notícias. Usa o flop para representar que tens um Ás, e o teu adversário talvez faça fold se não tiver um Ás.

As Mãos de Lixo

É óbvio quais são as mãos mesmo de lixo em Hold'em; as pessoas falam na brincadeira sobre 72 e 63 offsuit. Mas aviso-te que qualquer figura com uma carta baixa(K2 offsuit, Q4 offsuit, J5 offsuit) são tão más, e devem ser vistas como lixo autêntico.

Segue-nos no Twitter para informações actualizadas no minuto.

Mais notícias

O que pensas?