Estratégia de Poker – Leaks Preflop

Estratégia de Poker – Leaks Preflop 0001

Para além de maus calls e maus bluffs, uma grande parte da sua winrate contra outros regulares é decidida por coisas menos óbvias. Quando comparado com as mãos que joga contra fishies, vai ver muito menos showdowns contra estes melhores jogadores, e nem sempre é fácil ver exactamente porque é que um jogador está a ganhar ou a perder mais do que você, apesar de muito dificilmente ver um showdown. Identificar estes erros (leaks) no jogo de alguém pode ser muito rentável não só porque muitas vezes você joga contra outros regulares, mas também porque pode, muitas vezes, demorar algum tempo até que esse jogador detecte este tipo de leak no seu próprio jogo. Muitas vezes um jogador irá ignorar esta leak porque não se apercebe que está a perder dinheiro com ela e só se aperceberá desse erro assim que alguém o alerte para isso. Hoje vou discutir algumas leaks preflop, com que muitas vezes me deparo quando jogo contra outros regulares, como explorá-las e como identificá-las no seu próprio jogo.

Flatcall em demasiadas mãos contra tentativas de 'roubo'

Quando joga contra preflop raisers agressivos em late position (button e cutoff), é essencial para o seu próprio jogo que defenda as suas blinds agressivamente. Se desistir destes potes com demasiada frequência, esse mesmo adversário irá responder agressivamente depois do seu open-raise a partir do botão, então você vai perder dinheiro como resultado disso. O erro que muitos jogadores cometem quando tentam defender as blinds é que muitas das vezes fazem apenas flatcall. Contra bons jogadores pode ser muito difícil jogar mãos marginais fora de posição, de forma rentável, com stacks de 100BB, apesar das suas mãos poderem ser mais fortes que o opening range do seu adversário. A vantagem da posição quando joga com stacks de 100BB é muito mais importante do que o facto da sua mão poder ser um pouco mais forte que a do seu oponente antes do flop.

Se eu sei que o jogador que está na big blind vai, na maior parte das vezes, fazer apenas flatcall à minha aposta e tentar jogar 2-bet pots contra mim sem posição, eu vou começar a abrir o pote muito mais loose. Na maior parte dos casos o meu adversário não vai acertar no flop e a combinação da minha posição com o facto de ser o agressor preflop, vai permitir com que muitas das vezes leve o pote sem precisar de ver o showdown.

A melhor forma de se defender contra preflop raisers agressivos é fazer mais re-raises em vez de apenas flatcall. Muita das vezes vai ganhar logo ali o pote, porque o seu adversário estará a fazer raise com uma range muito alargada. Se ele fizer call você ainda tem uma mão com valor e se continuar com a sua agressão preflop depois do flop, pode ainda ganhar o pote numa fase mais avançada da mão. Esta estratégia vai também esconder a sua re-raise range e como resultado verá os seus monstros serem pagos muito mais vezes.

Estas leaks são facilmente identificadas com a ajuda de algumas estatísticas úteis. Um programa como o HoldemManager fornece-lhe estatísticas acerca da SB Defend Steal % (a percentagem normal é cerca de 13%), SB Reraise Steal % (9%), BB Defend Steal % (16%) e BB Reraise Steal % (9%). Certifique-se que selecciona button/cutoff como a posição do raiser inicial no handfilter, caso contrário o programa vai também incluir nas estatísticas as lutas de blinds.

Erros com implied odds

Os jogadores muitas vezes cometem erros ao calcular as implied odds preflop. Um exemplo: um regular abre o pote no botão para 3.5 x BB e você está a olhar para {2-Clubs}{2-Hearts} na big blind. Vai flopar o set cerca de 1 em cada 9 vezes e como dificilmente ganhará o pote se não melhorar no flop, vamos apenas jogar esta mão para setvalue. Você investe 9 x 2.5BB = 22.5BB. Portanto, se flopar o set, tem que se certificar que ganha pelo menos 22.5BB para que o seu call seja rentável. No entanto a média dos regulares abrirá o pote com raise a partir do botão, 1 em cada 3 vezes e contra uma range tão alargada de mãos não vai conseguir ganhar as 22.5BB de cada vez que acertar o seu set. Os jogadores falam muitas vezes da regra 5/10, que significa que se investir menos de 5% da sua stack preflop, é sempre call e se tiver de investir mais de 10% é sempre fold. Mas na minha opinião passa mais pela range do meu adversário. Quanto mais tight for o jogador, melhores implied odds e maior o número de mãos que pode jogar.

Um erro ainda maior é dar call a re-raises com mãos com estas implied odds. Um re-raise normal vai exigir um call de (aproximadamente) 8.5BB extra, o que significa que terá de stackar o seu adversário de cada vez que acertar, se quiser tornar o seu call rentável. Mesmo que esse oponente apenas faça re-raise com AK e QQ+, este é um movimento –EV, pois mesmo com uma range tão restrita como esta não será pago de cada vez que acertar no flop.

Se eu vir um jogador regular a fazer call a re-raises com pocket pairs pequenos, vou de imediato criar uma nota sobre isso. A partir daí pode fazer re-raise a esse jogador com qualquer tipo de mão, porque ele dá call a pensar que tem boas implied odds e, na maior parte das vezes, irá foldar se falhar o flop. Na realidade ele está completamente enganado aqui, porque você está a fazer re-raise com todo o tipo de mãos e como resultado o seu adversário está a cometer um grande erro. É melhor fazer call a um re-raise com suited connectors do que com um pocket pair, uma vez que vai flopar algo muito mais vezes.

Uma nova estatística oferecida pelo HoldemManeger é a Vs-3bet-fold%. Esta estatística pode ser muito útil, mas também inconveniente. O valor médio para regulares, na minha base de dados é de 65%, mas sei que dois jogadores diferentes, ambos com o valor de 65%, fazem re-raise com diferentes tipos de mãos. Com jogadores que estão próximos deste valor é difícil descobrir a sua range de mãos através deste dado, portanto terá que criar notas adicionais, mas para os jogadores que se afastam muito da média será mais fácil determinar a sua range de mãos.

Raisar demasiado com (bons) shortstacks na mesa

Especialmente na PokerStars conseguimos encontrar muitos shortstackers ganhadores que entram com 20BB, o que pode ser bastante irritante se você estiver sentado com 100BB, porque é quase impossível ganhar dinheiro a um bom shortstacker. Enquanto ele vai estar a jogar sempre com uma stack efectiva de 20BB, o resto da mesa vai ter alternar constantemente entre 100BB e 20BB, o que causa um grande impacto na selecção de mãos preflop. A maior parte do dinheiro ganho pelos shortstackers tem origem na acção pré-flop, sem que vejam o showdown, fazendo re-raise all-in contra uma alargada range de mãos. Para se defender contra isto pode começar por jogar mais tight e fazer raise mais pequenos. Por exemplo, se estiver no botão e nas blinds estiverem dois shortstackers, faça um mini-raise em vez de raisar 3-4 x BB e pare de abrir o pote com mãos marginais do tipo 5-2s. Desta forma poderá dar call a all-ins muito mais vezes e perder menos no caso de ter que foldar, enquanto que para o shortstack não fará grande diferença uma vez que ele fará fold a um raise de 2BB, quase tantas vezes como a um raise de 4BB.

3-bet quando tem mais valor em fazer call

Basicamente, o pensamento de que para ser um jogador vencedor no poker tem que ser agressivo está certo, mas não tem que jogar sempre em raise-ou-fold. Preflop, existem muitas situações em que é preferível fazer apenas flatcall, mas os que os jogadores optam pelo re-raise sendo este um movimento menos rentável.

Normalmente, os jogadores têm uma abordagem tight quando confrontados com um re-raise fora de posição, porque pode ser muito difícil jogar um pote de forma rentável contra um adversário muito agressivo. Mãos que se jogam bem contra a opening range de alguém não se jogam necessariamente bem contra a range de alguém que deu call a uma 3-bet sem posição. Por exemplo, uma mão do tipo KQ contra um raiser no cutoff. Se você fizer re-raise aqui, não serão muitas as mais piores (tipo KJ e QJ) que farão call, no entanto a sua mão joga-se muito bem contra este opening range.

Outra das situações em que deve optar pelo flatcall em vez do re-raise, será quando achar que o pote vai evoluir para um multiway pot. Aqui a sua posição já não terá tanta relevância, uma vez que os multiway pots são geralmente menos agressivos, pois a probabilidade de alguém ter acertado no flop é maior. Alem disso, ao fazer apenas o flatcall, vai atrair mais maus jogadores para o pote pois eles vão pensar que assim têm melhores pot odds. Este também é um conceito que muitas vezes é mal interpretado: embora as suas pot odds, obviamente, aumentem quando o número de pessoas envolvidas no pote aumenta, a suas possibilidades de ganhar o pote também diminuem.

Outro exemplo: Se o botão fizer raise e um fish na small blind der call, não será do seu interesse fazer re-raise com uma mão do tipo 56s ou 44. O flatcall traz-lhe muito valor e se fizer re-raise ao botão, ele muitas vezes vai dar call pois está à espera de um 3-way pot com um mau jogador envolvido e ele tem posição. O fish dará call muitas das vezes com qualquer pocket pair ou duas figuras e dificilmente o afastará da mão no caso dele acertar no flop, algo que você não quer quando joga uma mão para fold equity.

Uma terceira situação é quando um jogador faz limp num jogo 6-max. Qualquer regular vai assumir que este é um jogador fraco e vai tentar isolar (fazer raise com a intenção de jogar heads-up contra o limper) com uma range muito alargada de mãos. Nesta situação não vai precisar de um monstro para entrar no pote, especialmente se tiver posição, e é preferível fazer o flatcall e jogar um 3-way contra duas ranges tão alargadas de mãos.

Limp na Small Blind

Os jogadores que fazem limp, na maior parte dos casos, são weak e os bons jogadores vão quase sempre fazer raise contra jogadores que fazem limp na small blind. Esqueça as suas pot odds de 3:1. Embora possa parecer muito apelativo, não compensa em relação à sua desvantagem posicional nesta situação. Quando estou na small blind a jogar contra a big blind, sabendo que na big blind está um bom jogador, só faço raise ou fold e se um jogador insistir no limp quando estou na big blind, vou sempre fazer raise preflop ou então apostar no flop, dependendo do fluir do jogo. Com isto quero dizer que se fiz raise três vezes seguidas nesta posição, a quarta vez vou preferir apostar no flop do que fazer outra vez raise preflop. Ao fazer isto vai forçar o seu adversário a jogar um pote maior sem posição e vai ver que existe muita fold equity nestas apostas.

4-bets muito grandes

Depois de ter algum histórico de 3- e 4-bet contra um determinado jogador, você pode querer começar a bluffa-lo de vez em quando. Um re-raise normal ronda as 12BB e quando jogamos com stacks de 100BB, uma 4-bet para 27BB é normalmente suficiente para que o seu adversário jogue em push-ou-fold. Se fizer isto com todas as suas mãos será impossível para o seu adversário, distinguir os seus bluffs dos monstros. Desta forma vai conseguir salvar dinheiro nos seus bluffs e continuar a extrair o máximo valor dos seus monstros (estando o seu adversária a jogar em push-ou-fold). No entanto precisa de se certificar que a sua aposta não seja pequena demais, pois alguns jogadores podem ter a tendência de fazer o flatcall e depois ter de lidar com alguns potes estranhos posflop.

4-bets com as mãos erradas

Quando faz a 4-bet, não interessa se o faz com um monstro ou com um grande bluff. Se o seu oponente raramente faz flatcall e se de qualquer forma vai foldar o seu JJ a um shove, não interessa se está a jogar JJ ou 32o. No entanto mãos como JJ, TT, 99 e AQ jogam-se melhor em 3-bet potes se apenas fizer flatcall. Vais estar na frente contra a maior parte dos 3-bet ranges dos seus oponentes e como muitas vezes vai flopar mãos do tipo top-pair, a sua mão será fácil de jogar. Se decidir fazer 4-bet com este tipo de mãos, só o fará com a intenção de dar call a um all-in, caso contrário está a desistir do valor da sua mão.

Espero que não se tenha reconhecido em muitos destes exemplos, mas se foi o caso, pelo menos agora descobriu algumas coisas sobre o seu jogo sobre as quais deve pensar. À medida que for adquirindo mais experiência, será mais fácil detectar este tipo de erros nos outros regulares, o que pode resultar em muito dinheiro extra para si. Se gostou deste artigo e se aprendeu alguma coisa, então fique atento ao próximo artigo no qual analisarei as leaks posflop.

Mais notícias

O que pensas?