Agora ao vivo Unibet Open Bucharest

Estratégia: Como Fazer Pot Control

Estratégia: Como Fazer Pot Control 0001

Neste artigo vamos discutir o conceito de pot control, em que situações se aplica e ao que se deve tomar atenção. Quando aplicável, serão usadas mãos para exemplificar a situação, nesses exemplos vamos supor que o hero e o villain são ambos jogadores Tight Agreesive (TAG).

O pot control é um conceito usado em todas as variantes de poker, embora neste artigo foquemos mais a sua aplicação aos No-Limit Hold'em (NLH) cash games. Neste tipo de jogo jogará mais deep que em torneios e terá de tomar decisões em todas as 3 streets. Para além disso a jogar NLH poderá ter toda a sua stack em risco mais vezes e é importante saber como protege-la.

O pot control pode ser definido como a manipulação do tamanho do pote, baseado na "força relativa" da nossa mão. A força relativa da sua mão é medida em relação ao range de mãos dos seus adversários. Isto quer dizer que quanto mais tight for o seu adversário mais forte tem de ser a sua mão para que possa jogar um grande pote contra esse mesmo adversário.

Em virtude disso, em algumas situações ver-se-á a jogar mãos marginais e a tentar que o pote não fique muito grande. Pode tentar controlar o tamanho do pote fazendo substituindo o bet-raise pelo check-call .

Tenha sempre atenção ao tamanho efectivo das stacks, deve ter sempre noção de quanto pode ganhar ou perder. Quando está a jogar com um stack de 200 BB's a sua mão tem de ser muito melhor para jogar para a stack do que quando está a jogar com um stack de 50 BB's. No primeiro caso terá de ter pelo menos um set para jogar para a stack, enquanto que com 50 BB's uma mão do tipo top pair pode servir para o efeito. Posto isto, é obvio que usará este conceito muito mais vezes quando está a jogar deepstack do que quando a stack efectiva é menor.

A coisa mais importante a reter é que deve sempre saber o que vale a sua mão em comparação com o range do seu adversário. Deverá avaliar constantemente o quando quer e o quanto consegue tirar de cada mão. Existem mãos que vai checkar em todas as streets e outras onde vai querer apostar no flop, turn e river.

O conceito de pot control é especialmente aplicado a mãos marginais, ou até mesmo mãos fracas com algum showdown value. Uma das tarefas mais importantes e difíceis é retirar o maior valor possível de cada mão, isto é também aplicável às mãos marginais. Deixe-me clarificar algo, fazer check para provocar o bluff do adversário e então fazer raise não é pot control.

O tamanho do pote deve estar relacionado com a força da sua mão e com a maneira como a mão foi jogada. Não vai querer jogar para a stack com uma mão do género top pair/kicker médio. Existem situações onde isto pode acontecer mas apenas porque o range do adversário é muito grande. Claro que vão sempre existir excepções, mas no geral, a regra diz-nos que as mãos médias devem resultar em potes pequenos/médios.

Mãos Fracas/Marginais

Sempre que está a jogar uma mão deverá perguntar-se, quanto vale essa mão e em quantas streets está disposto a meter dinheiro no pote. Se a sua mão for fraca quererá jogar potes pequenos, daí que deverá assegurar-se que mete pouco dinheiro no pote. Isto não quer dizer que verá um showdown, pode até ganhar a mão logo no flop ou ter de desistir da mesma depois de uma bet/raise de um adversário. O acto de apostar nem sempre tem de ocorrer no flop, pode faze-lo no turn e até mesmo no river.

Exemplo 1

Hero posts the small blind [$0.5].

BB posts the big blind [$1].

Dealt to Hero {a-Spades}{6-Clubs}

** Dealing down cards **

UTG folds

MP folds

CO folds

Hero raises [$3.5] Pot = [$5]

SB calls [$3] Pot = [$8]

BB folds

** Dealing Flop ** {a-Clubs}{9-Spades}{5-Hearts}

SB checks

Hero checks

** Dealing turn ** {q-Diamonds}

SB checks

Hero bets [$6] Pot = [$14]

SB calls [$6] Pot = [$20]

** Dealing river ** {2-Clubs}

SB checks

Hero ....

Existe um open raise standard por parte do Hero, no botão, e o jogador na SB dá call. O range deste jogador é muito grande, desde suited connectors a pares pequenos, ases com kickers marginais e ases suited. O flop é muito drawy e tem um ás, o que quer dizer que você fez um par. Nesta situação pode decidir mandar uma c-bet no flop ou esperar pelo turn, podendo fazer isto com um grande range de mãos. O flatcall que a SB lhe deu não indica que tenha um grande range. O mesmo inclui mãos do tipo Ax, Qx ou JT, assim, poderá extrair valor de mãos mais fracas, que é o principal motivo porque aposta. Se o seu adversário faz check no river, pode limitar ainda mais o seu range de mãos, que poderá ir até Ax e se assim for você só baterá A3 e A4, mãos com que um jogador não deverá fazer call a um raise pré-flop fora de posição. Assim que não existe muito valor em apostar neste spot, existem muito poucas mãos piores que a sua com que o seu adversário fará call aqui. Este exemplo é o de uma mão em que você quer e pode retirar valor numa street. Se estive com AK na mão, neste exemplo, obviamente quereria obter valor nas 3 streets.

Exemplo 2

Hero posts the small blind [$2].

BB posts the big blind [$4].

Dealt to Hero {j-Spades}{k-Spades}

** Dealing down cards **

UTG folds

MP folds

Hero raises [$12] Pot = [$18]

BTN calls [$12] Pot = [$30]

SB folds

BB folds

** Dealing Flop ** {10-Hearts}{3-Clubs}{k-Diamonds}

Hero checks

BTN checks

** Dealing turn ** {4-Diamonds}

Hero checks

BTN checks

** Dealing River ** {5-Clubs}

Hero bets [$22] Pot = [$52]

BTN calls [$22] Pot = [$74]

BTN shows {7-Diamonds}{7-Hearts}

Aqui temos o Hero fora de posição e volta novamente a acertar num top pair numa board muito drawy. Não é muito mau/grave dar a iniciativa ao adversário e fazer check neste spot. O villain vai fazer check também na maior parte das vezes, devido ao seu range, mas poderá com alguma frequência também tentar levar o pote logo no flop com um bluff. O hero vai estar à frente neste spot contra a maior parte do range do villain. Não existem muitas cartas que possam aparecer no turn que melhorem ou piorem a mão do hero. A última coisa que vai querer que aconteça é ser bluff-raised, ou que lhe tentem extrair valor em 3 streets numa board sem qualquer draw. Por outras palavras, se o villain fizer call nas 3 streets, e o villain for bom jogador, você estará atrás na maior parte das vezes. Esta é uma mão onde você deve extrair valor numa, ou no máximo em duas streets. Quando tem posição aí deve optar por extrair valor em 2 streets. Ao fazer check no turn o hero está a representar uma mão fraca, claro que qualquer bet feita aqui pelo botão será called. No river apostaríamos 2/3 do pote e o jogador no botão faria com call com um par médio. Neste exemplo, consegue maximizar o valor da mão usando o pot control. Se apostasse no flop e no turn, o villain iria foldar a sua mão na maioria das vezes. Contudo, ao checkar estas duas strees vai induzir o villain a fazer um bluff ou a dar call de forma muito light no river, o que vai maximizar o valor da mão. Ao checkar o flop e o turn vai criar uma situação em que o villain será incapaz de foldar um mão mais fraca que a sua.

As mãos em que vai querer retirar numa street são mãos do tipo top pair com kicker médio, ou um par médio sempre que o adversário agir apenas numa street. Não "rebente" com o pote com mãos fracas/marginais, vai custar-lhe muito dinheiro no long run.

Mãos Marginais

Quando tem uma boa mão você quererá ser pago em várias streets. Quando joga contra um adversário loose, poderá apostar em várias streets pois a força relativa da sua mão é maior contra adversários fracos que têm ranges maiores.

No fim de contas, só retirará valor das suas mãos se os adversários o permitirem. Se o seu adversário tem uma mão fraca e você tem uma mão boa, você nunca extrairá valor em duas streets. A sua mão pode ter duas ou três streets de valor, mas se a do seu adversário não tiver ele não meterá dinheiro nenhum no pote. Pense sempre no range do seu adversário e com que tipo de mãos é que ele vai pagar as suas bets. Assim que decida que a sua mão vale duas ou três streets de apostas, tem decidir em quais delas apostar. O mesmo se aplica quando pensa em apostar apenas numa street. Pense nas suas mãos atempadamente, quererá sempre maximizar o seu valor contra mãos mais fracas.

A maneira como planeia uma mão depende da board e claro da força da própria mão. O exemplo seguinte mostra como extrair valor na primeiras streets.

Exemplo 3

Hero posts the small blind [$2].

BB posts the big blind [$4].

Dealt to Hero {9-Clubs}{a-Clubs}

** Dealing down cards **

UTG folds

MP folds

Hero raises [$12] Pot = [$18]

BTN calls [$12] Pot = [$30]

SB folds

BB folds

** Dealing Flop ** {8-Hearts}{9-Hearts}{6-Diamonds}

Hero bets [$24] Pot = [$54]

BTN calls [$24] Pot = [$78]

** Dealing turn ** {4-Diamonds}

Hero bets [$60] Pot = [$138]

BTN calls [$60] Pot = [$198]

** Dealing River ** {k-Diamonds}

Hero ….

Neste caso o flop é muito drawy e o seu adversário pode tê-lo dominado flopando um straight, por exemplo. Tentar controlar o pote desde cedo com boards destas é um erro. Você vai querer apostar nas primeiras streets e extrair valor da sua mão, embora a sua mão não valha 3 streets de apostas. No river será rara a vez em que você será called por uma mão pior, a maioria dos pares mais pequenos que o seu e draws nunca farão call. Mãos do tipo 9T, 77 e JT nunca farão call à sua bet, fazendo check no river você consegue alcançar dois objectivos. O primeiro, mantém o pote controlado e não tem de tomar decisões complicadas e para a stack. O segundo, dá a oportunidade ao villain de bluffar se aparecer uma scared card e assim consegue extrair mais valor da mão. É provável que o villain tente roubar o pote ao falhar o draw. Se apostar neste spot, não existem muitas que lhe possam dar call e que você consiga bater. Outra boa razão para apostar cedo é que, embora a sua mão seja boa, ainda existe a possibilidade de melhorar, por exemplo um top pair/flush draw. Um top pair é bom para uma ou duas streets, mas a sua combinação com um flush draw vale 3 streets.

Claro que existem desvantagens de tentar valorizar a mão desde cedo, o seu adversário vai fazer fold mais rapidamente de mãos fracas e contra jogadores agressivos e numa board muito drawy como é o caso, vai sofrer alguns check-raises. Neste caso terá de tomar aqui a decisão de jogar ou não para a stack. Nesse caso poderá escolher valorizar a mão mais tarde mesmo com aquele tipo de board. Se o seu adversário tende a dar call apenas numa street sempre que se encontra em draw, poderá checkar o flop e ver se o turn melhorou a mão do villain, apostando aí. Ao fazer isto evita que o retirem do pote no flop, pois existem jogadores que jogam os draws de forma muito agressiva.

Exemplo 4

Hero posts the small blind [$2].

BB posts the big blind [$4].

Dealt to Hero {k-Clubs}{q-Clubs}

** Dealing down cards **

UTG calls [$4] Pot = [$10]

MP checks

CO folds

Hero raises [$14] Pot = [$24]

SB folds

BB folds

UTG calls [$10] Pot = [$34]

** Dealing Flop ** {q-Spades}{8-Hearts}{5-Diamonds}

UTG checks

Hero bets [$24] Pot = [$58]

UTG calls [$24] Pot = [$82]

** Dealing turn ** {2-Diamonds}

UTG checks

Hero checks

** Dealing River ** {7-Spades}

UTG …

A maneira mais comum de ser jogar para pot control é checkar o turn. Neste caso, tem top pair numa board relativamente drawy. Pode apostar o flop e continuar a extrair valor de mãos do tipo top pair com kicker fraco, straight draws e pares mais pequenos. Se checkar o turn evita meter-se num pote grande e até pode ver uma carta de graça, o pior que pode acontecer é aparecer um ás que possa assustar ou ajudar o seu adversário. Checkando o turn poderá continuar a extrair valor de mãos mais fracas que a sua, o adversário pode pensar em bluffar o river ou fazer uma value bet de uma mão mais fraca, que normalmente não pagariam e streets de apostas.

Quando estiver a jogar contra uma calling station, fraquinha, será pago nas 3 streets, quando os adversários forem mais agressivos, o melhor é escolher uma linha de pot control. É necessário que varie a sua abordagem por vezes apostar para extrair valor desde cedo e outras esperar pelas últimas streets.

Extraindo valor nas últimas streets evita que o pote fica demasiado grande, e assim quando atingir o river terá uma melhor ideia sobre o range do villain.

Os jogadores agressivos normalmente interpretam o check nas primeiras streets como sinal de fraqueza e atacam, bluffando. Por outro lado, receberá muito mais vezes call de mãos marginais porque o seu check parecerá fraqueza. A desvantagem de tentar extrair valor mais tarde é que entretanto o turn e o river podem trazer scarecards. É sempre necessário saber com que tipo de adversário contamos e medir os prós e os contras das nossas opções.

Boas Mãos

Quando tem uma boa mão não existe motivo nenhum para tentar controlar o pote. Se começar por checkar ou optar por uma linha passiva, sendo a única razão para isso induzir o adversário em a bluffar. Mãos do tipo top pair/top kicker com nut flush draw, ou um set, são mãos com as quais deve apostar nas 3 streets. O pot control não é aplicável nesta situação, o que quer é retirar o máximo de valor possível do range do seu adversário.

Exemplo 5

Hero posts the small blind [$2].

BB posts the big blind [$4].

Dealt to Hero {k-Clubs}{q-Clubs}

** Dealing down cards **

UTG checks

MP checks

CO folds

Hero raises [$12] Pot = [$18]

SB folds

BB calls [$8] Pot = [$26]

** Dealing Flop ** {q-Spades}{q-Hearts}{5-Diamonds}

BB checks

Hero bets [$20] Pot = [$46]

BB raises [$60] Pot = [$106]

Hero ….

Este é um exemplo onde pode fazer check de forma a induzir o adversário a fazer um movimento. Vai descobrir que ao fazer re-raise o range com que o seu adversário lhe vai dar call é muito limitado, nomeadamente 55 ou Qx. Adoptando uma linha passiva, pode esperar receber acção por parte de um adversário que tenha um par pequeno ou que o queira bluffar. Isto nada tem a ver com pot control.

Conclusão

Deve avaliar sempre bem a sua mão, em quantas streets quer/pode extrair valor da sua mão contra o range do villain? Se existirem motivos para que faça pot control, veja bem em quantas e em que streets poderá influenciar o tamanho do pote. Fazer check numa ou duas streets não quer dizer que esteja a perder valor, só perderá valor na sua mão quando fizer check demasiadas vezes para a força que a mão tem, é necessário estar atento a esta relação. Se fizer check em boards com muitos draws está a dar oportunidade a que adversários que tenham draws no seu range melhorem as suas mãos e desta forma meter-se em situações de decisão difícil para si mesmo. O check deve ser utilizado para dar ao seu adversário a possibilidade de meter dinheiro no pote enquanto você está à frente.

Assegure-se que não se torna demasiado previsível, não jogue sempre da mesma forma as mão, misture a maneira como joga mas nunca as suas ideias, retire sempre o máximo valor possível da sua mão.

Boa sorte nas mesas!

Edmé

Mais notícias

O que pensas?